Leitura obrigatória

Combustíveis vão ter novos nomes. Conhece-os para que não te enganes

Resultado de uma nova diretiva europeia, os combustíveis gasolina, gasóleo, hidrogénio e gás natural recebem novas designações.

Concebida com o intuito de ajudar os consumidores europeus a escolher os combustíveis adequados para os seus veículos, estejam em que país estiverem da União Europeia (UE), a nova diretiva estipula, desde logo, a obrigação de todos os carros novos vendidos na UE passarem a apresentar, junto ao bocal do depósito, um autocolante com as novas designações dos combustíveis.

Ao mesmo tempo, também os comerciantes de combustíveis terão de proceder a alterações de denominação, nas bombas, de forma a fazerem corresponder a nova nomenclatura, cuja entrada em vigor está prevista para o próximo dia 12 de outubro, à nova realidade.

As novas designações dos combustíveis

Relativamente às novas designações propriamente ditas, têm igualmente como objetivo reduzir a dependência dos combustíveis fósseis, pelo que as letras que identificam a gasolinagasóleo, respetivamente “E” e “B”, referem-se à sua composição, neste caso, contendo, respetivamente, Etanol e BioDiesel na sua composição.

Dicas: Poupar combustível é possível com algumas dicas básicas
Etiquetas de Combustível, 2018

 

Os números à frente das letras “E” e “B” referem-se, por isso, à quantidade de Etanol e BioDiesel presente nos combustíveis. Como exemplo, E5, refere-se a gasolina com 5% de etanol presente na sua composição. Todas as denominações e o que significam.

Etiqueta Combustível Composição Equivalência
E5 Gasolina 5% de etanol Gasolinas de 95 e 98 octanas convencionais
E10 Gasolina 10% de etanol Gasolinas de 95 e 98 octanas convencionais
E85 Gasolina 85% de etanol Bioetanol
B7 Gasóleo 7% de biodiesel Gasóleo convencional
B30 Gasóleo 30% de biodiesel Pode ser comercializado como BioDiesel em alguns postos
XTL Gasóleo Gasóleo sintético
H2 Hidrogénio
CNG/GNC Gás Natural Comprimido
LNG/GNL Gás Natural Liquefeito
LPG/GPL Gás de Petróleo Liquefeito
Leitura obrigatória: Sabes ler o código e a etiqueta dos pneus?

A questão das compatibilidades

Em termos de compatibilidades, um veículo E85 também pode, à partida, utilizar gasolina E5 e E10, já o mesmo não acontecendo no sentido inverso — por exemplo, um automóvel concebido para consumir E5, não pode utilizar E10; um veículo “H”, ou seja, do tipo de pilhas de combustível, não é compatível com mais nada; e, finalmente, os automóveis “G” (algum tipo de gás), poderão, em princípio, utilizar o tipo de combustível que lhe está destinado, mas também gasolina.

Aplicável igualmente fora do espaço da UE, esta nova diretiva europeia é resultado de um trabalho conjunto da Associação Europeia de Construtores Automóveis (ACEA), da Associação Europeia de Construtores de Motociclos (ACEM), Associação de Distribuidores de Combustíveis (ECFD), da entidade que defende os interesses das empresas refinadoras de petróleo junto da UE (FuelsEurope) e da União dos fornecedores independentes de combustíveis (UPEI).

A NÃO PERDER: ASC, DSC, ESC, TCS, DTC… sabes o que significam todas estas siglas?

Sabes responder a esta?
Qual o coeficiente de aerodinâmica do novo Mercedes-Benz Classe A Sedan?
Não acertaste.

Mas podes descobrir a resposta aqui:

Os segredos do carro de produção mais aerodinâmico do mundo

Mais artigos em Notícias

Os mais vistos