BMW i5 deixa-se ver novamente. O que esperar do Série 5 elétrico?

Estamos a guardar energia para o que mais importa.

Fotos-espia

BMW i5 deixa-se ver novamente. O que esperar do Série 5 elétrico?

O BMW i5 volta a surgir em fotos-espia e desta vez deixa-se ver com os faróis definitivos e, surpresa, um "duplo rim" de tamanho normal.

O BMW i5, o inédito Série 5 elétrico, continua o seu desenvolvimento e por isso, é de certa forma inevitável que continue a ser protagonista de fotos-espia.

A camuflagem continua a abundar, mas face às imagens a que tivemos acesso no passado há uma novidade evidente: os faróis dianteiros já são os da versão final de produção.

Apesar de seguirem um estilo similar ao das atuais propostas da BMW (principalmente ao nível das luzes diurnas e dos piscas), as óticas do BMW i5 não são bipartidas como acontece com os novos Série 7, i7 e X7.

LEIAM TAMBÉM: Designers imaginam nova «cara» para o BMW Série 7
BMW i5
Na traseira a camuflagem é muito eficaz a não deixar adivinhar como serão as linhas do i5. © Razão Automóvel

Ainda na dianteira, o “duplo rim” XXL que tem marcado a maioria dos lançamentos dos BMW mais recentes, não fará parte do i5. A grelha dianteira tem uma dimensão mais comedida e desenvolve-se horizontalmente. Em contrapartida, o novo elétrico bávaro será marcado por um shark nose (nariz de tubarão), como outros BMW do passado.

Por fim, na traseira a camuflagem não deixa antecipar muito do i5. Tal como no novo i7, que deriva diretamente do Série 7, também o i5 manterá a carroçaria do futuro Série 5, mostrando uma silhueta mais tradicional de uma berlina de três volumes, ao contrário do seu rival de aspeto mais futurista, com uma silhueta de apenas um volume, o novo Mercedes-Benz EQE.

Ecrãs, ecrãs por «todo o lado»

No interior do BMW i5, sem surpresa, destacam-se os dois ecrãs posicionados lado a lado — um é o painel de instrumentos, o outro alberga o sistema de infoentretenimento —, uma solução cada vez mais usual na BMW.

Também notória é a redução drástica do número de comandos físicos. Contudo, o «eterno» comando do iDrive que permite controlar o infoentretenimento continua a marcar presença.

O que esperar do BMW i5?

Tendo em conta que a revelação do novo BMW i5 só deve acontecer em 2023 e a sua chegada ao mercado está prevista apenas para 2024, não é de estranhar que as especificações técnicas do futuro i5 continuem no «segredo dos deuses».

A NÃO PERDER: Stellantis compra negócio de car sharing da BMW e Mercedes-Benz

Contudo, não seria surpreendente se este herdasse do iX xDrive40 a sua cadeia cinemática, com ambos ainda a partilharem a plataforma CLAR.

Caso tal se confirme, o BMW i5 terá um motor elétrico acoplado às rodas traseiras e outro ligado às rodas dianteiras, oferecendo uma potência máxima de 240 kW (326 cv) e um binário máximo de 630 Nm. Já a autonomia, e assumindo que este i5 recorrerá a uma bateria de 70 kWh, deverá ser superior a 400 km.

Outra possibilidade é a de poder haver uma variante mais potente, com os números do iX xDrive50, que «oferece» 385 kW (523 cv) e 765 Nm.

Sabe responder a esta?
Qual era a potência do BMW 333i (E30)?
Não acertou..

Mas pode descobrir a resposta aqui::

BMW 333i (E30). O «primo do M3» que pouca gente conhece

Mais artigos em Notícias