Recharge No modo Recharge está a reduzir a sua pegada ecológica.

Obrigado por guardar energia para o que mais importa.

Uma iniciativa
x

Recharge

Estamos a guardar energia para o que mais importa.

Antevisão

Carlos Tavares já conduziu o Maserati Grecale, o rival do Macan

O Grecale, o segundo SUV da Maserati, vai ser apresentado no final deste ano, mas o português Carlos Tavares, diretor executivo da Stellantis, já o conduziu.

O português Carlos Tavares, diretor executivo da Stellantis, já “deitou as mãos” ao Grecale, o segundo SUV da história da Maserati — o primeiro foi o Levante — que será apresentado no final do ano.

Bem, na verdade, aquilo que o executivo português conduziu ainda é considerado um protótipo de desenvolvimento, coberto com uma densa camuflagem que nos impede de antecipar todas as suas linhas e detalhes estilísticos. Nem as jantes escaparam…

Contudo, a distinta grelha dianteira, a assinatura luminosa rasgada e as entradas de ar com o padrão “favo de mel”, não deixam dúvidas de que este é mesmo o próximo SUV da marca do Tridente, que já tinha sido apanhado em fotos-espia:

A NÃO PERDER: Anti-Macan. Fotos-espia “apanham” Maserati Grecale
Maserati Grecale Carlos Tavares

Nenhuma das imagens com Carlos Tavares ao volante nos permite ver a traseira do Grecale, que, ainda assim, sabemos que terá uma janela traseira de forte inclinação, farolins horizontais e quatro generosas saídas de escape (as versões menos potentes terão apenas duas).

Construído sobre a plataforma Giorgio, a mesma que serve de base ao Alfa Romeo Stelvio (modelo com quem vai partilhar alguns componentes), o Maserati Grecale deve apresentar-se com uma versão do mesmo motor V6 biturbo do MC20 (o Nettuno), mas com menos potência que no superdesportivo que nós já conduzimos.

LEIAM TAMBÉM: MC20 em estrada e circuito. Que regresso em grande da Maserati!

Estão igualmente previstas versões eletrificadas, uma totalmente elétrica e outra híbrida plug-in, que devem chegar no próximo ano.

Maserati Grecale Carlos Tavares
Carlos Tavares também visitou a linha de montagem do MC20, ao lado de John Elkann, presidente da Stellantis, e Davide Grasso, diretor executivo da Maserati.

A chegada ao mercado do Grecale acontecerá em 2022 e vai de encontro às expectativas da marca italiana de que em 2025 cerca de 70% das suas vendas correspondam a modelos SUV.

A produção vai decorrer na fábrica de Cassino, em Itália, na qual a Maserati planeia investir cerca de 800 milhões de euros.

Sabe responder a esta?
Qual a potência do Maserati MC20?
Não acertou..

Mas pode descobrir a resposta aqui::

MC20 em estrada e circuito. Que regresso em grande da Maserati!

Mais artigos em Notícias