O Último dos…

O Último dos… Ferrari a vir equipado com uma caixa manual

O último dos Ferrari a vir equipado com uma caixa manual, foi também um dos Ferrari… menos Ferrari a ter sido lançado nos últimos tempos.

A base metálica “esculpida” com o padrão em duplo H, de onde brotava uma delicada haste encimada por uma esfera, ambos em metal, eram um dos pormenores mais conseguidos — uma imagem de marca, até… — e apreciados nos interiores de muitos dos Ferrari equipados com caixa manual.

Haveria melhor expressão visual para este tipo de transmissão que o material nu e a forma pura das suas partes constituintes? Continuamos a achar que não…

Seria a procura incessante por mais performance que ditaria o seu fim — é impossível a nós, humanos, conseguir passar de relação tão depressa como as melhores caixas de dupla embraiagem o fazem sem sequer precisar de nós.

VÊ TAMBÉM: Unicórnio vai a leilão. Não só este F430 tem caixa manual, como foi de Gordon Ramsay
Ferrari California caixa manual

Seria em 2012 que veríamos o último dos Ferrari equipado com uma caixa manual sair de cena. Foi nesse ano que o Ferrari 599 GTB (coupé com V12 dianteiro) viu terminar a sua carreira mas, apesar de uma caixa manual fazer parte das suas muitas especificações, não foi este o último Ferrari a trazer uma caixa manual.

O último dos… últimos

Essa honra coube ao Ferrari California, sim, esse mesmo. Talvez o Ferrari menos Ferrari que conhecemos nos últimos anos, pelo menos a acreditar nas palavras do seu malogrado CEO, Sergio Marchionne:

O carro com que tive mais dificuldades foi o California. Comprei dois e gostei muito do primeiro [1ª geração], mas é o único carro, de um ponto de vista de identidade, que tenho dificuldade em ver como um verdadeiro Ferrari. (…)

Ferrari California caixa manual

Há que contextualizar. O Ferrari California foi bastante criticado nos media por ser excessivamente suave, pouco representativo do que era esperado de um Ferrari. A verdade é que o California procurava atrair outro tipo de clientela, mais habituado ao conforto e conveniências de um Mercedes-Benz SL do que ao foco e agressividade de um modelo de Maranello.

Porém, apesar das críticas, o California não deixou de ser um marco… na marca.

Significou uma série de estreias, como o de ser o primeiro Ferrari com V8 à frente, ou o primeiro com capota metálica, entre outras — já lá iremos —; e acabou por se tornar num dos mais bem sucedidos Ferrari de sempre. Foram vendidos 8000 exemplares do California, número que sobe para lá dos 17 000 se lhe juntarmos o profundamente revisto California T.

Ferrari California caixa manual

No entanto, o sentimento de ironia é forte. Não só foi o último dos Ferrari equipado com uma caixa manual, como foi o primeiro dos Ferrari a vir equipado com uma caixa de dupla embraiagem — precisamente a transmissão que selaria para “todo o sempre” o destino da transmissão manual na marca.

O mais triste é constatar o quão a caixa manual já não era considerada pelos clientes da Ferrari (e não só). Apesar da sua disponibilidade, entre as 8000 unidades vendidas do California, foram produzidas apenas três (3) a cinco (5) unidades com caixa manual (de acordo com várias fontes).

Vou repetir e salientar: no máximo, apenas uma mão cheia de Ferrari California com caixa manual foram vendidos, num total de 8000! Como é possível!?

Ferrari California caixa manual

Claro que a Ferrari nem se deu ao trabalho de persistir nesta opção quando deu a conhecer a primeira revisão ao California, em 2012 — ficou conhecida por California 30, por vir com mais 30 cv e menos 30 kg de peso. A partir desse momento, Ferrari, qualquer que ele fosse, só com caixa de dupla embraiagem, receita que se mantém até aos dias de hoje.

VÊ TAMBÉM: O Último dos… Volvo com um motor V8

Vingança?

Bem, tal é a raridade de unidades Ferrari com transmissão manual neste século — não só o Califórnia —, que os poucos que os compraram novos viram os seus carros valorizar muito mais do que os equivalentes com transmissões automáticas.

Mesmo o California… Em 2016 foi leiloado um raro Ferrari California com o protuberante manípulo (é a unidade que podem ver nas imagens), tendo atingido um valor absurdo de 393 360 euros — mais, bem mais do que valia em novo, e 3x mais do que o California automático.

Ferrari California caixa manual

Sobre o “O Último dos…”. A indústria automóvel atravessa o seu maior período de mudança desde que o automóvel… foi inventado. Com mudanças significativas constantemente a acontecer, com esta rubrica pretendemos não perder o “fio à meada” e registar o momento em que algo deixou de existir e passou à história para (muito provavelmente) nunca mais voltar, seja na indústria, numa marca, ou até num modelo.

Sabes responder a esta?
O MAT Stratos é baseado em qual destes modelos?
Não acertaste.

Mas podes descobrir a resposta aqui:

Jason Cammisa: “O MAT Stratos é o melhor Ferrari V8 alguma vez feito”

Mais artigos em Clássicos