GR Aygo X no horizonte? Toyota não «fecha a porta» a um Aygo X desportivo

Estamos a guardar energia para o que mais importa.

Antevisão

GR Aygo X no horizonte? Toyota não «fecha a porta» a um Aygo X desportivo

Durante a apresentação do Toyota Aygo X, o vice-presidente da Toyota Motor Europe, Andrea Carlucci, deixou no ar a possibilidade de um GR Aygo X.

Na sessão de perguntas e respostas na apresentação do novo Toyota Aygo X, quando surgiram as inevitáveis questões sobre futuras declinações do pequeno crossover, o vice-presidente da Toyota Motor Europe, Andrea Carlucci, não as «matou» com a habitual resposta “não comentamos sobre produtos futuros”.

Pelo contrário, Carlucci acabou por alimentar expectativas sobre mais variantes, nomeadamente um futuro GR Aygo X: “Quais sejam os nossos planos, este carro poderá merecer um olhar ao seu chassis e rigidez da carroçaria — o potencial em fazer uma versão mais desportiva”.

No entanto ressalvou: “Que seja claro: não está nos nossos planos, mas irão descobrir por vocês (as aptidões dinâmicas do Aygo X) e talvez comentar para nos ajudar a compreender qual o potencial que vocês (os media) veem nessa possibilidade”.

VEJAM TAMBÉM: Novo Toyota bZ4X. SUV elétrico promete mais de 450 km de autonomia
Toyota Aygo. X

Carlucci rematou afirmando sobre a possibilidade de um GR Aygo X : “Nunca digam nunca”.

O que tudo isto significa?

Não deixa de ser curioso que os responsáveis pela marca e pelo desenvolvimento do novo Toyota Aygo X presentes, tenham sido mais contundentes a «fechar a porta» a uma variante híbrida do Aygo X do que a uma variante desportiva, tendo até em conta o contexto atual sobre emissões e eletrificação.

O potencial para um GR Aygo X é grande, muito por «culpa» das suas fundações, que são as mesmas do Yaris. A plataforma GA-B deu ao utilitário nipónico fundações mais sólidas que permitiram realizar um chassis muito mais capaz, o que se reflete na condução e comportamento, que têm sido amplamente elogiados nesta quarta geração.

E para mais permitiu criar o especial de homologação GR Yaris, um «monstro» de hot hatch, que rapidamente se tornou numa referência e num dos automóveis mais desejados do ano.

Yaris GR vs. GR-38 © Thomas V. Esveld / Razão Automóvel

Há muito espaço abaixo do GR Yaris para um pocket rocket mais simples e acessível. Não seria difícil de imaginar um futuro GR Aygo X, com duas rodas motrizes e uma variante mais «modesta» do três cilindros turbocomprimido do GR Yaris.

Certamente teria a aprovação de Akio Toyoda, o presidente da Toyota e verdadeiro petrolhead, que desde que lidera o gigante japonês já nos deu, além do GR Yaris, também o GR 86 (e o antecessor GT 86) e o GR Supra,

Aygo X híbrido? Muito dificilmente

Além de um possível GR Aygo X, a outra pergunta mais ouvida e que também fizemos, foi o porquê do Aygo X não ser híbrido e se há planos para haver um.

Se há marca que associamos à tecnologia híbrida é a Toyota, que a introduziu em 1997, com o primeiro Prius, mas o Aygo X permanece puramente a combustão, que nem sequer é auxiliado por um sistema mild-hybrid, como é cada vez mais a norma.

A justificação é simples. O Aygo X posiciona-se no segmento mais baixo do mercado, onde o preço do veículo é um dos fatores determinantes nas decisões de compra. Uma versão híbrida seria automaticamente muito mais cara e, provavelmente, com um preço desconfortavelmente próximo do maior Yaris Hybrid.

Toyota Aygo X

Mas se um Aygo X Hybrid não vai estar disponível agora, poderá vir a estar disponível no futuro?

Um pouco surpreendentemente, será muito difícil de acontecer, não só pela já mencionada razão dos custos, como até pelas dificuldades de encaixar a cadeia cinemática do Yaris Hybrid no mais pequeno Aygo X, mesmo sabendo que ambos partilham a GA-B.

VEJAM TAMBÉM: Toyota GR Yaris mais “hardcore” a caminho? Sim!

O facto do vão dianteiro (distância medida entre a frente do carro e o eixo dianteiro) do Aygo X ser 72 mm mais curto que o do Yaris — ou seja, tem um compartimento do motor mais curto — poderá estar na base dessa razão.

Porém, tendo em conta os desafios que se avizinham, nomeadamente a Euro 7, que irá surgir ainda durante o «tempo de vida» do Aygo X, a Toyota poderá ter de procurar alternativas motrizes para manter o seu mais pequeno modelo no mercado.

Mais artigos em Notícias