Carro do ano

Audi A4. Vencedor do troféu Carro do Ano 1996 em Portugal

Nascido para substituir o 80, o Audi A4 viria a tornar-se no best-seller da marca. Como que a prever esse sucesso foi Carro do Ano em Portugal em 1996.

Nascido em 1994, só em 1996 é que o Audi A4 conquistou o troféu Carro do Ano em Portugal, tornando-se no primeiro modelo da marca dos quatro anéis a conquistar o prémio e sucedendo assim ao mais modesto Fiat Punto que havia sido o vencedor no ano anterior.

Lançado com o intuito de substituir o bem sucedido Audi 80 (uma designação que vinha sendo usada desde 1966), o A4 (B5) assumia a recém adotada designação alfanumérica a que a marca havia aderido em fevereiro de 1994 com a apresentação do topo-de-gama A8.

Desenvolvido com base na plataforma B5 do Grupo Volkswagen (também usada pela quarta geração do “primo” Passat), inicialmente o A4 estava apenas disponível no formato sedan (carroçaria de três volumes), com a versão Avant (carrinha) a surgir apenas em 1995.

VÊ TAMBÉM: A Rover nunca produziu um 75 coupé mas houve quem o fizesse
Audi A4

Um modelo pioneiro

Celebrizado pela sua elevada qualidade de construção, espaço, e conforto, o A4 foi um modelo que marcou uma série de estreias não só na Audi como no próprio Grupo Volkswagen. Para além de ter sido nesta plataforma que a Audi estreou a caixa Tiptronic, foi também o A4 o primeiro modelo do grupo a recorrer ao motor de 1.8 l com cinco válvulas por cilindro (20v), característica técnica que encontraríamos também em vários dos V6 que equiparam o A4.

Por falar em motorizações, se havia coisa que não faltava ao modelo alemão eram motores. Entre os Diesel a primeira geração do A4 contou com o 1.9 TDI nas variantes de 90 cv, 110 cv e 115 cv. Houve ainda uma versão sem turbo, o 1.9 DI de 75 cv estando o topo da oferta a gasóleo ocupado pelo 2.5 V6 TDI com 24v e 150 cv.

VÊ TAMBÉM: Citroën BX 4TC: o carro de ralis que a Citroën quis esquecer
Audi A4 Avant (B5)
Tal como tinha acontecido com o 80, também o A4 contava com uma versão Avant.

Já entre os motores a gasolina, para além do 1.8 com 20v que na versão sem turbo oferecia 125 cv e nas versões turbo-comprimidas debitava 150 cv e 180 cv, o A4 esteve disponível com um 1.6 l de 101 cv, um 2.4 V6 30v e 165 cv (também houve uma versão de 12v e 150 cv) e ainda duas versões do 2.8 V6, de 12v e 30v, com  174 cv e 193 cv, respetivamente.

VÊ TAMBÉM: Fomos enganados. Afinal BB em Ferrari 365 GT4 BB não significa Berlinetta Boxer
Audi A4 (B5)
Dizem os relatos de quem os experimentou que o interior dos A4 de primeira geração primava pela qualidade.

A versão desportiva não foi esquecida…

Sobram ainda duas motorizações, duas versões de um 2.7 V6 30v biturbo, que serviria as versões mais desportivas do A4, nomeadamente o S4 e RS4. O Audi S4 estaria disponível tanto como sedan como carrinha, enquanto a RS4, tal como a antecessora — a muito especial RS2 —, só estaria disponível como Avant.

VÊ TAMBÉM: A história do Jeep, das origens militares ao Wrangler
Audi RS4 (B5)
Tal como tinha acontecido com a RS2, a primeira geração do RS4 só estava disponível no formato carrinha. Produzida entre 1999 e 2001 contava com 2.7 l V6 Biturbo de 30 válvulas e 381 cv.

Apesar de tanto a versão S4 como a RS4 recorrerem ao mesmo motor — o 2.7 V6 biturbo —, no caso da versão mais soft, a S4, este debitava “apenas” 265 cv e 400 Nm de binário, permitindo ao modelo alemão cumprir os 0 aos 100 km/h 5,7s e atingir os 250 km/h de velocidade máxima.

Já na toda poderosa RS4 Avant a potência chegava aos 381 cv e o binário ficava-se pelos 440 Nm, valores que empurravam a carrinha germânica até aos 100 km/h em apenas 4,9s e lhe permitia atingir os 262 km/h.

VÊ TAMBÉM: Lembras-te deste? Rover Streetwise
Audi S4 (B5)
A versão S4 estava disponível no formato sedan e carrinha, e contava com um 2.7 l V6 Biturbo de 30 válvulas capaz de oferecer 265 cv.

…e a ecológica também não

No entanto, nem só de versões desportivas se fez a primeira geração do A4. A prová-lo está a Audi A4 Avant Duo, uma versão híbrida do modelo alemão que “casava” o famoso 1.9 TDI de 90 cv com um motor elétrico de 30 cv montado no eixo traseiro.

VÊ TAMBÉM: Lembras-te deste? Opel Calibra, esculpido pelo vento
Híbrido diesel
À primeira vista parece um Audi A4 Mk1 como qualquer outro.

As baterias podiam ser carregadas numa tomada doméstica, sendo que em modo 100% elétrico a A4 Avant Duo conseguia percorrer mais de 30 km. No entanto, o elevado preço (a Audi A4 Avant Duo custava o dobro da versão normal) fez com que as vendas ficassem bem longe da previsão da Audi de vender 500 unidades/ano.

Em 1998 o Audi A4 foi alvo do seu primeiro facelift recebendo novos faróis (dianteiros e traseiros), novos puxadores das portas e ainda mais alguns retoques estéticos tanto no interior como no exterior. No ano seguinte seria alvo de mais alguns retoques sendo que a despedida da primeira geração do A4 surgiria apenas em 2001.

VÊ TAMBÉM: Lembras-te deste? Daihatsu Charade GTti, o mil mais temido
Audi A4 (B5)
Lançada em 1994, a primeira geração do A4 não escondia a inspiração no A8.

Desde então o nome A4 tem sido sinónimo de sucesso na Audi tendo, ao longo das suas cinco gerações, vendido 7,5 milhões de unidades, assumindo-se como o best-seller da marca dos quatro anéis.

Queres conhecer os restantes vencedores do Carro do Ano em Portugal? É só seguir o link abaixo:

A NÃO PERDER: Conhece todos os vencedores do Carro do Ano em Portugal desde 1985

Sabes responder a esta?
Qual é a potência da Audi RS4 Avant (2019)?
Não acertaste.

Mas podes descobrir a resposta aqui:

Audi RS4 Avant regressa ao mercado e já sabemos quanto custa

Mais artigos em Clássicos

Os mais vistos