Rodin FZero. "Batmobile" neo-zelandês para as pistas promete 4000 kg de downforce

Estamos a guardar energia para o que mais importa.

Apresentação

Rodin FZero. “Batmobile” neo-zelandês para as pistas promete 4000 kg de downforce

O Rodin FZero é um hipercarro pensado para circuitos e junta um motor V10 biturbo a um motor elétrico, para uma potência máxima de 1176 cv.

Ainda em 2019, quando anunciou o FZED, um monolugar apenas para as pistas baseado no Lotus T125, a Rodin Cars prometeu um hiperdesportivo capaz de bater o Aston Martin Valkyrie e aqui está ele: o Rodin FZero.

O FZero é uma afirmação ambiciosa por parte desta empresa neozelandesa e promete números verdadeiramente alucinantes, a começar logo pela força descendente (downforce) que é capaz de gerar: 4000 kg.

Estamos a falar de um número mais de cinco vezes superior à massa de todo o conjunto, que anuncia escassos 698 kg já com todos os fluídos. É menos do que pesa, por exemplo, um Fórmula 1 da era atual.

A NÃO PERDER: Pagani recusa-se a fazer hipercarros elétricos. Saibam porquê
Rodin FZero de cima
Parece estar incompleto, mas é mesmo assim… carenagens apenas onde é estritamente necessário.

Para alcançar até quatro toneladas de downforce (este valor varia de acordo com a configuração usada) o Rodin FZero faz-se valer sobretudo da sua asa traseira de proporções épicas, quase a fazer lembrar os Batmobile do cinema.

Com uma imagem derivada da de protótipos de competição, este hipercarro (com lugar apenas para uma pessoa) só para circuitos é muito leve, mas está longe de ser pequeno, uma vez que tem 5,5 m de comprimento, 2,2 m de largura e uma distância entre eixos de 3,0 m. Já a altura fica-se pelos 1,13 m.

Rodin FZero traseira

Muito largo e agressivo, o FZero destaca-se ainda por recorrer de forma intensiva à fibra de carbono e por equipar jantes de 18″ forjadas em magnésio da OZ Racing, com um acabamento dourado que não passa despercebido.

Rodin FZero dianteira

Um «coração» gigante, do tamanho de um V10 biturbo

Mas deixámos o melhor para o fim, o motor que anima este «monstro». Trata-se de um V10 biturbo com 4,0 l de capacidade e produz uns notáveis 1000 cv de potência às 9000 rpm — mas é capaz de fazer 10 000 rpm — e 910 Nm de binário máximo às 7250 rpm.

Notavelmente, este 4.0 V10 biturbo «acusa» apenas 132 kg na balança, menos que muitos motores de quatro cilindros de hoje.

LEIAM TAMBÉM: RB17, o primeiro hipercarro da Red Bull chega em 2025 com mais de 1115 cv

Construído pela própria Rodin Cars, este bloco de 10 cilindros conta ainda com o auxílio de um motor elétrico de 130 kW, que ajuda a elevar a potência total da unidade motriz para os 1176 cv e o binário máximo até aos 1026 Nm.

Rodin FZero motor V10

Graças a estes números, a Rodin Cars garante que o FZero será capaz de ultrapassar os 360 km/h de velocidade máxima, mas não faz qualquer previsão face ao que este «monstro» para as pistas poderá conseguir fazer no sprint dos 0 aos 100 km/h.

Quanto vai custar o Rodin FZero?

A Rodin já fez saber que quer construir apenas 27 exemplares do FZero e que o primeiro estará pronto no verão do próximo ano.

Quanto ao preço, deverá rondar os 2,2 milhões de dólares, qualquer coisa como 2,13 milhões de euros.

Sabe responder a esta?
Porque outro nome era conhecido o Fiat Cinquecento Sport?
Não acertou..

Mas pode descobrir a resposta aqui::

Lembras-te deste? Fiat Cinquecento Sport (mas só em Portugal)

Mais artigos em Notícias