Indústria

Tudo o que precisas de saber sobre a aliança global entre a Ford e Volkswagen

A agora anunciada aliança global entre a Ford e a Volkswagen irá concentrar-se, para já, no desenvolvimento de veículos comerciais e pick-up.

No Salão de Detroit não houve apenas novidades automóveis. O anúncio oficial de uma nova aliança global entre a Ford e a Volkswagen acabou por se tornar num dos destaques do salão.

É o culminar de um processo iniciado em junho passado, quando ambos os construtores assinaram um memorando de entendimento para explorar oportunidades estratégicas em conjunto.

Ao contrário da (atualmente ameaçada) Aliança Renault-Nissan-Mitsubishi, esta nova aliança global entre a Ford Motor Company e a Volkswagen AG não implica cedências de capital entre as duas empresas.

RELACIONADO: Ford e Volkswagen. Possível fusão no horizonte?

Afinal, do que se trata esta nova aliança?

Os vários acordos estabelecidos incidem sobre o desenvolvimento de veículos comerciais e pick-ups em conjunto, confirmado pelos CEO de ambos os construtores, Jim Hackett pela Ford e Herbert Diess pela Volkswagen, potenciando as economias de escala e a competitividade.

Ela (aliança) não só irá conduzir a eficiências significativas e ajudar ambas as companhias a melhorar as suas aptidões, como também nos dará oportunidades de colaboração na definição da próxima era da mobilidade.

Jim Hackett, CEO da Ford Motor Company
nova ford ranger raptor

Os resultados práticos desta aliança começarão a ser conhecidos o mais tardar em 2022, com os efeitos nos resultados operacionais a fazerem-se sentir em 2023. O partilhar dos custos de desenvolvimento e o alavancar das capacidades de produção de ambos, permitirá maiores eficiências de custos.

Entre a Ford e a Volkswagen foram vendidos 1,2 milhões de veículos comerciais ligeiros em 2018, num setor de mercado que continua a crescer globalmente, justificando a criação desta nova aliança.

Mas há mais… Não só a porta está aberta para o desenvolvimento de mais veículos em conjunto no futuro, como foi assinado novo memorando de entendimento “para a investigação de uma colaboração em veículos autónomos, serviços de mobilidade e veículos elétricos, e iniciaram a exploração de oportunidades.”

A Volkswagen e a Ford vão combinar os seus conjuntos de recursos, capacidades de inovação e posições de mercado complementares para servir ainda melhor os milhões de clientes de todo o mundo. Em simultâneo, esta aliança vai ser um alicerce-chave no nosso esforço de melhoria em termos de competitividade.

Herbert Diess, CEO Volkswagen AG

O que vem aí?

Da aliança global entre a Ford e a Volkswagen o destaque vai todo para o desenvolvimento de uma nova pick-up média — a procura não tem parado de crescer —, que é como quem diz, as futuras gerações da Ford Ranger e Volkswagen Amarok.

VW Amarok 3.0 TDI V6 Aventura 2018

O desenvolvimento e produção desta nova pick-up ficará a cargo da Ford, com chegada prevista ao mercado o mais tardar em 2022. Além das vantagens claras em termos de economias de escala, poderá também dar o acesso à muito procurado pela Volkswagen ao lucrativo mercado das pick-up nos EUA — devido à chicken tax norte-americana, as pick-ups importadas são taxadas a 25%, anulando qualquer hipótese de competitividade contra os rivais produzidos localmente.

Também será a Ford a responsável pelo desenvolvimento e produção de uma nova geração de veículos comerciais de grandes dimensões com destino à Europa, com a Volkswagen a ter a seu cargo o desenvolvimento e produção de um veículo comercial citadino.

Não é a primeira vez…

… que há uma parceria ou aliança entre a Ford e a Volkswagen. Em 1991 ambos os construtores estabeleceram uma joint-venture em partes equitativas que seria denominada de Autoeuropa. Esta culminaria no desenvolvimento dos MPV Volkswagen Sharan, SEAT Alhambra e Ford Galaxy e na construção de uma moderna unidade de produção, num investimento global de 1970 milhões de euros.

Em 1999, a Volkswagen assumiria o controlo total do capital social da Autoeuropa, com a produção da Ford Galaxy a terminar em 2006, quatro anos antes da chegada da segunda geração dos “monovolumes de Palmela”.

A Autoeuropa continua a ser o maior investimento estrangeiro industrial em Portugal, tendo já produzido bem mais de dois milhões de carros desde que abriu as suas portas. Além dos três MPV, foi também o local de produção para os Volkswagen Eos, Scirocco e, mais recentemente, o popular T-Roc.

 

Sabe responder a esta?
Qual o carro de produção mais potente de sempre da Ford?
Não acertou..

Mas pode descobrir a resposta aqui::

É o Ford mais potente de sempre, mas não sabemos quantos cavalos tem

Mais artigos em Notícias