Tuning

Jeep Grand Cherokee Trackhawk HPE1000. O SUV com 1000 cv

A Hennessey Performance testou o Jeep Grand Cherokee Trackhawk, de origem com mais de 700 cv, e a conclusão a que chegaram foi de que não era potente o suficiente. Americanos…

Cavalos é aquilo que absolutamente não falta ao Jeep Grand Cherokee Trackhawk — é o SUV de produção mais potente do mercado, superando alegremente os 650 cv do Lamborghini Urus, culminando nos 710 cv (especificações europeias).

Número possível por recorrer ao mesmo motor que equipa os Charger e Challenger Hellcat, ou seja, o massivo 6.2 V8 Supercharged (Compressor), que não só debita mais de 700 cv, como tem expressivos 868 Nm de binário máximo, só superado pelos 900 Nm do W12 do Bentley Bentayga.

Apesar das quase 2,5 toneladas de peso, os mais de 700 cv, transmitidos às quatros rodas, catapultam o Jeep Grand Cherokee Trackhawk até aos 100 km/h em apenas 3,7 s, com uma velocidade máxima de 289 km/h. Para parar este leviatã, foi equipado com um sistema de travagem da Brembo, capaz de imobilizar o Trackhawk em 37 m a partir dos 100 km/h.

710 cv é pouco

Mas há quem precise de mais. A conhecida preparadora e construtora Hennessey Performance não é adepta da filosofia “menos é mais”. São conhecidos precisamente por quererem sempre mais — basta referir o Venom F5, que quer ser o primeiro a bater a marca das 300 mph (mais de 480 km/h).

E se um SUV com mais de 700 cv não é suficiente, o que será? O nome da preparação é sugestivo: Jeep Trackhawk HPE1000. 

Mais de 1000 cv num SUV

Os senhores da Hennessey não se ficaram por uma simples reprogramação. O 6.2 V8 recebeu um maior e mais possante compressor, novos injetores de maior caudal, uma bomba de combustível nova, novo sistema de admissão, entre outras alterações. Resultado: são 745 kW, ou seja, 999 hp, ou 1013 dos nossos cavalos.

As prestações não poderiam ser mais avassaladoras: até às 60 mph (96 km/h) só são precisos 2,8 s e os 400 m — como numa pista de drag race — são atingidos em apenas 10,5 s a uma velocidade de 214 km/h.

Jeep Grand Cherokee Trackhawk HPE 1000
Algures ali estão mais de 1000 cv

Números que não destoariam na folha de especificações de um superdesportivo, mas temos que nos lembrar que se trata de um grande e pesado SUV — impressionante, no mínimo… 

Garantia incluída

A Hennessey Performance oferece uma garantia de um ano ou 12 mil milhas (pouco mais de 19 mil km) para o HPE1000, além de o cliente receber gráficos de potência para o antes e depois da transformação e incluído também está um programa de testes pós-transformação de 200 milhas (322 km).

Para já, esta transformação está limitada aos EUA, e ainda não se conhece o custo. Os rumores indicam que poderá adicionar até 50 mil dólares (aproximadamente 40 500 euros) ao preço de um Jeep Grand Cherokee Trackhawk.

Sabes responder a esta?
Em que ano surgiu o Willys MB, o pai de todos os Jeep?
Não acertaste.

Mas podes descobrir a resposta aqui:

Jeep. Das origens militares ao Wrangler em 2 minutos.

Mais artigos em Notícias