Engine Swap

Mercedes-Benz C200 com motor F20C do Honda S2000 à venda

Obrigado. Da terra do sol nascente chega-nos mais uma conversão bizarra, herética e espectacular, desta vez sobre um vulgar Mercedes-Benz C200.

O Japão ganha rapidamente o título do país com os “engine swap”, ou troca de motor, mais bizarros.

Não faz muitos dias revelávamos um Rolls-Royce Phantom equipado com um motor 2JZ oriundo de um Toyota Supra. Hoje trazemo-vos o mais banal dos Mercedes-Benz C200 – primeira geração do ano de 1995 -, que também prescindiu do bloco alemão original.

Este exemplar surgiu à venda na J’S Auto HK e podemos observar que o C200 está modificado – mais próximo ao solo e com um conjunto de jantes específico da BBS. Mas é sob o capot que este Mercedes-Benz C200 revela uma grande surpresa.

Originalmente deveria trazer um bloco de 2.0 litros, quatro cilindros em linha, naturalmente aspirado com 136 cv e 190 Nm. Mas no seu lugar encontramos um motor F20C da Honda!

Mercedes-Benz C200 com motor do Honda S2000 F20C

F20C, o senhor VTEC

O F20C não é nada mais nada menos do que o motor que equipou o último grande roadster e desportivo da Honda, o S2000. Em comum com o motor alemão apenas tem a arquitetura base: quatro cilindros em linha e 2,0 litros de capacidade. De resto, não podiam ser mais diferentes.

No Honda S2000 – especificações JDM (mercado doméstico japonês) -, o propulsor debitava 250 cv às 8300 rpm e 218 Nm de binário às 7500 rpm e o lendário “kick” do sistema VTEC entrava às 5800 rpm. Tanto o S2000 como o C200 partilham o posicionamento longitudinal do motor, pelo que não deve ter sido problemático encaixar o F20C no compartimento do motor da berlina alemã.

Para quem, como nós, está mais habituado a ver os Classe C na praça de táxis, ver e sobretudo ouvir um a gritar às 8500 rpm deve ser um evento memorável. Mas o proprietário deste C200 não se ficou pelo transplante direto. O motor do S2000 também foi profundamente alterado.

Com todos os «molhos»

Segundo o anúncio de venda, o motor do S2000 levou com um turbo da Garret e um intercooler por detrás do para-choques dianteiro. Outras alterações envolveram a embraiagem, agora em carbono da Exedy, um diferencial mecânico autoblocante e conjunto de discos da Brembo, provenientes de um Nissan GT-R.

Infelizmente não temos números finais sobre o impacto destas alterações, mas deverão estar bastante mais a norte dos 250 cv originais do motor. Vamos arriscar um número em tornos dos 400 cv.

O interior também recebeu umas baquet da Recaro, e podemos ver um painel de instrumentos distinto, assim como alguns revestimentos.

Este Mercedes-Benz C200 (ou será CS2000?) muito especial, tem apenas 28 mil quilómetros e encontra-se à venda por pouco mais de 15 000 euros. Uma pechincha, não?

Mercedes-Benz C200 com motor do Honda S2000 F20C

Mais artigos em Notícias

Os mais vistos