IONIQ 6. Os primeiros números do anti-Model 3 da Hyundai

Estamos a guardar energia para o que mais importa.

Apresentação

IONIQ 6. Os primeiros números do anti-Model 3 da Hyundai

O Hyundai IONIQ 6 deu-se a conhecer em mais detalhe e ficámos a saber que promete ser um dos elétricos mais eficientes do mercado.

Já tínhamos visto o Hyundai IONIQ 6 antes, a nova berlina elétrica da marca sul-coreana de design distinto e muito aerodinâmico, mas só agora é que começam a ser divulgadas as primeiras especificações técnicas do segundo membro da «família IONIQ».

Tal como no IONIQ 5, também o novo IONIQ 6 assenta na plataforma E-GMP e apresenta-se, desde já, com duas baterias: uma com 53 kWh de capacidade e outra com 77,4 kWh.

A bateria mais pequena é associada à versão de apenas um motor elétrico montado no eixo traseiro. A bateria maior, além da versão de um motor, pode ser associada a uma versão com dois motores (um por eixo) garantindo tração às quatro rodas.

A NÃO PERDER: Adeus, Hyundai IONIQ. Fim de produção anunciado para julho
Hyundai IONIQ 6

Segundo a Hyundai, nesta versão de dois motores o IONIQ 6 conta com 325 cv (239 kW) e 605 Nm, números que permitem ao IONIQ 6 cumprir os 0 aos 100 km/h em apenas 5,1s.

Mais do que uma muito boa performance, o IONIQ 6 promete ser um dos elétricos mais eficientes à venda, com a Hyundai a avançar com um consumo médio de energia de 14 kWh/100 km (ciclo WLTP) — um valor equivalente e até melhor que alguns citadinos e utilitários elétricos. Nada mal para uma berlina com 4,855 m de comprimento.

Eficiência que se traduzirá numa autonomia máxima elevada, de até 610 km, diz a Hyundai, o que são mais de 100 km de diferença para o IONIQ 5 de maior autonomia, que conta com uma bateria de 73 kW.

Hyundai IONIQ 6

Uma diferença que pode ser justificada em grande parte pela aerodinâmica apurada deste Electrified Streamliner, como a Hyundai o chama, que tem um Cx de apenas 0,21, um dos coeficientes de resistência mais baixos entre os modelos de produção.

Carregamentos não são problema

O novo Hyundai IONIQ 6 promete carregamentos muito rápidos — apenas 18 minutos para a carga da bateria ir dos 10% aos 80% —, consequência de ter um carregador de 350 kW e conseguir suportar carregamentos múltiplos ultrarrápidos de 400 V e 800 V.

Por fim, e tal como acontece com o IONIQ 5, também integra o sistema vehicle-to-load (V2L) que permite usar o IONIQ 6 para alimentar aparelhos elétricos e até para recarregar outros veículos elétricos.

Hyundai IONIQ 6

Quando chega?

Com o arranque da produção previsto para o terceiro trimestre de 2022, o Hyundai IONIQ 6 não tem ainda uma data prevista para o seu lançamento no mercado.

Sabe responder a esta?
Em que ano foi lançado o Hyundai S Coupe?
Não acertou..

Mas pode descobrir a resposta aqui::

Ainda te lembras dos pequenos coupé dos anos 90?

Mais artigos em Notícias