BMW M3 da Manhart ficou mais potente que o M5 CS

Estamos a guardar energia para o que mais importa.

Tuning

BMW M3 da Manhart ficou mais potente que o M5 CS

O Manhart MH3 GTR, baseado no M3 Competition, supera em potência até o BMW mais potente da atualidade, o M5 CS.

A Manhart reconheceu que o S58, o seis cilindros em linha biturbo com 3.0 l de capacidade que equipa o BMW M3 Competition, tinha ainda mais para dar e o resultado foi o Manhart MH3 GTR.

Se no M3 Competition o S58 entrega 510 cv e 650 Nm, na mais recente criação da Manhart esses valores sobem para bem mais «gordos» 650 cv e 800 Nm.

Valores que superam até os do BMW M5 CS, que é, por enquanto, o carro de produção mais potente de sempre da marca, que declara 635 cv e 750 Nm extraídos de um maior V8 biturbo de 4,4 l. Ou seja, o que a Manhart propõe é um M3 mais potente que um M5 CS.

A NÃO PERDER: Nem GSI nem OPC mas Opel revela tuning do Astra
Manhart MH3 GTR traseira

Para aumentar a potência do motor do BMW M3 Competition bastou à Manhart instalar no MH3 GTR a sua própria unidade de controlo auxiliar, conhecida como MHtronik, contando ainda com um novo escape.

Dinâmica apurada

Além do aumento da potência, a Manhart também alterou a suspensão do M3 Competition. Assim, o MH3 GTR pode contar com coilovers com componentes da KW ou um kit de rebaixamento da suspensão com molas da H&R.

Sem operar quaisquer alterações ao nível do sistema de travagem, a Manhart acabou por focar os seus esforços no sistema de escape.

Assim, a preparadora alemã oferece várias soluções para o escape do MH3 GTR. A opção «base» recorre a escapes de aço inoxidável com válvulas que controlam o som e saídas de escape com 100 mm de diâmetro.

Já as outras opções passam pela remoção do filtro de partículas e substituição dos catalisadores e ainda por uma versão sem quaisquer catalisadores. Estas duas alterações não estão, previsivelmente, homologadas, tendo como destino outros mercados fora da UE.

VEJAM TAMBÉM: Risco de incêndio. Como a BMW está a lidar com problemas nas baterias dos elétricos iX e i4

O que mais mudou?

As mudanças operadas pela Manhart no exterior do BMW M3 Competition são mais do que evidentes. Começando pela pintura, esta mistura dois tons de cinzento — mais escuro em toda a carroçaria, mais claro nas faixas que se estendem do capô até à tampa da bagageira.

Além disso o MH3 GTR conta com novos componentes em fibra de carbono e, claro está, temos novas jantes de 20”.

Quanto ao interior, as únicas alterações passaram pela adoção dos bancos Recaro Podium com uma estrutura em fibra de carbono e o logótipo da Manhart inscrito nos encostos de cabeça.

Apesar de ter revelado o MH3 GTR, a Manhart ainda não divulgou qual o preço da sua nova criação.

Sabe responder a esta?
Qual era a potência do BMW 333i (E30)?
Não acertou..

Mas pode descobrir a resposta aqui::

BMW 333i (E30). O «primo do M3» que pouca gente conhece

Mais artigos em Notícias