Arranque a Frio. Fiat 500 faz 15 anos e continua a vender como se fosse novo

Estamos a guardar energia para o que mais importa.

Arranque a Frio

Fiat 500 faz 15 anos e continua a vender como se fosse novo

A segunda geração do Fiat 500 foi lançada há 15 anos e continua em comercialização, com enorme sucesso. Um caso raro na indústria.

Foi precisamente no dia 4 de julho de 2007 que foi revelado ao mundo um novo Fiat 500, feito à imagem do Nuova 500 de 1957, que tinha sido lançado exatamente 50 anos antes.

Já passaram 15 anos, mas ainda continua à venda. E isto apesar de já ter sido lançada a terceira geração (em 2020), exclusivamente elétrica, com as duas gerações do icónico citadino a serem vendidas atualmente em paralelo.

O Fiat 500 já acumulou 2,5 milhões de unidades desde 2007 e as vendas europeias mantém-se elevadas, apesar de ser o mais caro do segmento — partilha com o Panda a liderança no segmento A —, indo contra tudo o que se diz sobre o comportamento da carreira comercial de um modelo.

TÊM DE VER: Olivier François, CEO da FIAT: “Segmento A dos carros simples vai morrer. Serão substituídos por quadriciclos”

A sua carreira ainda vai-se prolongar por mais algum tempo, e só então passará em definitivo o testemunho à terceira geração.

A nova geração do 500, apenas e só elétrica, ainda não consegue os volumes de vendas do antecessor, mas já é um dos três elétricos mais vendidos na Europa ( dados do primeiro semestre de 2022), sendo mesmo o mais vendido na Alemanha e Itália, e está no pódio em França e Espanha.

O novo 500 elétrico já acumulou mais de 100 mil unidades vendidas desde 2020 e está presente em 38 mercados (distribuídos pela Europa, América Latina, Médio Oriente e Japão).


Sobre o “Arranque a Frio”. De segunda a sexta-feira na Razão Automóvel, há um “Arranque a Frio” às 8h30 da manhã. Enquanto bebe o seu café ou ganha coragem para começar o dia, fique a par de curiosidades, factos históricos e vídeos relevantes do mundo automóvel. Tudo em menos de 200 palavras.

Mais artigos em Notícias