Recharge No modo Recharge está a reduzir a sua pegada ecológica.

Obrigado por guardar energia para o que mais importa.

Uma iniciativa
x

Recharge

Estamos a guardar energia para o que mais importa.

Chega no início de 2022

NX 450h+. Ao volante do primeiro híbrido plug-in da Lexus (vídeo)

A segunda geração do Lexus NX trouxe com ela uma motorização híbrida plug-in, a primeira na marca japonesa. Fiquem com as primeiras impressões ao volante.

Em Las Palmas, Canárias, Espanha

O Lexus NX é uma história de sucesso. Lançado em 2014, já ultrapassou a marca do milhão de unidades globalmente e tornou-se no modelo mais vendido da marca japonesa na Europa.

Chegou agora altura de passar o testemunho à segunda geração do SUV, que traz com ele importantes novidades: desde uma nova plataforma a uma inédita motorização híbrida plug-in, passando por novos conteúdos tecnológicos, destacando-se o novo sistema de infoentretenimento que inclui um generoso ecrã de 14″ (de série em todos os NX em Portugal).

Fiquem a conhecer mais em detalhe o novo Lexus NX por fora e por dentro, na companhia do Diogo Teixeira, que também nos dá as primeiras impressões de condução:

VEJAM TAMBÉM: Lexus surpreende com buggy radical movido a hidrogénio

Lexus NX 450h+, o primeiro híbrido plug-in da marca

A segunda geração do Lexus NX passa a assentar sobre a GA-K, a mesma plataforma que encontramos, por exemplo, no Toyota RAV4. Em relação à primeira geração, o novo NX é ligeiramente mais comprido, largo e alto (cerca de 20 mm em todas as direções) e a distância entre eixos também foi ampliada, em 30 mm (2,69 m no total).

Mantém, assim, um dos interiores com melhores cotas do segmento (tem como rivais modelos como o BMW X3 ou o Volvo XC60), como também uma das bagageiras mais amplas, anunciando 545 l que podem ser ampliados até aos 1410 l com os bancos rebatidos.

Como já acontecia com o primeiro, só vamos ter acesso a mecânicas híbridas no nosso mercado, a começar pela 350h que conta com um quatro cilindros em linha com 2,5 l, atmosférico e que funciona de acordo com o mais eficiente ciclo Atkinson, e com um motor elétrico, para uma potência máxima combinada de 179 kW (242 cv), um salto expressivo de 34 kW (45 cv) em relação ao antecessor.

Porém, apesar do incremento de potência e performance (7,7s nos 0 aos 100 km/h, menos 15%), o SUV híbrido japonês anuncia consumos e emissões de CO2 10% inferiores.

Lexus NX

O destaque nesta segunda geração é a variante híbrida plug-in, a primeira de sempre da Lexus e aquela que o Diogo pode conduzir durante a apresentação internacional. Ou seja, ao contrário da versão 350h, a 450h+ pode ser carregada externamente e permite mais de 60 km de autonomia elétrica (que aumentam para perto de 100 km em condução urbana), cortesia da bateria de 18,1 kWh que o equipa.

Combina, igualmente, o motor de combustão com 2,5 l de capacidade, com um motor elétrico, mas aqui a potência máxima combinada sobe até aos 227 kW (309 cv). Apesar de roçar as duas toneladas, tem prestações céleres, capaz de fazer o exercício 0-100 km em 6,3s e atingir os 200 km/h (eletronicamente limitados).

Mais tecnologia

O interior, caracterizado por uma excelente montagem e materiais, rompe de forma clara com o design do antecessor, destacando-se a orientação do tabliê para o condutor e os ecrãs que o compõem, de maiores dimensões, que fazem parte dele. O do infoentretenimento, posicionado ao meio, atinge agora as 14″.

Infoentretenimento Lexus

O infoentretenimento é, aliás, uma das principais novidades deste novo Lexus NX, e uma das mais bem-vindas. O novo sistema passou a ser bastante mais rápido (3,6 vezes mais, segundo a Lexus) e tem um novo interface, mais simples de usar.

VEJAM TAMBÉM: Lexus LC 500 Cabrio (464 cv). Parece do futuro, mas já nasceu um clássico

Com mais funções a serem transferidas para o sistema de infoentretenimento, o número de botões viu-se também reduzido, ainda que permaneçam alguns para as funções mais usadas, como a da climatização.

Volante e quadrante digital

Também o painel de instrumentos passou a ser totalmente digital que pode ser auxiliado por um head-up display, com 10″. Não podia faltar o Android Auto e o Apple CarPlay, agora sem fios, assim como uma nova plataforma de carregamento por indução que é 50% mais potente.

No capítulo da segurança ativa, também cabe ao novo NX estrear o seu novo sistema de apoio à condução Lexus Safety System +.

Quando chega?

O novo Lexus NX só chega a Portugal no início do próximo ano, mas a marca já avançou com o preço para as duas motorizações:

  • NX 350h — 69 000 euros;
  • NX 450h+ — 68 500 euros.

A razão para a versão híbrida plug-in (mais potente e rápida) ser mais acessível que a híbrida convencional deve-se à nossa fiscalidade, que não é tão penalizadora para os híbridos plug-in.

Lexus NX 2022
Lexus NX 450h+ e NX 350h

No entanto, o NX 450h+, como a maioria dos híbridos plug-in, continua a fazer mais sentido para o mercado empresarial do que o particular e, claro, mais sentido faz quanto mais frequentemente o carregamos para fazer uso do seu modo elétrico.

Primeiras impressões

8 / 10
O novo Lexus NX 450h+ é uma lufada de ar fresco na gama da marca japonesa. O Lexus mais atual de sempre, tanto no exterior como no interior, está preparado para dar luta aos concorrentes. O conforto e a qualidade de construção continuam a ser os pontos fortes deste modelo, mas a dinâmica, apesar de estar muito mais apurada, ainda perde os que apostam mais neste capítulo.

  • Qualidade de construção

  • Interior

  • Autonomia em modo elétrico

  • Concorrentes têm melhor performance

  • Dinâmica podia ser mais apurada

Preço

68.500

Data de comercialização: Janeiro 2022


Mais artigos em Testes, Primeiro Contacto