Volkswagen Passat Variant GTE: eficiência e dinamismo

Apesar dos 218 cv de potência, o consumo anunciado é de apenas 1,7 litros/100 km e emissões de 39 g/km. O Volkswagen Passat Variant GTE é um dos candidatos a Carro do Ano 2017. A Razão Automóvel integra o júri deste prémio.

O Volkswagen Passat Variant GTE é a aposta da Volkswagen na versatilidade de utilização, que junta às qualidades de modelo familiar com uma motorização híbrida, permitindo alternar entre grandes viagens e uma condução em cidade com emissões de CO2 nulas. Isto deve-se à conjugação de um motor 1.4 TSI de 156 cv com um motor elétrico de 85 kW, o que correspondente a 116 cv, para um rendimento final efetivo de 218 cv de potência e 400 Nm de binário. Esta força é canalizada às rodas dianteiras via uma caixa de velocidades de dupla embraiagem DSG de seis relações.

RELACIONADO: Carro do Ano 2017: conhece todos os candidatos

O sistema elétrico é alimentado por uma bateria de lítio de 9,9 kWh e, na condição de plug-in, inclui processo de recarga por ligação à rede elétrica tradicional. Para uma carga completa, o Volkswagen Passat Variant GTE necessita de 4h15m numa tomada de 2,3 kW ou de 2h30m caso tenha potência de 3,6 kW. Tal como no seu irmão Golf GTE, com quem partilha todo o sistema híbrido, a tomada de carga está colocada na grelha.

O Volkswagen Passat Variant GTE inicia a sua marcha sempre em modo elétrico, no qual possui uma autonomia de 50 km e uma velocidade máxima de 130 km/h. O condutor pode eleger entre quatro modos de condução para gerir a energia da bateria principal, sendo eles E-mode, Hybrid, Battery Charge e GTE. Além da carga por tomada e do modo Battery Charge, a bateria recarrega de cada vez que o condutor desacelera ou que aciona os travões, graças ao sistema e-BKW, que converte energia cinética em elétrica.

No painel de instrumentos o condutor pode observar, a cada momento, o fluxo de energia entre bateria, rodas, motor elétrico e propulsor térmico, que ajuda a uma condução mais eficiente.

CA 2017 Volkswagen Passat GTE (8)

Mérito do seu sistema híbrido, o Passat Variant GTE alia prestações mais desportivas a uma grande eficiência. Aproveitando ao máximo as potencialidades do plug-in, obtém um consumo médio 1,7 l/100 km com emissões de CO2 de 39 g/km, tendo condições para oferecer uma autonomia total na ordem dos 1 050 km. No entanto, consegue proporcionar uma aceleração de 0 a 100 km/h em 7,6 segundos e uma velocidade de ponta de 225 km/h.

Como membro da família GT, o Volkswagen Passat Variant GTE possui um chassis equipado com suspensão mais desportiva, o que lhe permite exibir em estrada um comportamento mais dinâmico.

O Volkswagen Passat Variant GTE mantém a sua versatilidade de carga, com uma volumetria de bagageira de 483 litros e bancos traseiros rebatíveis na proporção 1/3-2/3, graças à arrumação da bateria por debaixo dos bancos posteriores. A dotação de série deste modelo inclui equipamentos como faróis em LED, sistema de navegação Discover Pro e sistemas de apoio à condução de Front Assist e City Emergency Braking.

Desde 2015 que a Razão Automóvel integra o painel de jurados do prémio Essilor Carro do Ano/Troféu Volante de Cristal.

O PVP do Passat Variant GTE é de €49 850, para o qual a Volkswagen oferece uma garantia de bateria de oito anos ou 160 mil km.

Além do Essilor Carro do Ano/Troféu Volante de Cristal, o Volkswagen Passat Variant GTE concorre igualmente à classe Ecológico do Ano, onde enfrentará o Hyundai Ioniq Hybrid Tech e o Mitsubishi Outlander PHEV.

Especificações Volkswagen Passat Variant GTE

Motor: Quatro cilindros, 1395 cm3
Potência: 156 cv/5000 rpm
Motor elétrico: Síncrono de íman permanente
Potência: 85 kW (116 cv)
Velocidade Máxima: 225 km/h
Consumo Médio: 1,7 l/100 km
Emissões CO2: 39 g/km
Preço: 49 850 euros

Segue a Razão Automóvel no Instagram e no Twitter

Os mais vistos