Todo o terreno

Jeep dá dicas para andar fora de estrada

No dia em que se comemora o dia da Jeep, a marca norte-americana divulgou uma série de dicas para que os passeios fora de estrada corram sempre bem.

Desde 2016 que o dia 4 de abril é oficialmente o Dia Jeep 4X4. Uma data escolhida devido à presença dominante do número “4” — 4º dia do 4º mês do ano, onde rapidamente associamos aos 4×4 (tração integral). A associação não se fica por aí: Jeep tem quatro letras, e são quatro os valores basilares da marca: autenticidade, liberdade, aventura e paixão.

Para assinalar esse dia, a Jeep divulgou uma série de dicas para garantir que todos aqueles que decidam pôr à prova as capacidades dos seus jipes — ou será Jeeps — o fazem com todas as condições de segurança.

O primeiro conselho refere-se à velocidade. Conheces a máxima que em todo o terreno se deve andar tão depressa quanto possível e tão devagar quanto necessário? Pois bem, a Jeep vem confirmá-la aconselhando ainda o uso de redutoras (a quem as tem) para facilmente ultrapassar os obstáculos mais difíceis sem que seja preciso acelerar.

VÊ TAMBÉM: Testámos o novo Jeep Wrangler. Como não estragar um ícone
Jeep Wrangler
O objetivo da Jeep com estes conselhos é que todas as aventuras todo o terreno corram da melhor forma.

Em caso de dúvida o melhor é trocar de caminho

Apesar de focadas na segurança, as dicas da Jeep não deixaram de parte a proteção ambiental. Assim, a marca aconselha a que se deixe sempre os trilhos em melhores condições do que aquelas em que estes foram encontrados aconselhando a que caso o terreno pareça especialmente frágil se siga por um percurso alternativo.

Já quanto ao ataque a subidas e descidas, a Jeep é peremptória: deve-se sempre seguir a direito, devendo-se ainda proceder a uma verificação a pé do percurso. Por fim, a Jeep aconselha a que na base da subida se aplique mais potência, reduzindo-a à medida a que nos aproximamos do topo e antes de o ultrapassar.

VÊ TAMBÉM: Jeep Gladiator, a pick-up que nos deixa andar sem portas, teto ou pára-brisas…
Jeep Off road

Já na hora de descer, o conselho é que se use sempre a relação de caixa mais baixa possível evitando usar os travões e deixando que seja a compressão do motor a reduzir a velocidade. Aliás, a regra do uso das baixas é também referida quando se “atacam” zonas com rochas ou troncos, sendo que a Jeep aconselha ainda que se reduza a pressão dos pneus.

VÊ TAMBÉM: Este novo pneu da Goodyear também quer… voar

Por fim, a Jeep destaca um mini-glossário que criou para que os termos mais usados quando falamos acerca de todo o terreno não te pareçam chinês. Aqui ficam as definições:

  • Ângulo de ataque: inclinação máxima superável em subida antes de a carroçaria ou a suspensão tocarem no solo
  • Ângulo ventral: ângulo máximo superável sem que o fundo da viatura toque no solo
  • Ângulo de saída: inclinação máxima superável em descida antes de a carroçaria ou a suspensão tocarem no solo
  • Articulação das rodas: distância máxima que cada roda pode completar para cima ou para baixo

Sabes responder a esta?
Em que ano surgiu o primeiro Jeep Wrangler?
Não acertaste.

Mas podes descobrir a resposta aqui:

A história do Jeep, das origens militares ao Wrangler

Mais artigos em Notícias

Os mais vistos