Testámos o novo rei dos semáforos. Smart #1 Brabus tem 428 cv

Estamos a guardar energia para o que mais importa.

Vídeos RA

Testámos o novo rei dos semáforos. Smart #1 Brabus tem 428 cv

O #1 Brabus é o Smart mais potente e rápido da história e nós já o conduzimos em solo nacional. Está à altura das expectativas?

Em Lisboa, Portugal

Este é o Smart #1 Brabus e é o Smart mais potente e mais rápido de todos os tempos. Um cartão de visita de respeito, mas que não termina aqui, já que este passa a ser o primeiro Smart da história a contar com tração integral.

Contas feitas, são 315 kW (428 cv) de potência máxima, 543 Nm de binário combinado e uma aceleração dos 0 aos 100 km/h em apenas 3,9s. Por outras palavras, o #1 Brabus consegue envergonhar muitos desportivos à saída dos semáforos. E isso já diz muito, não?

Não faltam motivos de interesse em torno deste SUV compacto com ambições desportivas, que nós pudemos finalmente testar. E logo em solo português, durante a apresentação internacional do modelo. Fiquem com o veredito do Diogo Teixeira em vídeo:

A NÃO PERDER: Aumentar potência do carro a pedido? “Deverá acontecer”, diz Dirk Adelmann, CEO da Smart Europe

O primeiro tração integral da história

Sendo este o Smart mais potente de sempre, temos naturalmente que falar da mecânica que lhe serve de base e que combina dois motores elétricos.

O primeiro, montado na dianteira, apresenta 115 kW (156 cv) de potência e 200 Nm. Já o segundo, montado sobre o eixo traseiro, entrega 200 kW (272 cv) e 343 Nm.

O resultado desta «união» são os tais 428 cv de potência máxima e 543 Nm de binário máximo de que já vos falámos e que permitem, então, que o sprint dos 0 aos 100 km/h seja feito em balísticos 3,9s —a  velocidade máxima fica-se apenas por uns limitados 180 km/h.

Smart #1 Brabus, frente 3/4

São números impressionantes, qualquer que seja o segmento. Mas importa recordar que estamos perante um SUV compacto, posicionado no segmento B. E aí, pelo menos do ponto de vista das performances, este Smart está numa categoria à parte.

LEIAM TAMBÉM: Smart #1. O primeiro SUV e o maior Smart de sempre

A alimentar todo o esquema elétrico está uma bateria com 66 kWh (62 kWh úteis) de capacidade, montada em posição central, que permite que o Smart #1 Brabus reclame 400 km de autonomia em ciclo WLTP.

Quanto aos carregamentos, o Smart #1 Brabus suporta velocidades de até 150 kW em corrente contínua (DC) e até 22 kW em corrente alternada (AC).

Estética mais desportiva

As diferenças estéticas para um Smart #1 dito «convencional» não são extensas, mas existem, a começar logo nos para-choques, que apresentam um desenho mais desportivo.

Na dianteira destaca-se o difusor de ar mais expressivo, já atrás é o spoiler que mais salta à vista. De perfil as atenções vão quase por completo para as jantes, que são específicas desta versão Brabus e que apresentam dimensões muito generosas: 19″. As pinças de travão surgem pintadas a vermelho.

A NÃO PERDER: CUPRA Born testado. O primeiro elétrico da CUPRA convence?

As inspirações desportivas continuam no habitáculo, onde encontramos pedais em alumínio, volante com acabamento em Alcantara e costuras em vermelho e bancos com encosto de cabeça com o logo da Brabus gravado.

Quanto vai custar?

O novo Smart #1 Brabus já está disponível para pré-encomenda em Portugal — mediante o pagamento de 500 euros — e tem um preço a começar nos 48 450 euros.

Porém, a gama do Smart #1 arranca nos 40 950 euros para a versão Pro+. Logo acima surge a variante Premium, com preços a partir de 44 450 euros.

As primeiras entregas estão previstas para o final do ano ou início de 2023.

Primeiras impressões

7 / 10
Para além de uma aceleração épica, existe um interior cuidado, equipamento e sistemas de segurança que são uma referência no segmento. Falta-lhe pedigree de desportivo quando decidimos sair da cidade em direção a uma estrada sinuosa. Ou seja, entusiasma (e muito) mais "a direito", sendo o novo rei dos semáforos. Uns pneus menos focados nos consumos e um acerto de suspensão mais pensado na performance, são algo a ponderar no futuro.

  • Prestações

  • Preço "por cavalo"

  • Equipamento

  • Interior

  • Carrega até 22 kW em AC

  • Dinâmica pode melhorar

  • Infoentretenimento requer habituação

  • Não tem (ainda) Apple CarPlay / Android Auto

Preço

48.450

Data de comercialização: Outubro 2022


Sabe responder a esta?
Qual é a potência do Citroën Ami?
Não acertou..

Mas pode descobrir a resposta aqui::

Este Citroën não é um automóvel. Testámos o novo Citroën AMI

Mais artigos em Testes, Primeiro Contacto