O Fiat Tipo mais especial de todos? Esta é a unidade um milhão e foi de Nigel Mansell

Estamos a guardar energia para o que mais importa.

Leilão

O Fiat Tipo mais especial de todos? Esta é a unidade um milhão e foi de Nigel Mansell

O Fiat Tipo n.º 1 000 000, que teve como primeiro dono o piloto e campeão de Fórmula 1, Nigel Mansell, está à venda.

O primeiro Fiat Tipo não parece, à primeira vista, o típico modelo que entre rapidamente no radar de qualquer colecionador, mas este exemplar de 1990 pode ser bem diferente.

Afinal trata-se da unidade número um milhão do familiar italiano, mas a «cereja no topo do bolo» é mesmo o facto de ter tido como primeiro dono, nada mais, nada menos que Nigel Mansell, campeão do Mundo de Fórmula 1 em 1992.

Mas como é que Mansell acabou por ser dono de um modesto Fiat Tipo?

VEJAM TAMBÉM: Testámos o FIAT Tipo Cross. A versão com melhor relação qualidade/preço?

Temos de recuar a 1990, em que Nigel Mansell corria pelo segundo ano na Scuderia Ferrari — e com Alain Prost, campeão do mundo, como companheiro de equipa.

Não foi um campeonato fácil para Mansell, contando com sete desistências no ano, muito por culpa da falta de fiabilidade do monolugar de Maranello. Mas nos Grandes Prémios que terminou, ficou sempre numa posição elevada, conquistando vários pódios e até a vitória no GP de Portugal.

Contas feitas, no final do campeonato, Nigel Mansell acabaria em quinto lugar; Prost, no outro Ferrari, ficou em segundo; e Ayrton Senna, em McLaren, conquistaria o seu segundo campeonato de Fórmula 1.

Motor 1.8 i.e Fiat

Pela performance conseguida durante este difícil campeonato, Nigel Mansell foi brindado com o Fiat Tipo n.º 1 000 000 — um 1.8 i.e. DGT, de 109 cv de potência e caixa manual de cinco velocidades — entregue ao piloto a 9 de setembro de 1990 pelo diretor geral da Fiat na altura, Cesare Romiti, após o fim do GP de Itália (Monza).

O Fiat Tipo “Nigel Mansell”

Este Fiat Tipo destacava-se não só por ser a milionésima unidade produzida, como por ser único em vários aspetos.

TÊM DE VER: Tecnologia FIRE. O «supermotor» da FIAT que todos deviam idolatrar

A começar pela sua cor, British Racing Green, que não estava disponível no Tipo — Prost também recebeu um Fiat Tipo idêntico na ocasião, mas era de cor azul —, assim como pelo seu interior com revestimento em pele. O volante está à direita e traz ainda um teto de abrir.

De realçar ainda que, por ser um DGT, este Fiat Tipo vinha equipado com um painel de instrumentos digital, uma raridade na época e que era um dos chamarizes do modelo.

Apesar de ser de 1990, o primeiro registo é de janeiro de 1992 e o carro esteve com Nigel Mansell até novembro de 1993, com vários documentos a comprová-lo. Foi então adquirido por alguém na Ilha de Man e registava apenas 684 km.

Só voltaria a mudar de mãos em 2003, quando foi adquirido por um concessionário da Fiat em Guernsey, Ilhas do Canal. Hoje ainda mantém o registo de Guernsey, mas este Fiat Tipo “Nigel Mansell” encontra-se atualmente nos Países Baixos.

Placa a identificar modelo

De acordo com o anúncio publicado no Catawiki, o carro, agora com perto de 82 mil quilómetros, apresenta uma boa condição superficial, mas também tem alguns sinais de desgaste e pontos de corrosão por baixo.

Estima-se que o preço deste muito especial Fiat Tipo que já foi de Nigel Mansell alcance um valor entre 8000 euros e 10 000 euros. À altura da publicação deste artigo, quando ainda faltam 10 dias para acabar o leilão — termina no próxima dia 24 de junho — a licitação mais alta é de 6000 euros.

Mais artigos em Notícias