Recharge No modo Recharge está a reduzir a sua pegada ecológica.

Obrigado por guardar energia para o que mais importa.

Uma iniciativa
x

Recharge

Estamos a guardar energia para o que mais importa.

Desde 116 401 euros

Taycan 4S Cross Turismo testado. Antes de ser elétrico, é um Porsche

Após cerca de 700 km ao volante do novo Porsche Taycan 4S Cross Turismo, descobri que há diferenças para o Taycan «normal». Vale a pena pagar mais por esta versão?

O Taycan tem sido um caso sério de sucesso e rapidamente se afirmou como o modelo mais vendido entre os Porsche que não são SUV. E agora, com o novíssimo Taycan Cross Turismo, não parece que vá ser diferente.

O formato carrinha, que por tradição sempre agradou ao público português, o look mais aventureiro e a maior altura ao solo (+20 mm), são argumentos de peso a favor desta versão mais familiar, mas será que chega para justificar a diferença de preço para o Taycan berlina?

Passei cinco dias com a versão 4S do Cross Turismo e percorri cerca de 700 km para perceber o que se ganha face ao Taycan e para descobrir se esta é mesmo a proposta mais equilibrada da gama.

A NÃO PERDER: Oficial. Tesla Model S Plaid bate o Porsche Taycan no Nürburgring por 12 segundos
Porsche Taycan 4s Cross Turismo © Thomas V. Esveld / Razão Automóvel

Felizmente não é (mais) um SUV

Confesso que sempre tive um fascínio pelas propostas Allroad da Audi e pelas carrinhas no geral. E quando vi o Porsche Mission E Cross Turismo no Salão de Genebra de 2018, o protótipo que daria origem ao Taycan Cross Turismo, rapidamente percebi que seria difícil não gostar da versão de produção. E estava certo.

Do ponto de vista visual e ao vivo o Porsche Taycan Cross Turismo resulta muito bem, com proporções muito adequadas. Quanto à cor do exemplar que tive oportunidade de testar, Azul Gelo Metalizado, só acrescenta ainda mais carisma a este elétrico.

Porsche Taycan 4s Cross Turismo
É difícil não apreciar a silhueta do Taycan Cross Turismo. © Thomas V. Esveld / Razão Automóvel

Mas se a silhueta que conta com uma secção traseira totalmente nova não passa despercebida, são as proteções em plástico nos pára-choques e nas saias laterais que lhe conferem maior robustez e um aspeto mais off-road.

Aspeto que pode ser reforçado pelo pack opcional Off-Road Design, que adiciona proteções às extremidades de ambos os pára-choques e às laterais, aumenta em 10 mm a altura ao solo, e adiciona barras de tejadilho em alumínio (opcionais).

Porsche Taycan 4s Cross Turismo
Versão testada contava com Jantes Offroad Design de 20″, um opcional de 2226 euros. © Thomas V. Esveld / Razão Automóvel

Mais espaço e mais versatilidade

A estética é importante e convence, mas é a maior capacidade de bagageira — 446 litros, mais 39 litros que no Taycan convencional — e o maior espaço nos bancos traseiros — houve um ganho de 47 mm ao nível da cabeça — que mais separam estes dois modelos.

A capacidade de carga chega e sobra para uma aventura em família e os bancos traseiros, com mais espaço, são um lugar muito agradável para se estar. E aqui, a “vitória” é clara a favor do Cross Turismo.

Porsche Taycan 4s Cross Turismo
Espaço atrás é muito generoso e os bancos permitem um encaixe semelhante aos da frente. © Thomas V. Esveld / Razão Automóvel

Mas é a versatilidade acrescida que, a meu ver, ainda dá mais protagonismo a esta proposta de “calças arregaçadas”. Graças aos 20 mm adicionais de altura ao solo e, sejamos sinceros, às proteções extra, temos mais confiança para arriscar incursões fora de estrada. E eu fiz algumas nos dias em que passei com ele. Mas já lá vamos.

Familiar elétrico que chega aos 100 km/h em 4,1s

A versão testada por nós, a 4S, pode ser vista como a mais equilibrada da gama e conta com dois motores elétricos — um por eixo — e com uma bateria com 93,4 kWh (capacidade útil de 83,7 kWh) para debitar 490 cv de potência, que sobem para 571 cv em overboost ou quando ativamos o launch control.

A NÃO PERDER: Platinum Edition. Mais elegância e exclusividade para o Porsche Panamera

Apesar dos 2320 kg declarados, a aceleração dos 0 aos 100 km/h é cumprida em apenas 4,1s, com a velocidade máxima a fixar-se nos 240 km/h.

Porsche Taycan 4s Cross Turismo © Thomas V. Esveld / Razão Automóvel

Quem quiser mais potência tem disponível a versão Turbo de 625 cv (680 cv em overboost) e a versão Turbo S de 625 cv (761 cv em overboost). Já para os que acham que vivem bem com menos «poder de fogo» está disponível a versão 4 de 380 cv (476 cv em overboost).

Divertido, divertido e… divertido

Não há outra forma de o dizer: o Porsche Taycan 4S Cross Turismo é um dos elétricos com a condução mais envolvente que já conduzi. E isso explica-se com uma frase muito simples, que serve de título deste ensaio: antes de ser elétrico é… um Porsche.

Pouca gente é capaz de fazer desportivos tão adaptados ao mundo real quanto a Porsche, basta olhar para o 911 e para todas as décadas de sucesso que carrega às costas. E senti exatamente a mesma coisa ao volante deste Taycan 4S Cross Turismo.

LEIAM TAMBÉM: Porsche tapa 106 buracos no Taycan com fita adesiva

É um elétrico com uma performance capaz de envergonhar alguns superdesportivos, mas não deixa de ser muito comunicativo, prático e fácil de utilizar. Como se pede que um carro seja.

Porsche Taycan 4s Cross Turismo © Thomas V. Esveld / Razão Automóvel

Até porque é certo que este Taycan 4S Cross Turismo vai passar mais tempo no «mundo real» do que a ser levado ao limite e a brindar-nos com todo o seu potencial dinâmico. E a verdade é que não compromete. Oferece-nos conforto, versatilidade e uma boa autonomia (já lá vamos).

Mas quando as responsabilidades familiares se esgotam, é bom saber que temos à nossa disposição uma das melhores plataformas e cadeias cinemáticas elétricas da indústria. E aqui, o Taycan 4S Cross Turismo mostra-se à altura de qualquer estrada que enfrentemos.

A NÃO PERDER: Porsche Panamera Turbo S 2021 (630 cv). Melhor que o Taycan? (vídeo)

A resposta à pressão do pedal do acelerador é imediata e impactante, com a tração a ser sempre distribuída de forma perfeita entre as quatro rodas. O sistema de travagem acompanha tudo o resto: é muito eficaz, mas a sua sensibilidade, algo elevada, exige alguma habituação.

Porsche Taycan 4s Cross Turismo © Thomas V. Esveld / Razão Automóvel

Mesmo com a maior altura ao solo, o controlo das massas é muito bem gerido pela suspensão pneumática adaptativa (de série), o que nos permite «arrancar» sempre uma experiência de condução muito satisfatória.

E aqui também importa falar da posição de condução, que é praticamente irrepreensível: estamos sentados numa posição muito baixa e estamos perfeitamente enquadrados com o volante e com os pedais; e tudo sem prejudicar a visibilidade para fora.

Um Porsche que gosta de pó!

Uma das grandes novidades no interior do Taycan Cross Turismo é o botão “gravel” que permite ajustar a tração, o ABS e o ESC para uma condução em pisos com aderência mais precária, seja em neve, na terra ou na lama.

E como não poderia deixar de ser, fui atraído para uns estradões de terra no Alentejo e não me arrependi: mesmo a velocidades generosas, é notável a forma como a suspensão absorve todos os impactos e irregularidades, dando-nos confiança para continuar e até para subir o ritmo.

LEIAM TAMBÉM: RS e-tron GT. Testámos o “super elétrico” da Audi com 646 cv

Não é um todo o terreno nem é tão capaz (nem se esperaria que fosse) quanto o «irmão» Cayenne, mas circula por estradões de terra sem a menor dificuldade e consegue ultrapassar alguns obstáculos (ligeiros), sendo que aqui a maior limitação acaba mesmo por ser a altura ao solo.

Descubra o seu próximo carro

E os consumos?

Em autoestrada, a velocidades sempre em torno dos 115/120 km/h, consegui consumos sempre abaixo dos 19 kWh/100 km, o que equivale a uma autonomia total de 440 km, um registo muito próximo dos 452 km (WLTP) anunciados pela Porsche.

Já numa utilização mista, que incluiu troços de autoestrada, estradas secundárias e cenários urbanos, a média de consumos disparou para os 25 kWh/100 km, o que equivale a uma autonomia total de 335 km.

Não é um valor impressionante, mas não acho que comprometa a utilização quotidiana deste elétrico, desde que o utilizador em causa tenha condições para o carregar em casa ou no trabalho. Mas esta é uma premissa válida para todos os elétricos.

Porsche Taycan 4s Cross Turismo © Thomas V. Esveld / Razão Automóvel

É o carro certo para si?

O Porsche Taycan Cross Turismo repete todos os atributos da versão berlina, mas junta-lhe alguns trunfos extra: maior versatilidade, mais espaço e a possibilidade de incursões fora de estrada.

A NÃO PERDER: Polestar rival da Porsche? É a ambição do CEO da marca sueca

E a somar a isso ainda oferece um aspeto mais distinto, marcado por um perfil mais aventureiro que combina na perfeição com o caráter desta proposta, que ainda assim não perde o comportamento e a performance que esperamos de um modelo da casa de Estugarda.

Porsche Taycan 4s Cross Turismo © Thomas V. Esveld / Razão Automóvel

É certo que a autonomia podia ser ligeiramente superior, mas passei cinco dias com esta versão 4S — carreguei duas vezes e fiz praticamente 700 km — e nunca me senti limitado. E ao contrário do que é recomendável, dependi sempre e apenas da rede de carregadores pública.

Preço

unidade ensaiada

149.801

Versão base: €116.401

Classificação Euro NCAP:

  • Motor
    • Arquitectura: 2 motores elétricos Síncronos
    • Posição: Motor 1: Dianteiro Transversal; Motor 2: Traseiro Transversal
    • Carregamento: Bateria de iões de lítio. Capacidade máxima: 93,4 kWh; Capacidade útil: 83,7 kWh
    • Potência: Potência máxima combinada: 490 cv (Máx: 571 cv em Overboost com Launch Control)
    • Binário: Binário máximo combinado: 650 Nm
  • Transmissão
    • Tracção: Integral
    • Caixa de velocidades: Caixa automática de duas velocidades no eixo traseiro; Caixa redutora de uma velocidade no eixo dianteiro
  • Capacidade e dimensões
    • Comprimento / Largura / Altura: 4974 mm / 1967 mm / 1409 mm
    • Distância entre os eixos: 2904 mm
    • Bagageira: 446 litros (1212 litros)
    • Jantes / Pneus: Frente: 245/45 R20; Atrás: 285/40 R20
    • Peso: 2320 kg
  • Consumo e Performances
    • Consumo médio: 22,6 kWh/100 km; Autonomia: 452 km
    • Vel. máxima: 240 km/h
    • Aceleração: 4,1s
  • Equipamento
    • Suspensão pneumática adaptativa, incluíndo sistema de suspensão ativa Porsche Active Suspension Management (PASM) e Smart Lift
    • Eixo traseiro multibraços em alumínio
    • Controlo de chassis integrado Porsche 4D-Chassis Control
    • Pinças de travão pintadas em Vermelho
    • Porsche Active Aerodynamics (PAA) com entradas de ar com lamelas ativas e spoiler traseiro adaptativo
    • Secção inferior do para-choques dianteiro com design específico Cross Turismo com detalhes pintados em cor Prata brilhante
    • Saias laterais com design específico Cross Turismo em Preto com detalhes pintados em cor Prata brilhante
    • Difusor traseiro com design específico Cross Turismo com detalhes pintados em cor Prata brilhante
    • Jantes Taycan S Aero de 19"
    • Centro das jantes com o Escudo Porsche monocromático
    • Faróis em LED com Porsche Dynamic Light System Plus (PDLS Plus)
    • Iluminação interior em LED: função de desligar retardado, iluminação dianteira com luzes de leitura, luzes de leitura atrás (esquerda e direita), iluminação da zonas para o pés dos passageiros dianteiros e traseiros, luzes nas bagageira dianteira e traseira, luz no porta-luvas
    • Retrovisores exteriores aquecidos com regulação eléctrica, esférico do lado do condutor
    • Óculo traseiro aquecido com função auto-off
    • Assistente de manutenção na faixa incluindo reconhecimento de sinais de trânsito
    • Cruise control
    • Assistente de colisão e travagem
    • ParkAssist (à frente e atrás) com avisos de distância óticos e acústicos
    • Personalização para o condutor de funções ergonómicas, de conforto, infoentretenimento e iluminação, assim como sistemas de assistência e visualização
    • Pré-climatização de estacionamento incluindo pré-acondicionamento da bateria
    • Filtro de partículas/pólen/odores com filtro de carvão ativado
    • Proteção térmica em todos os vidros
    • Bancos dianteiros Confort com regulação elétrica em 8 vias
    • Airbags de cortina no tejadilho e em todas as janelas desde o pilar A ao pilar C (esquerda e direita)
    • Detetor de capotamento para ativação dos airbags de cortina e pré-tensores dos cintos de segurança
    • Ecrã curvo de 16,8"
    • Cinco visualizações diferentes de configuração livre, dependendo do equipamento. Inclui painéis de controlo tátil para definir as funções de iluminação e chassis
    • Porta da bagageira traseira elétrica
    • Consola central com Direct Touch Control para controlo da climatização, abertura das tomadas de carregamento, indicador do nível da bateria e painel para escrita manual
    • Módulo de telefone LTE para acesso à internet e compartimento para smartphone
    • Porsche Connect com Apple® CarPlay e Android AutoTM
    • Porsche Vehicle Tracking System (PVTS)
    • Duas conexões de carga USB-C para dispositivos móveis na secção traseira e duas na consola central dianteira
    • Porsche Communication Management (PCM) com módulo de navegação online,preparação para telemóvel, interface audio e controlos por voz
    • Tomadas de carregamento na parte lateral do condutor e passageiro dianteiro
    • Carregador de bordo (AC) com 11 kW
    • Carregador de bordo com 150 kW para corrente contínua (DC) em estações públicas de carregamento com voltagem de 400 V
    • Porsche Mobile Charger Plus (11 kW), incluindo suporte de parede básico e cabo de carga com 4 metros de comprimento
    • Cabo para carregamento em tomada doméstica (Schuko)
    • Cabo para carregamento em tomada industrial (7,2 kW) 3 Pinos 32A / 230 V (Azul)
Extras
Cor exterior Azul Gelo Metalizado — 1131 €; Interior Leather-Free, Preto — 3708 €; Pacote de Design Offroad — 1697 €; Barras de tejadilho em alumínio — 602 €; Espelhos retrovisores exteriores com rebatimento elétrico e iluminação de cortesia — 307 €; Luzes de cortesia das portas em LED com projeção do logótipo "PORSCHE" — 295 €; Preparação para o suporte traseiro de bicicletas — 504 €; Porsche Electric Sport Sound — 516 €; Pacote Sport Chrono, incluindo mostrador de bússola no tablier — 1150 €; Eixo traseiro direcional Incluindo a Direção Assistida Plus — 2410 €; Jantes Offroad Design de 20" — 2226 €; Centros das jantes com escudo Porsche a cores — 166 €; Faróis em LED Matrix com Porsche Dynamic Light System Plus (PDLS Plus) em Azul Gelo Glaciar — 2269 €; Faixa de luz com logótipo "PORSCHE" em Azul Gelo Glaciar — 738 €; Espelhos retrovisores com antiencandeamento automático — 430 €; Teto panorâmico fixo — 1660 €; Para-brisas com faixa cinzenta — 116 €; Head-Up Display — 1648 €; ParkAssist (à frente e atrás) incluindo câmara de marcha-atrás — 701 €; Advanced Climate Control (4 Zonas) — 848 €; Configuração 4+1 lugares — 492 €; Ionizador — 295 €; QQ1 Iluminação ambiente — 436 €; Bancos dianteiros Comfort elétricos (14 vias) com Pacote de memória — 1709 €; Bancos dianteiros e traseiros aquecidos — 897 €; Bancos ventilados (à frente) — 1045 €; Volante aquecido (em combinação com o Pacote Sport Chrono e Interior Leather- Free) — 276 €; Ecrã para o passageiro — 1057 €; BOSE® Surround Sound System — 1396 €; Porta de carregamento elétrica — 645 €; Carregador de bordo AC com 22 kW — 1722 €; Porsche Intelligent Range Manager — 295 €.
Avaliação
8 / 10
Nota: 8,5 — Tal como o Taycan, também o Porsche Taycan Cross Turismo tem tudo para ser um sucesso de vendas. Está longe de ser uma surpresa, mas confirma tudo aquilo que esperávamos dele. E isso é algo de que nem todos os modelos se podem gabar. Aos atributos do Taycan «normal» junta alguns toques extra: espaço, versatilidade e uma imagem mais aventureira. E tanto dá cartas na estrada — sim, podem atirar-lhe troços de montanha à vontade — como fora dela. Sempre com a qualidade que se espera de um Porsche. Mas isso tem um custo: se usarmos a versão 4S como termo de comparação, a diferença entre o Taycan e este Taycan Cross Turismo ronda os 5500 euros. Mas quanto a mim, este é um extra totalmente justificável.
  • Imagem mais robusta
  • Versatilidade
  • Espaço nos bancos traseiros
  • Performance
  • Comportamento
  • Autonomia
  • Preço
Sabe responder a esta?
Em que ano apareceu o primeiro Porsche 911 GT3?
Não acertou..

Mas pode descobrir a resposta aqui::

Glórias do Passado. Porsche 911 GT3, o alvo a abater

Mais artigos em Testes, Ensaio