Bom negócio? Comprámos um Mercedes-Benz 190 (W 201) com 200 000 km

Estamos a guardar energia para o que mais importa.

Garagem da Razão Automóvel

Bom negócio? Comprámos um Mercedes-Benz 190 (W 201) com 200 000 km

Foi há 40 anos que a Mercedes-Benz lançou um dos seus modelos mais populares de sempre: o Mercedes-Benz 190 (W 201). É um dos novos residentes na garagem da Razão Automóvel.

É uma paixão antiga. Há alguns anos que andávamos à procura de um Mercedes-Benz 190 (W 201) — os leitores mais assíduos da Razão Automóvel vão recordar-se do início dessa demanda. Pois bem, finalmente encontrámos a unidade que procurávamos.

Porque acreditamos que os clássicos merecem ser conduzidos — e o preço da gasolina não é o mais convidativo…. — optámos por escolher um W 201 equipado com a lendária mecânica OM 601, ou se preferirem, equipado com o «Whisper Diesel» — foi assim que a imprensa especializada da época batizou esta família de motores.

Para já, decidimos guardar a gasolina — esse precioso «concentrado» de octanas e sensações fortes — para outro tipo de modelos. Podes ajudar-nos aqui no Pisca Pisca a escolher a nossa próxima aquisição.

TÊM DE VER: A história (mal contada) do revolucionário Mercedes-Benz 190 (W201)

 

View this post on Instagram

 

A post shared by GuiIherme Costa (@o_guilhermecosta)

O Mercedes-Benz 190 D

É um motor pouco potente, mas quando foi lançado era um compêndio tecnológico.

Numa época em que os motores Diesel eram ruidosos e pouco refinados, a marca alemã lançou esta geração de motores que contrariava todas estas características mais associadas a… veículos de trabalho. E porque contamos não dar descanso a este «papa quilómetros», e os sistemas de injeção dos motores a gasolina desta época não era os mais fiáveis (nem fáceis de afinar), escolher uma unidade Diesel foi o mais sensato.

O vídeo em destaque conta um pouco da história da aquisição deste modelo e também revela algumas das suas características. Se preferirem, podem conhecer ou voltar a relembrar história completa (e um pouco mal contada) do Mercedes-Benz 190 W 201.

Para já, o saldo destes primeiros 10 mil quilómetros não podia ser mais positivo. Apesar da idade, o nosso 190 comporta-se como um veículo acabado de sair da fábrica e em termos de conforto e consumo não fica nada atrás de alguns modelos bem mais recentes.

Por outro lado, a falta de força da mecânica recorda-nos o quanto evoluíram os motores nas últimas décadas. Obrigando-nos a trocar a pressa de chegar por um olhar mais demorado às belas paisagens do nosso país.

Prometemos brevemente regressar com mais episódios do nosso Mercedes-Benz 190 D W 201. Subscreve o nosso canal e fica atento aos próximos episódios.

Mais artigos em Testes