Híbrido de 204 cv

Ao volante do Volkswagen Golf GTE. Poupado? Depende

Será o Golf GTE um digno representante da sigla GT na gama Golf? A nossa resposta é sim, apesar de sentir-se a presença dos 200 kg adicionais em condução mais empenhada. Quanto à poupança, como na maioria dos plug-in híbridos, só existe realmente se recorrermos à tomada elétrica.

Em Lisboa, Portugal

Depois do ensaio ao Volvo XC60 T8 Plug-in Hybrid, continuamos os nossos testes a modelos híbrido aqui e no nosso canal de YouTube.

Desta vez, o modelo em teste é o Volkswagen Golf GTE, o mais ecológico membro da família GT da gama Golf.

Como expliquei no vídeo, apesar de menos potente e mais pesado que a versão GTI, o seu comportamento dinâmico continua em bom plano. Não é um modelo de cariz 100% desportivo, ainda assim o Volkswagen Golf GTE é suficientemente envolvente em condução empenhada, sem sacrificar a utilização no dia-a-dia.

Volkswagen Golf GTE Portugal
A minha estreia em formato vídeo. A minha adaptação ao YouTube será gradual nesta 1ª temporada. Lembram-se do que escrevemos aqui?

O motor tem uma resposta pronta e apresenta acelerações de bom nível, tendo em consideração os 204 cv de potência combinada. A presença do motor elétrico está bem patente na retomas de velocidade e a sua entrada em funcionamento é muito discreta. Quanto ao preço, vejam as minhas considerações na descrição da avaliação.

A NOSSA HISTÓRIA: Razão Automóvel. Como tudo começou…

Preço

unidade ensaiada

47.195

Versão base: €45

Classificação Euro NCAP: 5 / 5

  • Motor
    • Arquitectura: 4 cil + motor elétrico
    • Capacidade: 1.395 cm³
    • Carregamento: Turbo
    • Potência: 204 cv (combinados)
    • Binário: 250 Nm (combinados)
  • Transmissão
    • Tracção: Dianteira
    • Caixa de velocidades: DSG 6
  • Capacidade e dimensões
    • Comprimento / Largura / Altura: 4.370 mm / 1.799 mm / 1.484 mm
    • Distância entre os eixos: 2.630 mm
    • Peso: 1.615 kg
  • Consumo e Performances
    • Consumo médio: 1,8 l/100km
    • Emissões de CO2: 40 g/km*2 (NEDC)
    • Vel. máxima: 225 km/h
    • Aceleração: 7,6 seg.
  • Equipamento
    • Infotainment Discovery Pro
    • Sensores de estacionamento dianteiros e traseiros
    • Retrovisores exteriores rebatíveis eletricamente
    • Controlo adaptativo chassis (DCC)
    • Pacote luzes traseiras em LED
Extras
Sistema Active Infodisplay, Pack Lane Assist" + "Dynamic Light Assist" + Reconhecimento de sinais de trânsito, Indicador multifunções a cores "Premium"
Avaliação
6 / 10
É uma proposta que só fará sentido se fizerem pleno uso do carregamento das baterias, conseguindo assim consumos moderados e prestações desportivas. Caso contrário os consumos sobem acima dos 7 litros/100 km. Se recorrer à tomada não está nos teus planos, escolhe o Golf GTD — isto claro, mantendo as opções limitadas à gama Golf. Por este preço há muitas alternativas no mercado.
  • Consumos (enquanto há autonomia na bateria)
  • Qualidade dos materiais
  • Prestações
  • Extensa lista de opcionais
  • Preço
  • Capacidade de mala menor face ao Golf «normal»
Sabes responder a esta?
Qual foi o nosso primeiro ensaio no YouTube?
Não acertaste.

Mas podes descobrir a resposta aqui:

Razão Automóvel no YouTube. Queremos que saibas uma coisa…

Mais artigos em Testes, Ensaio

Os mais vistos