Arranque a Frio

Trocarias um GT-R por um Grand Cherokee Trackhawk? Acredita, acontece…

Ao que parece, são bastantes os donos de Nissan GT-R nos EUA que trocaram os seus desportivos por Jeep Grand Cherokee Trackhawk. Afinal o que se passa?

Que o Jeep Grand Cherokee Trackhawk é um SUV muito especial, não há dúvidas, mas será que justifica entregar para troca um Nissan GT-R para adquirir o SUV mais potente do mundo? Temos as nossas dúvidas.

No entanto, segundo declarações de Scott Tallon (diretor da Jeep para a América do Norte) à revista Muscle Cars & Trucks, os donos de desportivos, destacando-se os dos Nissan GT-R, foram um dos grupos de novos clientes que o Grand Cherokee Trackhawk ganhou, dando à troca as suas máquinas pelo SUV.

Segundo Tallon, por detrás desta troca surgem duas razões: em primeiro lugar, o Jeep Grand Cherokee Trackhawk também permite elevadas prestações (à volta de 80% das do GT-R).

Em segundo lugar, o executivo da Jeep ressalvou que, muitos dos que trocam o verdadeiro desportivo pelo SUV de altas prestações, são pessoas que precisam de um carro mais espaçoso (como um SUV), mas não têm espaço para três carros na garagem, optando assim por uma solução que permite juntar o melhor dos dois mundos.

Além de que podem usá-lo de forma mais frequente, como o seu carro do dia-a-dia, o que permite também aceder mais vezes à sua performance.

VÊ TAMBÉM: Testámos o Jeep Compass Night Eagle. É um Jeep mas será um bom SUV?

Sobre o “Arranque a Frio”. De segunda a sexta-feira na Razão Automóvel, há um “Arranque a Frio” às 8h30 da manhã. Enquanto bebes o teu café ou ganhas coragem para começar o dia, fica a par de curiosidades, factos históricos e vídeos relevantes do mundo automóvel. Tudo em menos de 200 palavras.

Sabes responder a esta?
Em que ano foi lançado o Opel Calibra?
Não acertaste.

Mas podes descobrir a resposta aqui:

Lembras-te deste? Opel Calibra, esculpido pelo vento

Mais artigos em Notícias

Os mais vistos