Engine Swap

Seis cilindros não bastam. Este Porsche 911 tem um V8

Nada é sagrado, tudo é possível. Este Porsche 911 S de 1975 está equipado com um V8, o mais americano dos motores.

Não é a primeira vez que tratamos aqui de “engine swaps”, ou trocas de motor, em que no compartimento do motor de um automóvel encontramos algo que simplesmente não deveria estar lá. Seja um 2JZ-GTE, o seis em linha do Toyota Supra num Rolls-Royce, um V8 Ferrari num Toyota GT86, ou o estridente F20C do Honda S2000 num discreto Mercedes-Benz Classe C — todas elas impressionantes e para alguns, heréticas.

Mas aquela que vos trazemos hoje é, sem dúvida, a heresia suprema. Este Porsche 911, em amarelo canário, não é propulsionado pelo reverenciado boxer de seis cilindros, mas sim por um V8(!) — um grande e muito americano “good old vee eight”. Esfregando sal na ferida, trata-se de um LS6 da General Motors, que equipou o Chevrolet Corvette (C5) Z06.

O proprietário desta fusão entre o mais icónico dos desportivos europeus e o coração de um dos mais icónicos desportivos norte-americanos é o senhor Bob Radke. Ele próprio também profissional no mundo do tuning, comprou, por muito pouco dinheiro, este Porsche 911 S de 1975. No lugar do seis cilindros boxer apenas havia um vazio — não admira que lhe tivesse custado tão pouco.

RELACIONADO: Porsche 911 Speedster. O adeus à geração 991
Porsche 911 S LS6 V8

Preencher o vazio, the american way

O vazio tinha de ser preenchido, mas Radke não foi à procura do seis cilindros boxer de 2.7 l, com 175 cv (um pouco menos nos EUA) original do 911 S. O resultado é o que está à vista, e mesmo assim, não bastou colocar na traseira do 911 um enorme V8 — também este recebeu uns “pozinhos”.

Porsche 911 S LS6 V8
Não parece ser um seis cilindros boxer

O GM LS6 é um V8 com 5.7 l debitando, no Corvette Z06, cerca de 411 cv e 542 Nm. Apesar de ser mais do dobro do que o 911 S debitava originalmente, Bob Radke, através da Westech Performance, modificou o motor — o curso foi aumentado, recebeu novos coletores de admissão e de escape, novo sistema de refrigeração invertido, novos injetores e linhas de combustível de maiores dimensões —, fazendo com que a capacidade total subisse aos 6.3 l, assim como os números de potência e binário subissem expressivamente até aos 611 cv e 736 Nm.

Será que cabe?

Encaixar este monstro na traseira do Porsche 911 S foi, surpreendentemente, mais fácil do que se pode imaginar. O V8 “small block” ou bloco pequeno — nome irónico, não? — da GM é um push rod com apenas duas válvulas por cilindro. Isto significa que a árvore de cames, que controla as válvulas, não se encontra na cabeça do motor, acima da bancada dos cilindros, mas entre as duas bancadas em V do motor. O que resulta num V8 extremamente compacto, mais curto e estreito que outros V8, e também mais leve. 

Porsche 911 S LS6 V8

Bob Radke recorreu à Renegade Hybrids, especializada em colocar V8 em Porsches, para realizar a tarefa— sim, este não é caso único. Há mais 911 por aí com V8 de Corvette, vendo o site da Renegade Hybrids.

Por incrível que pareça, o V8 não só coube, sem necessidade de adaptar estruturalmente a secção traseira do 911, como conseguiram aproveitar os pontos de apoio originais — reverter futuramente este 911 S à sua configuração original, com um seis cilindros boxer, não será uma dor de cabeça.

Mas, e o peso? Um V8 não deve ajudar nada na delicada distribuição de pesos do 911. Mas por incrível que pareça, este 911 S V8 é ligeiramente mais leve (14 kg) do que o 911 S 2.7 original, e com a distribuição de pesos favorecida “1 a 2%”, de acordo com Radke.

A caixa de velocidades provém de um Porsche 930 — o primeiro 911 Turbo —, o que significa apenas quatro velocidades; os semi-eixos foram reforçados e as rodas são originárias da BW Motorsport, envolvidas em pneus Toyo Proxes R1R.

Porsche 911 S LS6 V8

Considere-se heresia ou não, a verdade é que este 911 ruge como um Corvette, e o som emanado é enebriante. De acordo com a Hagerty, a autora do vídeo, relata que, desde as filmagens, este 911 S V8 já recebeu algumas alterações — foi rebaixado e recebeu novos casquilhos dianteiros, capaz de aproveitar melhor os mais de 600 cv de puro músculo americano.

Sabes responder a esta?
Qual destes Porsche 911 conseguiu um tempo inferior a 7 minutos no Nürburgring?

Mais artigos em Notícias

Os mais vistos