Kia Niro EV vs Volkswagen ID.3 vs Renault Mégane E-Tech. Qual o melhor?

Estamos a guardar energia para o que mais importa.

Comparativo

Kia Niro EV vs Volkswagen ID.3 vs Renault Mégane E-Tech. Qual o melhor?

Estão a pensar comprar um 100% elétrico de segmento C que seja capaz de servir uma família? Então este comparativo é obrigatório.

Nunca se compraram tantos automóveis elétricos em Portugal como agora e são cada vez mais as famílias a querer aderir à mobilidade 100% elétrica. E isso foi a desculpa perfeita para assinalar o regresso dos comparativos ao “nosso” canal de Youtube.

Colocámos frente a frente três elétricos do segmento C, todos com responsabilidades familiares, e fomos descobrir qual o melhor: Kia Niro EV, Renault Mégane E-Tech Elétrico ou Volkswagen ID.3?

Qual o mais divertido de conduzir? Qual o mais poupado? Qual o mais espaçoso? Estas são algumas das questões que procurámos responder neste vídeo, que naturalmente termina com a escolha do grande vencedor. Descubram quem foi:

A NÃO PERDER: Estes são os 9 automóveis elétricos mais baratos do mercado

Kia Niro, o mais familiar

Graças a uma bateria com 64,8 kWh de capacidade, o Kia Niro oferece a maior autonomia de todos os modelos aqui presentes, até 460 quilómetros em ciclo combinado WLTP, e isso é um grande trunfo a seu favor.

Kia Niro EV
Kia Niro EV © Razão Automóvel

Está muito orientado para o conforto e revela mais qualidades de estradista do que os seus dois rivais. Mas não tem as mesmas aptidões desportivas e oferece uma condução menos envolvente.

Apesar disso, quando o assunto é conforto ou espaço, o Niro dá excelente conta de si, o que faz dele uma proposta muito interessante para quem procura um 100% elétrico de segmento C capaz de cumprir com tudo o que se exige a um carro de família. Se for o caso, acreditem que o Niro vai ser um bom “companheiro”.

Kia niro ev interior

Renault Mégane, o mais sofisticado

Costuma dizer-se que a primeira impressão é a que fica e a esse nível estou seguro que este Mégane 100% elétrico é especialista em deixar marca.

LEIAM TAMBÉM: Crossover e 100% elétrico. Teste ao Renault Mégane E-Tech Electric

Basta olhar para ele para perceber que assinala um novo capítulo dentro da Renault, sobretudo no que ao design diz respeito. Com uma linha de ombros muito alta, com um tejadilho baixo e com uma assinatura luminosa bastante rasgada, tem um visual agressivo e uma forte presença em estrada.

Renault Mégane E-Tech Elétrico
Renault Mégane E-Tech Elétrico © Razão Automóvel

No interior é sofisticado, apresenta materiais agradáveis à vista e ao toque e destaca-se por oferecer um sistema de info-entretenimento com base Android — muito rápido, com grafismos modernos e com boa leitura — e com vários serviços nativos da Google, entre eles o Spotify e o Google Maps.

renault megane e-tech interior

Tudo isto faz dele uma excelente aposta para aqueles condutores que valorizam mais a imagem e a tecnologia, ainda que nos outros campos o elétrico francês também dê cartas, nomeadamente ao nível do comportamento em estrada, da autonomia e dos equipamentos de segurança.

Volkswagen ID.3, o mais barato

Entre os três modelos aqui presentes o Volkswagen ID.3 é aquele que já anda por cá há mais tempo, mas tem evoluído bem e continua a ser um modelo obrigatório a ter em conta.

A NÃO PERDER: Vai fazer história como o Carocha? Testámos o Volkswagen ID.3 First Max (58 kWh)

A imagem exterior não é tão sofisticada quanto a do Mégane, mas parece-nos que poderá resistir melhor ao tempo. Já no interior o sistema de info-entretenimento é um ponto negativo, tal como o excesso de plásticos duros. Mas impera uma construção sólida e um desenho minimalista e acolhedor.

Volkswagen ID.3
Volkswagen ID.3 © Razão Automóvel

É claramente o modelo mais indicado para uma utilização maioritariamente em cidade, mas consegue oferecer uma condução muito envolvente e brindar-nos com um feeling até algo desportivo, até porque se apresenta com tração exclusiva ao eixo traseiro.

A juntar a tudo isto, e tendo em conta os três modelos e as três versões de equipamento aqui presentes, é claramente o mais barato. E isso é um trunfo.

volkswagen id.3 interior

Quanto custam?

O Volkswagen ID.3 é o modelo mais barato deste comparativo e arranca nos 44 832 euros, ainda que com a pintura bicolor e as jantes de 19” opcionais esta unidade custe 46 055 euros.

Depois aparece o Renault Mégane, que na versão que testámos, a Iconic EV60 Optimum Charge começa nos 49 100 euros. Contudo, o exemplar que surge no vídeo, com o pack Advanced Assist e com bomba de calor opcional, custa 51 300 euros.

Já o Kia Niro EV é o mais caro dos modelos aqui presentes, algo que se explica em parte pela vasta lista de equipamento que oferece de série. O elétrico sul-coreano conta com apenas um opcional, a pintura metalizada, que custa 450 euros. Na versão Tech arranca nos 51 450 euros.

Existem versões mais baratas

Mas já que falamos de preços, importa esclarecer que com exceção do Volkswagen ID.3, que atualmente só se vende em Portugal numa especificação, os modelos que vêem neste comparativo apresentam-se na sua melhor versão, que é como quem diz, na variante mais equipada.

Naturalmente isso tem impacto no preço, mas em qualquer dos casos — seja o modelo da Kia ou da Renault — existem versões mais baratas e menos equipadas disponíveis e que ainda assim dão muito boa conta de si.

Tal como em tudo, só faz sentido pagar mais para ter acesso a mais equipamento se lhe der um uso que o justifique. Caso contrário as versões mais baixas ou intermédias podem ser apelativas.

Vitória por uma margem curta

Apresentados que estão os três “candidatos” e sem vos querer estragar a surpresa — se tiverem visto o vídeo acima já não será surpresa… — a vitória neste comparativo sorriu ao Renault Mégane E-Tech Elétrico, ainda que por uma margem curta.

Renault Mégane E-Tech Elétrico
Renault Mégane E-Tech Elétrico © Razão Automóvel

Mas tal como fazemos questão de dizer no vídeo, o vencedor deste comparativo pode variar em função das vossas exigências para um 100% elétrico do segmento C.

Se procuram um modelo mais orientado para o conforto e que seja capaz de responder bem às exigências familiares, então o Kia Niro poderá ser a melhor escolha.

Se por outro lado privilegiam a oferta tecnológica e o design e procuram um automóvel com um tato mais premium, então devem olhar para o Mégane.

LEIAM TAMBÉM: O regresso da mítica Renault 4L. Tudo que podemos esperar

Já o Volkswagen ID.3 acaba por ser o modelo com uma imagem mais sóbria e mais indicado para uma utilização em cidade. É muito ágil, agradável de usar e tem uma condução muito envolvente.

O Volkswagen ID.3 compensa o facto de ter a menor bateria deste trio com os consumos, que são de longe os mais baixos entre os três modelos testados.

Como chegámos ao vencedor?

Para que este comparativo fosse o mais rigoroso e justo possível, construímos uma tabela de avaliação (podem consultá-la em baixo) que nos permite olhar para tudo o que consideramos ser relevante num automóvel, desde a imagem às performances, passando pelo equipamento, pelos consumos e claro, pelo preço.

A NÃO PERDER: EV6 GT em vídeo. O que vale o Kia mais potente de sempre?

Mas uma vez que neste comparativo colocámos à prova três modelos 100% elétricos, do segmento C, e todos com responsabilidades familiares, demos mais importância a características e elementos que consideramos serem mais relevantes num automóvel deste segmento, tais como o conforto, a lista de equipamento, o espaço disponível, a autonomia e os consumos.

AVALIAÇÃO Renault Mégane Volkswagen ID.3 Kia Niro
Design (11%) 10 8 6
Construção e Materiais (14%) 11 9 11
Espaço, Conectividade e Equipamento (14%) 10 10 11
Comportamento, Conforto e Segurança (21%) 15 16 15
Performances (10%) 7 7 8
Consumo e Autonomia (15%) 10 10 10
Preço (15%) 12 14 12
Total (100%) 75 74 73

Sabe responder a esta?
Em que ano nasceu a Renault Sport?
Não acertou..

Mas pode descobrir a resposta aqui::

No adeus aos Renault Sport, recordamos 5 dos mais especiais

Mais artigos em Testes