Lancia de volta? A partir de 2024 volta a estar presente em mais mercados europeus

Estamos a guardar energia para o que mais importa.

Mercado

Lancia de volta? A partir de 2024 volta a estar presente em mais mercados europeus

Desde 2017 que a Lancia só comercializa um único modelo, o Ypsilon, num mercado apenas, o italiano. Mas tudo isso vai mudar a partir de 2024.

A partir de 2024, coincidindo com o lançamento do sucessor do Ypsilon, a Lancia voltará a ser vendida em mais mercados europeus que apenas o italiano, posição em que se encontra desde 2017.

Este ressurgimento europeu da Lancia vai começar por acontecer na Áustria, Bélgica, França, Alemanha e Espanha, não tendo sido avançado, por enquanto, quando é que poderá chegar a outros mercados do “velho continente”.

Agora integrada na divisão premium do grupo Stellantis, juntamente com a Alfa Romeo e a DS Automobiles, esta pode ser a última oportunidade para a histórica marca italiana voltar a ter «peso» no mercado e garantir a sua viabilidade para o futuro.

VEJAM TAMBÉM: Alfa Romeo 100% elétrica em 2027. DS e Lancia vão pelo mesmo caminho
Lancia Ypsilon
Lancia Ypsilon

Recordamos que Carlos Tavares, o diretor executivo do grupo Stellantis, deu 10 anos às suas marcas automóveis de implementarem uma estratégia que garanta a sua viabilidade no futuro. A posição atual da Lancia — um modelo e um mercado — coloca-lhe desafios maiores do que a outras.

Três modelos chave

Para os ultrapassar, Luca Napolitano, diretor executivo da Lancia, já delineou uma estratégia até ao final da década que, além da expansão a mais mercados, triplicará a oferta de modelos.

O primeiro a ser conhecido será o sucessor do Lancia Ypsilon, em 2024. Este resiliente utilitário transitará para a base CMP (herdada do ex-Groupe PSA), a mesma que serve de base ao Opel Corsa ou Peugeot 208, pelo que deverá ter dimensões similares a estes, com um comprimento na casa dos 4,0 m.

Será um modelo significativo para a marca, pois será o último Lancia a trazer um motor de combustão (ainda que associado a um sistema mild-hybrid), assim como será o primeiro Lancia a ser 100% elétrico. Como já vimos noutros modelos assentes sobre a CMP, a plataforma permite variantes 100% elétricas.

Depois do Ypsilon, todos os novos Lancia a serem lançados serão apenas 100% elétricos.

Lancia Delta
Lancia Delta (2008-2014)

O que nos leva a 2026, ano em que conheceremos o segundo modelo, um crossover/SUV, que, segundo Luca Napolitano, será o modelo topo de gama da marca, que deverá ter cerca de 4,6 m de comprimento.

Por fim, o terceiro modelo, previsto só para 2028, é o já anunciado regresso do Lancia Delta, que continuará a ser um familiar compacto (comprimento deverá andar à volta dos 4,3 m), mas que Napolitano diz que “será um verdadeiro Delta, empolgante, um manifesto de de progresso e tecnologia.”

VEJAM TAMBÉM: Está confirmado. Lancia Delta vai regressar como 100% elétrico

O futuro da Lancia e das restantes 13 marcas da Stellantis será discutido em mais detalhe num evento próprio, prevê-se, no início de 2022.

Mais artigos em Notícias