Escolha não falta. Kia Niro chega como híbrido, híbrido plug-in ou elétrico

Estamos a guardar energia para o que mais importa.

Apresentação

Escolha não falta. Kia Niro chega como híbrido, híbrido plug-in ou elétrico

Tal como na primeira geração, o novo Kia Niro apresenta-se com três formas diferentes de eletrificação. Chega a Portugal em junho.

Há já quase meio ano que conhecemos as linhas do novo Kia Niro, mas só agora é que ficámos a conhecer as suas principais especificações técnicas.

Com chegada a Portugal prevista já para o próximo mês de junho, a segunda geração do crossover sul-coreano continua a apresentar-se com uma versão híbrida, outra híbrida plug-in e ainda uma variante 100% elétrica.

Face ao antecessor, o novo Niro é cerca de 65 mm mais comprido (4420 mm contra 4375 mm) e tem mais 20 mm de distância entre eixos (2720 mm face aos 2700 mm do antecessor), um crescimento que se reflete nas cotas de habitabilidade.

A NÃO PERDER: Kia Sorento PHEV testado. É o mais potente e caro dos Sorento, mas será a escolha certa?
Kia Niro

Sempre eletrificado

Das três motorizações eletrificadas que animam o novo Kia Niro, é a 100% elétrica que recebe a maior atenção.

O Kia Niro EV tem um motor elétrico com 150 kW (204 cv) e 255 Nm e a alimentá-lo encontramos uma bateria com 64,8 kWh de capacidade que lhe permite percorrer até 460 km entre carregamentos.

A bateria pode ser recarregada em carregadores rápidos com até 85 kW (corrente contínua) de potência. Nestes são precisos apenas 45 minutos para recarregar entre 10% e 80%. Já num carregador de 11 kW (corrente alternada) é possível recarregar em menos de sete horas.

Passando para as versões híbridas que combinam um motor de combustão com um motor elétrico, ambas recorrem ao 1.6 GDI a gasolina — quatro cilindros em linha naturalmente aspirado — com 105 cv e 147 Nm.

VEJAM TAMBÉM: Já conduzimos o novo Kia Sportage. Mais europeu que nunca, mas convenceu?

No caso do Niro HEV (híbrido) o motor a combustão é associado a um motor elétrico com 32 kW (44 cv) e 170 Nm, alimentado por uma pequena bateria de iões de lítio com 1,32 kWh de capacidade. Tudo isto resulta numa potência máxima combinada de 141 cv.

Já no Niro PHEV (híbrido plug-in) o motor de combustão interna «casa» com um motor elétrico de 62 kW (83 cv) e 203 Nm. A alimentar este motor está uma bateria de iões de lítio com 11,1 kWh de capacidade (no antecessor era de 8,9 kWh) que permite percorrer até 65 km em modo 100% elétrico.

Além do motor de combustão, as versões híbrida e híbrida plug-in do Niro partilham ainda a segunda geração da caixa automática de seis velocidades de dupla embraiagem da Kia.

Kia Niro

O grande destaque desta transmissão é o facto de ter eliminado a marcha-atrás, perdendo 2,3 kg no processo. Desta forma, para efetuar marcha-a-ré, os Niro híbridos recorrem à potência do motor elétrico.

Por fim, no caso do Niro PHEV há ainda a destacar a estreia do opcional aquecedor de alta tensão com Coeficiente de Temperatura Positivo (PTC) e 5,5 kWh, que permite usufruir do modo totalmente elétrico durante mais tempo em tempo frio.

Quando chega?

Como já foi referido antes, o novo Kia Niro começa a chegar já no próximo mês de junho, mas ainda não foram anunciados preços para a segunda geração do crossover eletrificado da marca sul-coreana.

Sabe responder a esta?
Qual é a capacidade do Kia XCeed PHEV?
Não acertou..

Mas pode descobrir a resposta aqui::

Agora também como híbrido plug-in. Testámos o Kia XCeed PHEV

Mais artigos em Notícias