Citroën C4 X. Tem «genes» de berlina e de SUV e por cá será apenas elétrico

Estamos a guardar energia para o que mais importa.

Apresentação

Citroën C4 X. Tem «genes» de berlina e de SUV e por cá será apenas elétrico

O Citroën C4 X estará disponível em Portugal apenas na versão elétrica, por isso vamos conhecê-lo como ë-C4 X.

A Stellantis continua a apostar no novo sub-segmento das berlinas crossover e, depois dos Citroën C5 X e do Peugeot 408, revelou mais uma proposta para este nicho de mercado: o Citroën C4 X, um modelo que fomos conhecer ao vivo e do qual brevemente vamos ter um vídeo no nosso canal de YouTube.

Produzido em Espanha na mesma fábrica de onde sai o C4, o novo Citroën C4 X é idêntico a este até ao pilar B.

A partir daí encontramos uma carroçaria fastback que fez o C4 X crescer até aos 4600 mm de comprimento, ou seja, é 240 mm mais comprido que o C4 e 200 mm mais curto que o C5 X, posicionando-se entre ambos na gama da Citroën.

A NÃO PERDER: Adeus, Grand C4 SpaceTourer. Citroën «reforma» o seu MPV
Citroën C4 X
Na dianteira o novo C4 X é idêntico ao C4.

Desenvolvido com base na plataforma CMP, o novo C4 X (ou ë-C4 X, como o conheceremos em Portugal) apresenta a mesma distância entre eixos do C4, 2670 mm.

Graças ao aumento do comprimento, a Citroën pôde focar-se em melhorar o espaço para as pernas dos passageiros dos lugares posteriores bem como a capacidade da bagageira.

Citroën C4 X
Uma berlina de «calças arregaçadas», o C4 X aposta nesta fórmula.

No primeiro caso, os ganhos foram de 198 mm ao nível do espaço para os joelhos, algo conseguido, parcialmente, com o aumento da inclinação dos bancos em 27º. Já a bagageira oferece 510 l, mais 130 l do que no C4 que já testámos.

Diferente, mas só a partir do meio

Como referi, até ao pilar B o Citroën C4 X é em praticamente igual ao C4, mantendo a secção dianteira do hatchback com «genes de crossover» que em maio foi o elétrico mais vendido em Portugal.

Já a partir do pilar B destaca-se o perfil descendente do tejadilho e na traseira os novos faróis LED, novo para-choques e ainda os acabamentos em preto inspirados nos usados no C5 Aircross.

Também no interior as semelhanças entre o C4 e o novo C4 X são «a norma», com exceção a ser o novo ecrã de 10” que alberga o também novo sistema de infoentretenimento MyCitroën Drive Plus estreado pelo C5 X.

Em Portugal só como elétrico

Tal como referi, em Portugal o novo Citroën C4 X estará apenas disponível na versão elétrica, sendo por isso conhecido no nosso país como ë-C4 X.

Nesta variante, o modelo gaulês apresenta-se com um motor elétrico de 136 cv (100 kW) e 260 Nm que lhe permite cumprir os 0 aos 100 km/h em 9,5s e atingir os 150 km/h de velocidade máxima.

Citroen C4 X
Por cá o novo modelo francês estará disponível apenas na versão elétrica, conhecida como ë-C4 X.

A alimentar o motor elétrico encontramos uma bateria de iões de lítio com 50 kWh de capacidade que lhe permite percorrer até 360 km entre carregamentos.

O incremento de autonomia face ao ë-C4 foi conseguido, em parte, graças ao melhor coeficiente aerodinâmico, que se fixou nos 0.29.

Com uma garantia de 160 mil quilómetros ou oito anos, a bateria do novo ë-C4 X pode ser recarregada num posto rápido com até 100 kW de potência (bastam 30 minutos para repor 80% da carga), num carregador de 7,4 kW (demora 7,5 horas, de 11 kW (demora 5 horas) e ainda numa tomada doméstica.

Quanto à restante gama de motorizações — que não teremos em Portugal —, essa é constituída pelo 1.2 Puretech em dois níveis de potência (100 e 130 cv) e pelo 1.5 BlueHDi de 130 cv.

Para já ainda não foram divulgados os preços do novo Citroën ë-C4 X nem a data em que este «irmão mais novo» do C5 X deverá chegar ao mercado nacional.

Sabe responder a esta?
Qual era a potência do Citroën Xantia Activa V6?
Não acertou..

Mas pode descobrir a resposta aqui::

Citroën Xantia Activa V6 ou a arte de curvar sobre carris

Mais artigos em Notícias