Indústria

ONDE e QUANDO vão banir a venda de automóveis com motor de combustão

Cada vez mais países planeiam banir a venda de automóveis com motor de combustão. Descobre quais são e quando é que está previsto que isso aconteça.

O Reino Unido é o mais recente pais a anunciar que vai banir a venda de automóveis com motor de combustão.

Uma medida que estava originalmente prevista acontecer apenas em 2040, tendo mais tarde colocado-se a possibilidade de avançá-la para 2035, mas agora, ao que parece, irá acontecer já em 2030. Mas os britânicos não estão sozinhos nesta decisão.

Neste artigo damos-te a conhecer não só os países que planeiam banir a venda de automóveis com motor de combustão como quando é que deverá acontecer.

VÊ TAMBÉM: Emissões de CO2. Para cumprir as 95 g/km, construtores decidem unir-se
Motor 1.0 TCe
Os motores de combustão estão, cada vez mais, na mira dos políticos.

Reino Unido, o caso mais conhecido

Talvez o caso mais conhecido na Europa, o Reino Unido tem vindo aos poucos a avançar cada vez mais a data prevista para banir a venda de automóveis com motor de combustão. Como já avançámos, esta proibição deverá entrar em vigor já em 2030 e deverá aplicar-se não só a modelos puramente a gasolina e gasóleo como também a modelos híbridos!

 

O anúncio foi avançado pelo próprio primeiro-ministro britânico, Boris Johnson, numa coluna de opinião que este tem no jornal Financial Times.

Segundo se pode ler, Boris Johnson afirma: “Chegou a hora de planear uma recuperação económica “verde” com empregos de alta qualidade que mantenham as pessoas seguras e ajudem a tornar o país mais limpo, mais verde e mais bonito”.

Toyota Camry
No Reino Unido nem os híbridos convencionais estarão “protegidos” desta proibição. © Raul Mártires / Razão Automóvel
VÊ TAMBÉM: Como? “Spirit of Ecstasy” iluminado banido na UE por causa da poluição luminosa

Na Escócia a proibição chega mais tarde

Apesar de integrar o Reino Unido, a Escócia planeia banir a venda de automóveis com motor de combustão um pouco mais tarde — em 2032.

Por lá o plano passa por proibir a venda de todos os modelos com motor de combustão exceto os híbridos plug-in. Quanto aos restantes, a ordem será: proibir a sua venda.

E no resto da Europa?

Para já, as leis da União Europeia não permitem que um país decida banir a venda de automóveis com motor de combustão. Prova disso é o caso da Dinamarca que, depois de em 2018 ter anunciado um plano para proibir a venda deste tipo de veículos em 2030, teve de recuar nas suas intenções.

Apesar deste “entrave” e de uma proibição a nível europeu não parecer estar (para já) no horizonte, há alguns países europeus que planeiam seguir o exemplo do Reino Unido, aproveitando a reivindicação da Dinamarca para que a UE ofereça maior liberdade aos países nesta matéria.

Desta forma, ao mesmo tempo que a Dinamarca parece querer retomar o seu plano para banir a venda de automóveis com motor de combustão em 2030, outros países parecem querer também adotar essa data como são o caso dos Países Baixos, da Eslovénia e da Suécia.

Na Noruega — o país onde a quota de mercado para veículos 100% elétricos é a maior do mundo, atingindo 52% no acumulado entre janeiro e outubro de 2020 — o objetivo passa por avançar com a proibição já em 2025, enquanto em França e Espanha a meta está colocada em 2040. Já na Alemanha, apesar de algumas fações políticas pedirem que a proibição chegue mais cedo, para já tudo indica que esta se venha a estabelecer em 2050.

VÊ TAMBÉM: Navios que abastecem Portugal poluem tanto como as oito cidades com mais carros

Cidades dão o primeiro passo

Se os países europeus têm as “mãos atadas” nesta matéria, muitas das suas cidades já arrancaram com proibições, não à venda (como é óbvio), mas à circulação de automóveis com motor de combustão.

Em Paris, capital francesa, por exemplo, a partir de 2024 está proibida a circulação de automóveis com motor Diesel (de locais e turistas). Já os carros a gasolina vêm essa proibição chegar em 2030.

Já Amesterdão, capital dos Países Baixos, vai ainda mais longe e quer proibir todos os veículos com motor de combustão (inclusive motas) em 2030 — fica a conhecer melhor este plano, que será aplicado por fases. podes conhecer melhor este plano neste artigo.

Amesterdão
Há já algum tempo que Amesterdão deu a conhecer o seu plano para banir veículos com motor de combustão das suas estradas.
VÊ TAMBÉM: Cidades alemãs preparam-se para banir os Diesel mais antigos

E o resto do mundo?

Em África, apenas o Egito parece interessado em aplicar medidas idênticas, estando a apontar para uma proibição da venda de automóveis com motor de combustão em 2040. O mesmo ano em que Singapura e Sri Lanka também querem banir a vendas de automóveis com motor de combustão. Mais cedo, em 2030, temos Israel.

Já o Canadá, essa proibição só deverá acontecer em 2050. Porém, duas províncias daquele país não querem esperar tanto tempo: o Quebec e a Colúmbia Britânica. A primeira quer banir a venda de automóveis com motor de combustão em 2035 e a segunda em 2040.

Já nos EUA, nove dos 50 estados têm planos deste género. Entre estes incluem-se Nova Iorque, a Califórnia e o Massachusetts, com as datas a irem de 2035 a 2050.

Quanto à China, o maior mercado automóvel mundial e por larga margem, esta parece mais expetante, existindo, para já, apenas uma província — Hainan — que planeia banir a venda de automóveis com motor de combustão a partir de 2030. Apesar de a ideia ser discutida a nível nacional desde 2017, não há, para já, qualquer sinal de que um consenso ou decisão estejam para breve.

Por fim, no que diz respeito a Portugal, apesar de algumas declarações do Ministro do Ambiente acerca dos motores a gasóleo, não há, pra já, uma data estabelecida ou mesmo prevista para quando banir a venda de automóveis com motor de combustão.

Fonte: Auto Motor und Sport.

Sabes responder a esta?
Em que Grande Prémio é que Tiago Monteiro subiu ao pódio na Fórmula 1?
Não acertaste.

Mas podes descobrir a resposta aqui:

Fica a conhecer todos os pilotos portugueses que chegaram à Fórmula 1

Mais artigos em Notícias