Recharge No modo Recharge está a reduzir a sua pegada ecológica.

Obrigado por guardar energia para o que mais importa.

Uma iniciativa
x

Recharge

Estamos a guardar energia para o que mais importa.

Indústria

Confirmado. Ford vai lançar duas novas plataformas para elétricos

Serão as bases para os sucessores da pick-up F-150 Lightning, que acaba de ser apresentada, e do Ford Mustang Mach-E, que chega a Portugal em setembro.

A Ford acaba de anunciar que vai desenvolver duas novas plataformas dedicadas para veículos elétricos, uma para pick-ups e SUV de grandes dimensões e outra para crossovers e automóveis médios.

O anúncio foi feito numa apresentação com investidores que decorreu esta quarta-feira, no chamado Capital Markets Day da marca da oval azul, onde também ficámos a saber que a Ford vai reforçar o investimento na electrificação e na conectividade.

Estas novas plataformas vão permitir simplificar processos e reduzir os custos de desenvolvimento dos próximos elétricos da Ford, permitindo que as margens por cada carro vendido sejam maiores.

A NÃO PERDER: Eletrificação da Ford traz também um novo comercial ligeiro
Ford Mustang Mach-E
Ford Mustang Mach-E

Futuro elétrico

A Ford está fortemente empenhada na eletrificação e o investimento de pelo menos 30 mil milhões de dólares (cerca de 24,53 mil milhões de euros) que irá fazer nessa área a nível global até 2025 é a prova disso mesmo.

Esta aposta faz-se sentir de forma ainda mais forte na Europa, onde a marca já fez saber que a partir de 2030 só irá vender veículos de passageiros exclusivamente elétricos. Antes disso, já em meados de 2026, toda a gama terá capacidade de emissões zero — sejam através de modelos elétricos ou híbridos plug-in.

LEIAM TAMBÉM: Os farolins traseiros da Ford F-150 servem também de… balança
Ford Mustang Mach-E
Ford Mustang Mach-E

Ao mesmo tempo, toda a gama de veículos comerciais da Ford Europa terá em 2024 capacidade de ser equipada com variantes de emissões zero, também com recurso a modelos 100% elétricos ou híbridos plug-in. Já em 2030, dois terços das vendas de veículos comerciais deverão ser de modelos 100% elétricos ou híbridos plug-in.

Duas plataformas novas

Para cumprir este objetivo, a marca da oval azul precisa de reforçar a gama de elétricos, que atualmente só conta com o Mustang Mach-E, que o Guilherme Costa teve oportunidade recente de testar em vídeo, e com a inédita F-150 Lightning — que já acumulou 70 mil reservas poucos dias após a sua revelação —, a versão totalmente elétrica da pick-up mais vendida do mundo.

Mas a estes dois modelos vão juntar-se novas propostas elétricas nos próximos anos, distribuídas entre automóveis e crossovers, aos quais se vão somar propostas elétricas de maior dimensão, como SUV, carrinhas comerciais ou pick-ups.

A NÃO PERDER: Raptor Special Edition, a edição mais exclusiva da Ford Ranger
Ford F-150 Lightning
Plataforma GE que serve de base à pick-up Ford F-150 Lightning.

Crucial para todo este processo será a introdução de uma nova plataforma dedicada exclusivamente a elétricos e que será capaz de permitir configuração de tração traseira e tração integral.

De acordo com Hau Thai-Tang, diretor de operações e de produto da Ford, citado pela Automotive News, esta plataforma vai servir de base “a uma gama de modelos mais emocionais a produzir até 2030”.

Apesar de a Ford não o confirmar, estima-se que esta seja a evolução da plataforma GE que serve de base ao Mustang Mach-E, e que deverá chamar-se GE2.

De acordo com a Automotive News, a GE2 deverá surgir em meados de 2023 e será usada na próxima geração do Mustang Mach-E em crossovers da Ford e da Lincoln, e especula-se até na próxima geração do “pony car” Mustang.

LEIAM TAMBÉM: O Ford Mustang Mach-E 1400 teve direito ao seu próprio… molho picante
Ford Mustang Mach-E
Ford Mustang Mach-E

Já em 2025 deve aparecer a segunda geração da Ford F-150 elétrica, assente numa plataforma elétrica totalmente nova chamada TE1. De acordo com a Automotive News, esta plataforma poderá servir de base aos futuros Lincoln Navigator e Ford Expedition elétricos, dois SUV de grandes dimensões cujas gerações atuais derivam da mesma plataforma da pick-up F-150.

MEB do Grupo Volkswagen também é aposta

A aposta da Ford na eletrificação não se esgota aqui. Além de uma pick-up média elétrica que tudo indica derivará da plataforma da Rivian — a startup norte-americana, onde a Ford é investidor, que já apresentou dois modelos, a pick-up R1T e o SUV R1S —, a marca da oval azul também irá recorrer à conhecida plataforma MEB do Grupo Volkswagen para impulsionar a sua estratégia de eletrificação, sobretudo na Europa, de forma a cumprir a meta estabelecida para 2030.

Ford Fábrica Colónia
Fábrica da Ford em Colónia, na Alemanha.

Recorde-se que a marca norte-americana já admitiu que vai produzir um elétrico com base na plataforma MEB na unidade de produção de Colónia, a partir de 2023.

RELACIONADO: Mais um elétrico Ford a partir da MEB da Volkswagen? Parece que sim

Contudo, e como ficámos a saber recentemente, esta parceria entre a Ford e a Volkswagen pode vir a resultar em mais do que um modelo elétrico. De acordo com uma fonte citada pela Automotive News Europe, a Ford e a Volkswagen estão em conversações para um segundo modelo elétrico derivado da MEB, também construído em Colónia.

Artigo atualizado às 09:56 do dia 27 de maio de 2021 com a confirmação da notícia que tínhamos avançado antes do Capital Markets Day

Sabe responder a esta?
Qual a potência do novo Ford Mustang Mach 1?
Não acertou..

Mas pode descobrir a resposta aqui::

Ford Mustang Mach 1 já chegou a Portugal. V8, 460 cv e otimizado para a pista

Mais artigos em Notícias