Lamborghini Huracán EVO Spyder (640 cv). Uma máquina do tempo

Estamos a guardar energia para o que mais importa.

Teste

Lamborghini Huracán EVO Spyder (640 cv). Uma máquina do tempo

Conduzimos o Lamborghini Huracán EVO Spyder, um superdesportivo italiano com um V10 naturalmente aspirado que tem tanto de dramático quanto de emocionante.

Com a chegada do primeiro modelo 100% elétrico da Lamborghini marcada para 2028, o Huracán EVO Spyder, com um motor V10 naturalmente aspirado que debita 640 cv, pode ser visto, cada vez mais, como uma espécie de máquina do tempo.

É uma espécie de superdesportivo em estado puro, com a dose certa de drama, de agressividade e de presença em estrada que se exige a um modelo com este ADN. E é, ao mesmo tempo, um lembrete de algo que vai desaparecer em breve.

Mas enquanto esse dia não chega, o bloco de dez cilindros deste Lamborghini Huracán EVO Spyder continua a ser música para os ouvidos de qualquer petrolhead. E no mais recente vídeo da Razão Automóvel no YouTube, o Diogo Teixeira explica-vos porque razão este é um automóvel tão especial:

A NÃO PERDER: CEO da Lamborghini: “Eletrificação mais do que uma opção é uma necessidade ditada pela legislação”

Sinfonia italiana

A animar este Lamborghini Huracán EVO Spyder, e tal como já referimos, está um motor V10 naturalmente aspirado de 5,2 litros de capacidade que produz 640 cv de potência às 8000 rpm e 600 Nm às 6500 rpm.

Graças a estes números, que são enviados às quatro rodas através de uma caixa automática de dupla embraiagem com sete velocidades, o Lamborghini Huracán EVO Spyder é capaz de acelerar dos 0 aos 100 km/h em 3,1s e dos 0 aos 200 km/h em apenas 9,3s. Quanto à velocidade máxima, está fixada nos 325 km/h.

São números que impõem respeito, sobretudo porque estamos perante a versão Spyder do Huracán EVO, que é cerca de 100 kg mais pesada do que a versão Coupé equivalente.

Descubra o seu próximo automóvel:

Imagem distinta e aerodinâmica aprimorada

Face ao Huracán Spyder dito “convencional”, esta versão EVO destaca-se por apresentar um para-choques traseiro redesenhado, novas jantes de 20” e uma aerodinâmica melhorada, para um comportamento em estrada ainda mais “afinado”.

Lamborghini Huracán EVO Spyder traseira © Razão Automóvel

A contribuir para isso também surge o facto deste Huracán EVO contar com o sistema Lamborghini Dinamica Veicolo Integrata (LDVI), que combina o sistema de rodas traseiras direcionais com o controlo de estabilidade e com o sistema de vetorização de binário, para um desempenho dinâmico superior.

LEIAM TAMBÉM: Diabólico. 666 cv e menos 47 kg para o Lamborghini Urus Performante

Mas tudo isto vem com um preço associado, também ele superlativo: em Portugal, o Lamborghini Huracán EVO Spyder que o Diogo testou neste vídeo custa 404 000 euros. Mas é esse o preço a pagar por este “pedaço de história” automóvel.

Preço

unidade ensaiada

404.000

IUC: €927

Classificação Euro NCAP: N/D

  • Motor
    • Arquitectura: 10 cilindros em V
    • Capacidade: 5204 cm3
    • Posição: Central Traseira Longitudinal
    • Carregamento: Inj. mista (direta e indireta)
    • Distribuição: 4 válv. por cilindro (40 válv.)
    • Potência: 640 cv às 8000 rpm
    • Binário: 600 Nm às 6500 rpm
  • Transmissão
    • Tracção: Integral
    • Caixa de velocidades: Automática (dupla embraiagem) de 7 velocidades
  • Capacidade e dimensões
    • Comprimento / Largura / Altura: 4520 mm / 1933 mm / 1180 mm
    • Distância entre os eixos: 2620 mm
    • Bagageira: 100 litros
    • Jantes / Pneus: FR: 245/30 R20; TR: 305/30 R20
    • Peso: 1542 kg
  • Consumo e Performances
    • Consumo médio: 14,2 l/100 km
    • Emissões de CO2: 338 g/km
    • Vel. máxima: 325 km/h
    • Aceleração: 3,1s
Sabe responder a esta?
Que modelo sucedeu ao Lamborghini Countach?
Não acertou..

Mas pode descobrir a resposta aqui::

Lamborghini Diablo: um “puro sangue” dos anos 90

Mais artigos em Testes, Ensaio