Recharge No modo Recharge está a reduzir a sua pegada ecológica.

Obrigado por guardar energia para o que mais importa.

Uma iniciativa
x

Recharge

Estamos a guardar energia para o que mais importa.

Fotos-espia

Revelador. Círculo amarelo neste Ford Puma ST antecipa evolução híbrida

Não apresenta camuflagem, mas o pequeno autocolante amarelo na traseira deste Ford Puma ST diz-nos que o futuro do "hot SUV" será eletrificado, em parte.

O Ford Puma ST é a variante mais desportiva do pequeno SUV norte-americano e, apesar de ainda ser relativamente recente no mercado, já está em preparação uma evolução do “hot SUV”.

É o que podemos depreender do protótipo de testes “apanhado” no Nürburgring que, apesar de não apresentar qualquer camuflagem, ostenta um revelador autocolante circular amarelo no óculo traseiro.

Um pequeno autocolante que nos diz estarmos na presença de um veículo híbrido. Os protótipos de testes híbridos (mesmo os mais suaves mild-hybrid) e elétricos têm de estar exteriormente identificados como tal, para que, caso o pior aconteça, as equipas de emergência saibam com que tipo de veículo estão a lidar.

VEJAM TAMBÉM: Ford Puma ST (200 cv). Escolhiam este ou o Fiesta ST?

O Ford Puma ST atual está equipado com a mesma cadeia cinemática do Fiesta ST, ou seja, um três cilindros de 1,5 l com turbo, capaz de debitar 200 cv. Continua a ser “puramente” a combustão, sem nenhum tipo de eletrificação associado ao grupo motriz.

Este protótipo de testes anuncia, assim, que veremos ser adicionada uma componente elétrica ao Puma ST. Tendo em conta que não vemos nenhuma porta adicional de carregamento, não deverá tratar-se de um híbrido plug-in, mas sim de um híbrido convencional ou um mild-hybrid.

A nossa aposta é que se trata de um sistema mild-hybrid, recorrendo à mesma receita do mais pequeno 1.0 EcoBoost. E com a introdução de um sistema mild-hybrid, especula-se que possa a permitir um aumento de potência do 1.5 EcoBoost do Puma ST, tal como vimos no 1.0 EcoBoost, que ganhou uma variante de 155 cv.

A ligação WRC

A eletrificação, ainda que suave, permitirá não só cortar algumas gramas de CO2 das emissões do “hot SUV”, como permitirá à marca norte-americana reforçar a ligação do Puma ST com o WRC (Campeonato Mundial de Ralis).

Vimos, há uns meses, a Ford mostrar pela primeira vez o Puma Rally1, a sua nova arma para o WRC, para substituir o Fiesta. Uma máquina que já obedece às novas regras para a categoria máxima da disciplina (Rally1) para 2022 onde, pela primeira vez, teremos carros de rali híbridos a competir pela supremacia no WRC.

VEJAM TAMBÉM: Kauai N. 280 cv e 5,5s dos 0 aos 100 km/h para o “hot SUV” da Hyundai

E que melhor forma de reforçar esse laço entre a estrada e competição com um Puma ST eletrificado?

Ainda não é possível apurar de quando este Ford Puma ST Hybrid será revelado, mas com o WRC 2022 a arrancar em janeiro de 2022, não nos surpreenderia que coincidisse com a apresentação final do Puma Rally1.

Sabe responder a esta?
Em que ano foi lançado o Ford Escort Cosworth?
Não acertou..

Mas pode descobrir a resposta aqui::

A radical asa traseira (de origem) que o Ford Escort RS Cosworth não teve

Mais artigos em Notícias