Recharge No modo Recharge está a reduzir a sua pegada ecológica.

Obrigado por guardar energia para o que mais importa.

Uma iniciativa
x

Recharge

Estamos a guardar energia para o que mais importa.

Apresentação

Novo Opel Astra L. Depois dos híbridos plug-in, chega um elétrico em 2023

O novo Opel Astra L foi hoje oficialmente apresentado e com ele veio uma importante novidade: a partir de 2023 terá uma versão 100% elétrica.

O novo Opel Astra L marca um novo capítulo na longa história dos familiares compactos da marca alemã, que começou com o primeiro Kadett, lançado há 85 anos (1936).

Depois do Kadett veio o Astra, lançado em 1991, e, desde então, conhecemos cinco gerações em 30 anos, que se traduzem em quase 15 milhões de unidades vendidas. Um legado que continuará com o novo Astra L, a sexta geração do modelo, que tal como os seus antecessores, foi desenvolvido e será produzido em Rüsselsheim, a casa da Opel.

O novo Astra L marca ainda uma série de estreias para o familiar compacto. Talvez a mais importante para os tempos que vivemos é o facto de ser o primeiro de sempre a disponibilizar um grupo motriz eletrificado, neste caso na forma de dois híbridos plug-in, com 180 cv e 225 cv (1.6 turbo + motor elétrico), permitindo até 60 km de autonomia elétrica. Porém, não se ficará por aqui.

VEJAM TAMBÉM: E se um novo Opel Astra GSi fosse assim?
Novo opel Astra L
Apresentado em “casa”: o novo Astra L em Rüsselsheim.

Astra 100% elétrico? Sim, também vai haver

Confirmando o rumor, o novo diretor executivo da Opel, Uwe Hochgeschurtz — que por coincidência, inicia hoje, a 1 de setembro, oficialmente as suas funções em simultâneo com a apresentação da nova geração do Astra —, anunciou que a partir de 2023 haverá uma inédita variante elétrica do modelo alemão, o Astra-e.

O novo Opel Astra L passará, assim, a ter uma das mais amplas ofertas de tipos de motorizações no segmento: gasolina, gasóleo, híbrida plug-in e elétrica.

Este inédito Astra-e juntar-se-á, assim, aos outros elétricos da Opel já em comercialização, nomeadamente o Corsa-e e o Mokka-e, ao que podemos acrescentar também os comerciais elétricos como o Vivaro-e ou a sua versão “turística” Zafira-e Life.

Opel Astra L
Opel Astra L.

Uma decisão que faz parte dos planos de crescente eletrificação da Opel, que verá em 2024 toda a gama ser eletrificada para, a partir de 2028 e apenas na Europa, ser uma marca automóvel 100% elétrica.

TÊM DE VER: Opel será 100% elétrica a partir de 2028 e está um Manta a caminho

O primeiro Astra da Stellantis

Se a eletrificação do Opel Astra L assume o protagonismo, convém recordar que este é também o primeiro Astra a nascer sob a égide da Stellantis, resultado da aquisição da Opel por parte do ex-Groupe PSA.

Opel Astra L
Opel Astra L.

É a razão pela qual encontramos hardware familiar por baixo da nova carroçaria que adota a mais recente linguagem visual da marca. Destaque para o Opel Vizor à frente (que pode receber, opcionalmente, os faróis Intellilux com 168 elementos LED) que é, sucintamente, a nova face dos Opel, estreada com o Mokka.

O Astra L recorre à conhecida EMP2, a mesma plataforma que serve os novos Peugeot 308 e DS 4 — ficámos a saber ontem que o DS 4 também terá uma versão 100% elétrica, a partir de 2024. Se isto significa que veremos entre eles uma elevada partilha de componentes, nomeadamente mecânicos, elétricos e eletrónicos, a Opel conseguiu distanciar-se convincentemente de ambos ao nível do design.

TÊM DE VER: Rocks-e. A Opel também vai ter um Citroën Ami

Por fora, há um corte claro com o antecessor, devido, sobretudo, aos novos elementos identificativos já mencionados (Opel Vizor), mas também a uma maior predominância de linhas retas, assim como a “músculos” melhor definidos sobre os eixos. Destaque ainda para a estreia de carroçarias bicolor no Astra.

Por dentro, o Astra L também introduz o Pure Panel, que corta de forma decisiva com o passado. O destaque está nos dois ecrãs colocados horizontalmente lado a lado — um para o sistema de infoentretenimento e outro para o painel de instrumentos — que ajudaram a eliminar grande parte dos comandos físicos. Porém, alguns, considerados essenciais, permanecem.

Quando chega e quanto custa?

As encomendas para o novo Opel Astra L abrem já no próximo mês de outubro, mas a produção do modelo arranca apenas mais perto do final do ano, pelo que é de esperar que as primeiras entregas aconteçam apenas no início de 2022.

A Opel anunciou um preço a partir de 22 465 euros, mas para a Alemanha. Fica por saber não só os preços para Portugal, como datas mais concretas para o início de comercialização da nova geração do Astra no nosso país.

Mais artigos em Notícias