Comparativo Só um pode ganhar. Peugeot e-208 vs Renault ZOE

Só um pode ganhar. Peugeot e-208 vs Renault ZOE

Estão a pensar comprar um utilitário 100% elétrico? Então este comparativo entre Peugeot e-208 e Renault Zoe é obrigatório.

Peugeot e-208 Renault ZOE comparativo
© Razão Automóvel

Nunca se compraram tantos automóveis elétricos em Portugal e na lista dos mais vendidos, há sempre dois modelos incontornáveis: Peugeot e-208 e Renault Zoe.

São duas propostas óbvias para quem procura um elétrico até 35 000 euros, ainda que sigam abordagens bem distintas. Contudo, tocam-se em vários pontos, a começar logo pela potência e pela capacidade da bateria, e terminando no facto de serem dois modelos “tudo à frente”.

Mas afinal o que distingue estes dois utilitários elétricos? Qual o melhor? Foi a esta questão e a muitas outras que procurámos responder neste vídeo:

A NÃO PERDER: «Irmãos» e rivais. Hyundai IONIQ 5 contra Kia EV6

Peugeot e-208, o mais desportivo

Falar de design é sempre um exercício subjectivo, mas há algo impossível de ignorar: o Peugeot e-208 apresenta uma imagem mais agressiva e desportiva, por oposição à estética mais sóbria e com formas mais arredondadas do Zoe.

Peugeot e-208 traseira
O Peugeot e-208 destaca-se por contar com linhas mais vincadas e agressivas. E isso dá-lhe um caráter mais desportivo. © Razão Automóvel
As linhas muito vincadas do e-208 fazem dele uma proposta visualmente mais impactante. E isso é válido para o exterior e também para o habitáculo, também ele mais vistoso do que o do Zoe.

Temos direito ao sistema i-Cockpit da Peugeot, que junta um painel de instrumentos digital (com efeito 3D nas versões mais equipadas) a um volante compacto e de corte desportivo, a um ecrã central multimédia de 10” (compatível com Android Auto e Apple CarPlay) com navegação nativa e até a uma zona de carregamento sem fios.

Peugeot e-208 interior
O interior do e-208 é mais futurista do que o do Zoe, que se destaca por ter linhas mais minimalistas e simples. © Razão Automóvel
Quanto ao espaço, o e-208 peca por ser algo acanhado ao nível dos bancos traseiros. É certo que estamos sempre bem sentados, mas aqui o modelo da Peugeot perde de forma clara para o Zoe, sobretudo ao nível do espaço para os joelhos.

Peugeot e-208 bancos traseiros
Atrás, o Peugeot e-208 perde sobretudo ao nível do espaço para as pernas e joelhos. © Razão Automóvel
Mas onde o elétrico da marca do leão mais se destaca é mesmo na estrada, oferecendo-nos uma condução envolvente e um comportamento dinâmico que chega a ser divertido.

Com um motor elétrico (montado na dianteira) que produz 100 kW (136 cv), exatamente o mesmo que o modelo da Renault na versão aqui testada, o Peugeot e-208 precisa de 8,3s para chegar até aos 100 km/h e acelera até aos 150 km/h de velocidade máxima (limitada).

A suspensão é firme, sem ser desconfortável, a posição de condução é baixa e o rolamento da carroçaria em curva está muito bem controlado, o que faz com que este e-208 responda muito bem sempre que subimos o ritmo e adotamos uma condução mais desportiva.

Peugeot e-208
Versão testada do Peugeot e-208 estava equipada com o nível de equipamento GT. © Razão Automóvel
Quanto à autonomia, está fixada nos 352 quilómetros (ciclo WLTP), fruto de uma bateria com 46 kWh de capacidade. Os consumos médios anunciados são de 15,9 kWh por cada 100 quilómetros.

Renault Zoe, o mais familiar

A imagem exterior do Zoe pode não ser tão impactante, ainda que tenha havido uma evolução grande nesse capítulo, mas dentro do habitáculo a “história” é outra: o Zoe apresenta linhas minimalistas mas cuidadas e materiais de boa qualidade que surgem muito bem montados.

Renault Zoe traseira
O Zoe tem formas mais arredondadas, ainda que a iluminação continue a apresentar um desenho muito futurista. © Razão Automóvel
Mas é a sensação de espaço que sentimos a bordo do Zoe que afasta mais este modelo do rival da Peugeot. E se isso é válido para os lugares traseiros, é ainda mais óbvio ao nível da bagageira: o Renault Zoe disponibiliza 338 litros de capacidade de carga, contra apenas 265 litros do Peugeot e-208.

A NÃO PERDER: Adeus, Renault Zoe. Elétrico francês não vai ter nova geração

Isto justifica-se, em grande parte, pelo facto de o Zoe ser maior e todos os sentidos. E também mais pesado: 1577 kg, mais 47 kg do que o e-208.

O peso extra e o centro de gravidade mais alto, entre outras coisas, fazem-se sentir na estrada. Apesar do Zoe que testámos — versão mais potente e com a maior bateria — anunciar os mesmos 100 kW (136 cv) de potência que o modelo da Peugeot, não tem os mesmos argumentos em estrada.

É muito fácil (e agradável) de conduzir e dá cartas no que ao conforto diz respeito. Mas não oferece uma condução tão interessante nem um comportamento tão divertido. A direção é, a meu ver, demasiado leve, e a posição de condução é demasiado alta (bancos dianteiros não podem ser regulados em altura, por culpa do posicionamento da bateria).

Contudo, o Zoe impõe-se perante o e-208 no que à autonomia diz respeito. Por ter uma bateria ligeiramente maior (tem 52 kWh de capacidade), consegue reivindicar 389 quilómetros com uma só carga. Já os consumos anunciados para esta versão são de 17,7 kWh.

Quanto custam?

Também no preço estes dois utilitários franceses, 100% elétricos, surgem em patamares muito semelhantes.

Na versão que aqui vos mostramos, o Zoe começa nos 36 950 euros. Contudo, a versão testada conta com alguns opcionais que aumentam ligeiramente o preço final, entre eles a pintura metalizada, que custa 650 euros. Já o Peugeot e-208, na versão GT que aparece no vídeo, arranca nos 37 170 euros.

Comparativo Peugeot e-208 e Renault Zoe
O vencedor deste comparativo pode variar de acordo com aquilo que mais valorizam num automóvel. © Razão Automóvel
Em qualquer um dos casos existem versões mais baratas e com menos equipamento. No caso do Zoe existe ainda uma variante com uma bateria ligeiramente mais pequena. Dependendo daquilo que procuram num carro elétrico, pode fazer sentido espreitar essas variantes.

Vitória por uma margem curta

Sendo este um comparativo, só pode haver um vencedor. E a vitória sorriu ao Peugeot e-208, ainda que por uma margem curta, até porque o vencedor pode mudar consoante aquilo que vocês mais valorizam num automóvel.

LEIAM TAMBÉM: Os automóveis elétricos não são todos iguais. Fiquem a conhecê-los

Se por um lado procuram uma proposta mais orientada para o conforto, com mais espaço para a família (a diferença ao nível da bagageira pode ser decisiva para algumas pessoas) e com mais autonomia, então o modelo que devem comprar é, sem dúvida alguma, o Renault Zoe.

Mas se aquilo que procuram num elétrico deste segmento é uma condução mais desportiva, um comportamento mais dinâmico e um design mais agressivo e vistoso, então o Peugeot e-208 é o modelo que devem escolher.

AVALIAÇÃOPeugeot e-208Renault Zoe
Design (11%)87
Montagem e Materiais (14%)109
Espaço, Conectividade e Equipamento (14%)109
Comportamento (9%)108
Conforto (12%)810
Performances (10%)87
Consumo e Autonomia (15%)910
Preço (15%)1011
Total (100%)7371

Prós

    Contras

      Preço unidade ensaiada

        Não tem

        • Airbags laterais
        • Airbags cortina
        • Alarme
        • Controlo de pressão dos pneus
        • Assistente angulo morto
        • Assistente faixa de rodagem
        • Aviso de aproximação
        • Farois Bixénon/LED
        • Head Up display
        • Navegação
        • Ar-condicionado automático
        • Bancos em pele
        • Conectividade smartphone
        • Caixa automática
        • Cruise Control
        • Sensores chuva/luz
        • Sensores estacionamento
        • Teto de abrir
        • Isofix
        • Pack desportivo

      Prós

        Contras

          Preço unidade ensaiada

            Não tem

            • Airbags laterais
            • Airbags cortina
            • Alarme
            • Controlo de pressão dos pneus
            • Assistente angulo morto
            • Assistente faixa de rodagem
            • Aviso de aproximação
            • Farois Bixénon/LED
            • Head Up display
            • Navegação
            • Ar-condicionado automático
            • Bancos em pele
            • Conectividade smartphone
            • Caixa automática
            • Cruise Control
            • Sensores chuva/luz
            • Sensores estacionamento
            • Teto de abrir
            • Isofix
            • Pack desportivo
          Sabe esta reposta?
          Qual destes modelos a NASA converteu para elétrico para servirem num estudo?
          Oops, não acertou!

          Pode encontrar a resposta aqui:

          Sabiam que o Renault 12 foi testado pela NASA?
          Parabéns, acertou!
          Vai para a próxima pergunta

          ou lê o artigo sobre este tema:

          Sabiam que o Renault 12 foi testado pela NASA?