Elétricos

Volkswagen comprou baterias para produzir 50 milhões de elétricos

Grupo automóvel gigante, objetivos gigantes. O grupo Volkswagen diz estar preparado para produzir 50 milhões de elétricos, palavra do seu CEO.

Os últimos anos não têm sido fáceis para o imenso grupo Volkswagen. A lidar ainda com as consequências do escândalo de emissões, o grupo alemão virou o seu rumo em direção à mobilidade elétrica e sendo um dos gigantes da indústria, os futuros planos estão dimensionados à sua escala.

Em declarações ao Automobilwoche, Herbert Diess, o CEO do grupo, avançou com um número massivo para os futuros elétricos do grupo, ao referir que está pronto para lidar com a produção de 50 milhões de elétricos(!), tendo assegurado a compra de baterias para o futuro para conseguir produzir tão elevado número de elétricos.

Um número massivo, sem dúvida, mas a ser atingido ao longo de vários anos, óbvio — o ano passado o grupo vendeu “apenas” 10,7 milhões de veículos, com grande parte a derivar da matriz MQB.

RELACIONADO: Existem 227 formas de melhorar o Tesla Model 3
Volkswagen I.D. Buzz

Garantir o fornecimento de baterias tem sido um dos maiores problemas para os construtores na corrida de ritmo crescente à eletrificação. Simplesmente, não há capacidade instalada para produzir tantas baterias para a procura prevista, o que poderá causar problemas de fornecimento — algo que já se verifica hoje em dia.

Alvo a abater: Tesla

“Teremos um portefólio muito em forte em automóveis elétricos”, declara Herbert Diess, como uma das formas de combater a Tesla, já por várias referida pelo grupo Volkswagen como o alvo a abater.

RELACIONADO: Volkswagen: “No novo mundo o nosso rival é a Tesla”

Além de uma maior variedade de produtos distribuídos por várias marcas, o grupo alemão irá combater a Tesla no preço, com notícias recentes a avançarem preços de 20 mil euros para o modelo mais acessível — a promessa por Elon Musk do Model 3 a 35 mil dólares (31 100 euros) ainda está por cumprir.

Considere-se as massivas economias de escala possíveis no gigante industrial, e todos os números anunciados parecem estar ao alcance do grupo alemão.

Em 2019, o primeiro elétrico de nova geração

Será em 2019 que conheceremos o Neo (o nome pelo qual é agora conhecido), um hatchback compacto, similar ao Golf em dimensões, mas com espaço interior similar ao de um Passat. É a vantagem de uma arquitetura elétrica, que consegue ganhar bastante espaço longitudinal ao não ter um motor de combustão na dianteira.

Volkswagen I.D.

Estreará também a MEB, a plataforma dedicada a veículos elétricos do grupo Volkswagen, e será dela que a maioria dos 50 milhões de elétricos anunciados derivarão. Além do compacto Neo, esperem uma berlina de dimensões aproximadas ao Passat, um crossover e até uma nova “pão de forma”, com variante de passageiros e comercial.

Sabes responder a esta?
Qual destes motores equipava o primeiro Volkswagen Golf R32?
Não acertaste.

Mas podes descobrir a resposta aqui:

Lembras-te deste? Volkswagen Golf R32
Em cheio!!
Vai para a próxima pergunta

ou lê o artigo sobre este tema:

Lembras-te deste? Volkswagen Golf R32

Mais artigos em Notícias

Os mais vistos