Notícias Os SUV estão caros? Que tal cinco citadinos de “calças arregaçadas” por menos de 15 mil euros

Guia de compra

Os SUV estão caros? Que tal cinco citadinos de “calças arregaçadas” por menos de 15 mil euros

Todos parecem querer ter um SUV, mas o preço pode ser de fugir. Reunimos cinco citadinos de calças arregaçadas bem mais acessíveis.

Fiat Panda City Cross

Os citadinos de calças arregaçadas que vos trazemos inserem-se numa mudança de paradigma que temos vindo a assistir nos mais pequenos membros da indústria automóvel. Se outrora os citadinos eram conhecidos como modelos espartanos e focados, quase exclusivamente, na contenção de custos, nos últimos anos isso tem vindo a mudar.

Desde citadinos com um posicionamento premium (como o Fiat 500), até modelos com inúmeras opções de personalização (como o Opel Adam), propostas não têm faltado.

Não querendo perder o ímpeto gerado pelos SUV, teriam de surgir, também, citadinos de calças arregaçadas, vestidos a rigor para acompanhar as novas tendências, combinando o visual robusto dos bem sucedidos SUV com as pequenas dimensões ideais para a cidade.

VÊ TAMBÉM: SEAT. Ofensiva elétrica traz 6 novos elétricos e híbridos plug-in até 2021

Com os SUV e crossover a implicarem um custo de aquisição superior, comparativamente aos carros em que são baseados, estes cinco citadinos de calças arregaçadas que reunimos são capazes de te levar a qualquer lado dentro de uma cidade sem teres de te preocupar muito com o espaço para o estacionamento nem com os buracos, e de forma bem mais acessível — é possível adquiri-los todos por menos de 15 mil euros.

Ford KA+ Active — desde 13 878 euros

ford ka+ active

Com o desaparecimento no mercado europeu já confirmado para o final do ano (a produção termina em setembro de acordo com Finn Thomasen, Gestor de Comunicação de Produto da Ford Europa), apesar de ser o mais pequeno dos Ford à venda na Europa, o KA+ apresenta dimensões próximas às de um utilitário, o que traz enormes benefícios no que toca ao nível de espaço a bordo.

Nesta versão Active, o KA+ acrescenta aos argumentos racionais um visual mais aventureiro no qual se destacam a maior distância ao solo (+23 mm), acabamentos interiores exclusivos, proteções de carroçaria adicionais nas embaladeiras e guarda-lamas, acabamento exterior em preto, barras de tejadilho e um reforço do nível de equipamento de série.

A dar vida ao KA+ Active encontra-se um motor a gasolina de 1.19 l e 85 cv, estando associado a uma caixa manual de cinco velocidades. Se não quiseres o visual aventureiro, o KA+ está disponível a partir de 11 727 euros.

VÊ TAMBÉM: Testei o novo Ford KA+ com a chave errada. Ou será a chave certa?

Opel Karl Rocks — desde 13 895 euros

Opel Karl Rocks

Lançado em 2015 para ocupar o lugar do Agila, o Opel Karl está agora prestes a reformar-se. O desaparecimento do modelo está marcado para o final deste ano (tal como acontece com o KA+) e deve-se, sobretudo, ao facto de o Karl recorrer a uma plataforma proveniente da GM, algo que obriga a PSA a pagar para a usar.

Ainda assim e até desaparecer da oferta da Opel, o Karl mantém-se disponível com uma versão de visual aventureiro, o Karl Rocks. Equipado com um pequeno motor a gasolina de 1.0 l e 73 cv, o Karl Rocks surge uma maior distância ao solo (+1,8 mm), proteções adicionais da carroçaria, barras no tejadilho e uma posição de condução mais elevada.

ALTERNATIVA: para além do Karl Rocks, a Opel conta ainda na sua gama (e também até ao final do ano) com o Adam Rocks. Disponível na versão Rocks e Rocks S e a partir de 19 585 euros e 23 250 euros (respetivamente), a versão aventureira do Adam pode contar com um motor de 1.0 l de 115 cv ou então com um 1.4 l de 150 cv.

VÊ TAMBÉM: Opel Karl FlexFuel: o Éder dos automóveis

Kia Picanto X-Line — desde 14 080 euros

Kia Picanto X-Line

Apesar do visual aventureiro, o maior ponto de interesse do Picanto X-Line não está à vista mas sim debaixo do capot. Equipado com o competente 1.0 T-GDi de 100 cv, não restam dúvidas de que dos cinco modelos que aqui te apresentamos, o Picanto será o mais despachado de todos.

Aliado ao espevitado motor encontramos um visual robusto, com pormenores off-road como o para-choques com uma parte inferior a imitar uma proteção para o cárter e proteções de plástico nas cavas da roda. Como é habitual na marca sul-coreana, o Picanto X-Line conta com uma garantia de sete anos ou 150 mil quilómetros.

Nota: o preço publicado é com campanha promocional que a marca tem a decorrer.

VÊ TAMBÉM: Kia Picanto X-Line 1.0 T-GDi. Vitamina turbo!

Suzuki Ignis — desde 14 099 euros

Suzuki Ignis

Posicionado acima do espartano Celerio mas ofuscado pelo bem sucedido Jimny, o Suzuki Ignis é daqueles modelos que, apesar do visual engraçado, acabam por passar despercebidos. Com um visual que mistura características de crossover (como a maior altura ao solo) com as de um citadino (como as pequenas dimensões), o Ignis integra esta lista por mérito próprio.

Ao contrário dos modelos de que falámos até agora, o Ignis conta com versões com tração integral (disponíveis a partir de 15 688 euros), que lhe permitem associar o visual aventureiro a reais capacidades fora de estrada. A animar o pequeno citadino nipónico encontramos um 1.2 l de 90 cv associado a uma caixa manual de cinco velocidades.

VÊ TAMBÉM: Quais os carros que oferecem as melhores experiências de condução até 25 mil euros?

Fiat Panda City Cross — desde 14 825 euros

Fiat Panda City Cross

Falar acerca de citadinos de calças arregaçadas e não falar do Fiat Panda é quase como ir a Roma e não ver o Papa. Desde a primeira geração que o Panda conta com versões 4×4 que lhes permite ir mais longe que as ruas e avenidas das cidades — a terceira geração do Panda não é exceção.

VÊ TAMBÉM: Estes são os elétricos com mais autonomia que podes comprar até 50 mil euros

A diferença é que nesta terceira geração podemos ter o aspeto aventureiro sem ser necessário a tração integral. O Panda City Cross é o mais claro exemplo, ao oferecer o visual aventureiro do Cross mas sem a onerosa tração integral.

A animar o Panda City Cross encontramos um pequeno motor a gasolina de 1.2 l e apenas 69 cv. Se queres a experiência total de um Panda off road, estão disponíveis os Panda 4×4 e o Panda Cross, com ambos a recorrer ao 0.9 l TwinAir de 85 cv, custando a partir de 17 718 euros e 20 560 euros, respetivamente.

Sabe esta reposta?
Qual é a capacidade mínima da bagageira do Volkswagen T-Cross?
Oops, não acertou!

Pode encontrar a resposta aqui:

Ao volante do novo T-Cross, o mais pequeno SUV da Volkswagen