Glórias do Passado

Como transformar o Citroën Jumper no icónico «Type H»

O projeto de Fabrizio Caselani e David Obendorfer pretende trazer o icónico Citroën Type H de volta à estrada.

Quando apresentou o Type H em 1947, a Citroën estaria longe de prever o sucesso e a impressionante longevidade deste modelo – especialmente durante o difícil período do pós-guerra.

“O seu segredo? Uma conceção particularmente inovadora para um utilitário da época. O chassis em aço e a transmissão dianteira atravessaram várias décadas. Uma grande eficácia em todas as formas de uso e suas variações”.

Também conhecido por “TUB”, nome do seu antecessor, o Type H viria a ser produzido até 1981, ao fim de 473 289 unidades, ano em que foi substituído pelo mais moderno Citroën C25. Mas o Type H continua a preencher o imaginário de muitos entusiastas por esse mundo fora, especialmente no «velho continente».

GLÓRIAS DO PASSADO: O homem que transformou um Citroën 2CV numa mota para sobreviver

É o caso de Fabrizio Caselani e David Obendorfer. Para assinalar o 70º aniversário do Citroën Type H, esta dupla decidiu recriar o Type H recorrendo ao mais recente Citroën Jumper. Através de um simples bodykit, é possível recriar o design original de Flaminio Bertoni.

70 anos, 70 unidades

Em vez do motor de 52 cv do modelo original – com consumos que poderiam ultrapassar os 20 l/100 km (!) – esta versão moderna recorre ao mais económico 2.0 e-HDI do Citroën Jumper, com potências que oscilam entre os 110 e os 160 cv de potência.

Já no que toca às variantes de carroçaria, o Type H 2017 mantém-se fiel ao original e será oferecido em diferentes versões, desde a auto caravana à carrinha de venda de produtos alimentares. Vão ser produzidos apenas 70 kits, através do construtor FC Automobili. Toda a transformação dos Jumper será feita artesanalmente em Itália, sendo que a comercialização do carro vai estar limitada às fronteiras do país.

Sabe mais sobre este projeto aqui.

Pub