Recharge No modo Recharge está a reduzir a sua pegada ecológica.

Obrigado por guardar energia para o que mais importa.

Uma iniciativa
x

Recharge

Estamos a guardar energia para o que mais importa.

Banco de potência

BMW M3 Competition (G80) também foi ao banco de potência e adivinhem o que aconteceu

Depois do M4 (G82), também o BMW M3 Competition (G80) fez uma "visita" ao banco de potência. Será que também ele tinha "cavalos escondidos"?

É já quase uma tradição. Seja qual for o modelo alemão levado ao banco de potência, por norma, descobre-se que este tem cavalos escondidos. Posto isto, o canal de YouTube AutoTopNL levou o novo BMW M3 Competition (G80) ao banco de potência para ver se cumpre a “tradição”.

Antes de avançarmos para os valores registados no banco de potência, deixem-nos relembrar os valores oficiais. Segundo a BMW, o seis cilindros em linha biturbo com 3.0 l de capacidade usado pelo M3 Competition debita 510 cv e 650 Nm, números que lhe permitem cumprir os 0 aos 100 km/h em 4s.

Após o teste, sem grande surpresa, o M3 Competition também debitou mais potência que a anunciada. No total, a potência máxima registada ficou-se pelos 545 cv e o binário subiu até aos 703 Nm, ou seja, mais 35 cv e 53 Nm que os valores oficiais. Já a potência às rodas (contando com as perdas de transmissão) fixou-se nos 466,5 cv.

VEJA TAMBÉM: Inédito. BMW M3 Competition e M4 Competition ganham tração às quatro rodas
Gráfico BMW M3 Competition
O gráfico com os valores registados no banco de potência.

Cuidado com os números

Apesar de serem impressionantes, os valores obtidos no banco de potência devem ser “lidos” com a devida prudência. Afinal de contas, estes testes não são uma ciência exata e há margens de erro dos equipamentos de medição e variáveis que têm de ser tidas em linha de conta (a quilometragem, o combustível usado, etc).

Ainda assim, não deixa de ser impressionante confirmar quase sempre que os modelos da BMW M visitam um banco de potência os valores obtidos sejam bastante superiores aos anunciados. Se bem se recordam além do M4 (G82) de que falámos há uns tempos também vimos um exemplar do BMW M5 (F90) que acusou mais 100 cv.

Quanto à razão pela qual as marcas serem algo conservadoras no que aos valores oficiais diz respeito, tal deve-se à necessidade de cobrir todas as discrepâncias que possam surgir — nunca há dois motores verdadeiramente iguais. Desta forma, ao “apontar para baixo” é possível garantir que, no mínimo, os números oficiais são atingidos.

Curiosamente, apesar de ter mais potência que a anunciada, a diferença de valores medida neste M3 Competition é consideravelmente inferior à registada no M4 (G82) “normal”, ou seja, o de 480 cv de potência.

Sabe responder a esta?
Qual era a potência do BMW 333i (E30)?
Não acertou..

Mas pode descobrir a resposta aqui::

BMW 333i (E30). O «primo do M3» que pouca gente conhece

Mais artigos em Notícias