Lançamento

Bugatti Divo. As primeiras entregas do “Chiron GT3 RS” já começaram

Depois de dois anos de desenvolvimento, as primeiras das 40 unidades do Bugatti Divo, a variante "hardcore" do Chiron começam a ser entregues este ano.

Revelado em Pebble Beach há já dois anos, o Bugatti Divo, uma espécie de Porsche 911 GT3 RS do Bugatti Chiron começa agora a ser entregue aos seus felizes proprietários.

Com uma produção limitada a apenas 40 unidades, cada exemplar do Bugatti Divo custa, no mínimo, cinco milhões de euros.

Ora, numa altura em que o exclusivo hiperdesportivo começa a ser entregue, a Bugatti decidiu levantar um pouco mais o véu sobre o desenvolvimento do Divo.

VÊ TAMBÉM: Bugatti Veyron faz 15 anos. A história que tu (provavelmente) não conheces
Bugatti Divo

O desenvolvimento de um hiper-desportivo

Destinado a ser diferente do Chiron e integrando sugestões dos clientes da Bugatti, o Divo nasceu com um objetivo: “ser mais desportivo e ágil em curva, mas sem sacrificar o conforto”.

Para o fazer, os engenheiros da Bugatti trabalharam em todas as áreas, desde o chassis até à aerodinâmica passando pela sempre importante “dieta”.

Para afinar o chassis e a suspensão, o Bugatti Divo fez mais de 5000 km de testes dinâmicos. Já no que à dieta diz respeito, o Divo perdeu 35 kg face ao Chiron — um valor algo modesto, temos de reconhecer…

VÊ TAMBÉM: Conduzimos o Bugatti Veyron Grand Sport Vitesse. O dia em que alcançámos 345 km/h
Bugatti Divo

O que mudou na aerodinâmica?

O Bugatti Divo é capaz de agora gerar mais 90 kg de downforce que o Chiron, graças à conceção de um novo pacote aerodinâmico — a 380 km/h atinge os 456 kg. Passa também a ser capaz de suportar acelerações laterais até 1,6g.

Entre as diferenças aerodinâmicas relativamente ao Chiron, encontramos uma nova asa ativa, 23% maior, e que também funciona como travão aerodinâmico; um difusor traseiro redesenhado; e há uma nova nova entrada de ar no tejadilho, assim como outras soluções aerodinâmicas destinadas a melhorar a refrigeração do imenso e possante W16 e, claro, dos travões.

 

Por fim, no que diz respeito à mecânica, esta é transposta, sem alterações, Chiron. Ou seja, o Bugatti Divo recorre ao W16 8.0 litros e 1500 cv de potência.

No entanto, curiosamente, a velocidade máxima do Bugatti Divo é de “apenas” 380 km/h face aos 420 km/h do Chiron. Otimizado para um superior desempenho em curva, e capaz de gerar maiores níveis de downforce, não surpreende que tenha perdido velocidade de ponta, mas ainda assim, o valor não é nada modesto.

VÊ TAMBÉM: Pur Sport: mais leve, mais “downforce” e caixa mais curta. O Bugatti Chiron certo para as curvas?
Bugatti Divo

A equipa da Razão Automóvel continuará online, 24 horas por dia, durante o surto de COVID-19. Segue as recomendações da Direção-Geral de Saúde, evita deslocações desnecessárias. Juntos vamos conseguir ultrapassar esta fase difícil.

Sabe responder a esta?
Qual era a cilindrada do Bugatti Type 10?
Não acertou..

Mas pode descobrir a resposta aqui::

Foi há 110 anos que nasceu o primeiro automóvel da Bugatti

Mais artigos em Notícias