Recharge No modo Recharge está a reduzir a sua pegada ecológica.

Obrigado por guardar energia para o que mais importa.

Uma iniciativa
x

Recharge

Estamos a guardar energia para o que mais importa.

Leilão

McLaren F1 com 387 km trocou de mãos por mais de 17 milhões de euros

A baixa quilometragem e o estado imaculado em que se encontra ajudam a explicar o facto de este ser o McLaren F1 de estrada mais caro de sempre.

Os anos passam mas o McLaren F1 continua a ser um dos automóveis mais especiais de sempre. Criado por Gordon Murray, viu saírem da linha de produção apenas 71 exemplares de estrada, o que o torna numa espécie de “unicórnio automóvel”.

Alimentado por um motor V12 atmosférico — de origem BMW — com 6,1l de capacidade que produzia 627 cv de potência (às 7400 rpm) e 650 Nm (às 5600 rpm), o F1 foi durante vários anos o carro de produção mais rápido do mundo e continua a “carregar” o título de carro de produção com motor atmosférico mais rápido de sempre.

Por tudo isto, sempre que uma unidade do McLaren F1 aparece para venda, é garantido que vai fazer “mexer” muitos milhões. E nenhum outro McLaren F1 (de estrada) fez mexer tantos milhões quanto o exemplar de que vos falamos aqui.

A NÃO PERDER: Conduzimos o radical McLaren Elva. Não se esqueçam do capacete
McLaren F1 LEILÃO © Gooding & Company

Este McLaren F1 foi recentemente leiloado num evento da Gooding & Company em Pebble Beach, na Califórnia (EUA), e rendeu uns impressionantes 20,465 milhões de dólares, o equivalente a 17,36 milhões de euros.

Este valor ultrapassou largamente a previsão inicial da leiloeira — mais de 15 milhões de dólares… — e coloca este McLaren F1 como o exemplar de estrada mais caro de sempre, superando um antigo recorde fixado nos 15,62 milhões de dólares em 2017.

Acima deste modelo só encontramos um McLaren F1 convertido para a especificação LM que em 2019 foi vendido por 19,8 milhões de dólares.

LEIAM TAMBÉM: O quê? McLaren F1 também usava ventoinhas para efeito aerodinâmico
McLaren_F1 © Gooding & Company

Como se explicam tantos milhões?

Com o chassis número 029, este exemplar saiu da linha de produção em 1995 e soma apenas 387 km no odómetro.

Pintado na cor “Creighton Brown” e com o interior revestido a couro, apresenta-se num estado imaculado e faz-se acompanhar do kit de malas de viagem originais que encaixam nos compartimentos laterais.

Vendido a um colecionador japonês, este McLaren F1 (que depois “emigrou” para os EUA) conta ainda com um relógio TAG Heuer, com o kit de ferramentas original e com o livro Driving Ambition que acompanhava todos os F1 à saída da fábrica.

Por tudo isto, não é difícil perceber que alguém tenha decidido comprar este modelo tão especial por mais de 17 milhões de euros. E a tendência é que ele continue a valorizar nos próximos anos…

Sabe responder a esta?
Em que ano o Audi TT venceu o galardão Carro do Ano em Portugal?
Não acertou..

Mas pode descobrir a resposta aqui::

Audi TT. Vencedor do troféu Carro do Ano 1999 em Portugal

Mais artigos em Notícias