Toyota apresenta ideia inovadora para automóveis híbridos

23/05/2014
3.856 views
Share Button

Desmitificando um pouco o conceito, o neodímio não é uma novidade absoluta. Já é utilizado há muito tempo e até já é produzido de forma sintética, embora o neodímio – dependendo da sua nomenclatura molecular – esteja entre um dos metais magnéticos mais raros existentes na terra. Este composto descoberto em 1982, tem proliferado pelo mundo fora e em quase toda a indústria eletrónica.

toyota-central-rd-labs-free-piston-engine-linear-generator-fpeg_100465418_l

Este tipo de motor criado pela Toyota, não é especialmente potente, aliás o seu desenho compacto está totalmente concebido com vista a eficiência e ao baixo peso do conjunto, sendo que a potência produzida situa-se apenas nos 10kW, cerca de 13 cavalos. No entanto produz energia mais que suficiente para que apenas 2 unidades a trabalhar em simultâneo consigam produzir corrente elétrica suficiente para que um Toyota Yaris ou equivalente, consigam atingir velocidades de cruzeiro em autoestrada de 120km/h.

Por ser ainda um projeto em desenvolvimento, a Toyota tem ainda um longo caminho a percorrer até conseguir colocar esta tecnologia em comercialização. Pois se por um lado os custos de produção não são referenciais, existe ainda questões técnicas por resolver como os custos de manutenção e a vibração, facto que já levou a Toyota a ponderar a utilização do seu novo motor de forma oposta, de modo a atenuar o ruído e vibrações transmitidas.

Tem no ADN a paixão por automóveis, ainda no ventre materno já gostava de andar de carro. Atingiu na formação como mecânico de automóveis o nirvana do viver e respirar técnica automóvel. Define-se como um Gearhead/Petrolhead e tem a condução como o seu Elixir de Vida.

  • SSJ4

    Excelente matéria e muito bom post!