Fisker PEAR. Chega em 2024 mas reservas para o Fisker mais barato já abriram

Estamos a guardar energia para o que mais importa.

Antevisão

Fisker PEAR. Chega em 2024 mas reservas para o Fisker mais barato já abriram

Com o Ocean a chegar ao mercado este ano, a Fisker levanta a ponta do véu sobre o novo PEAR, o seu futuro modelo de entrada previsto para 2024.

O Fisker PEAR será o degrau de acesso da jovem marca e juntar-se-á ao SUV Ocean em 2024, e ainda ao Ronin, um super-GT 100% elétrico com chegada prometida para o mesmo ano.

A ambição para o PEAR é grande. A Fisker promete um preço de entrada de 29 900 dólares sem incentivos — aproximadamente 27 900 euros — e uma cadência anual mínima de 250 mil unidades por ano.

Tal como o Ocean será produzido pela Magna-Steyr na Áustria, também a produção do mais pequeno PEAR será entregue a um parceiro, neste caso a chinesa Foxconn, que o produzirá no estado do Ohio, nos EUA.

VEJAM TAMBÉM: Entrevistámos Henrik Fisker. “Desenvolvemos o elétrico mais sustentável do mundo”
Fisker PEAR

A gigante chinesa adquiriu recentemente a ex-fábrica da General Motors, que estava desde 2019 nas mãos da Lordstown Motors — uma startup automóvel que prepara-se para produzir uma pick-up elétrica, a Endurance, este ano — por 230 milhões de dólares (214,3 milhões de euros). As instalações ocupam uma área de 5,76 milhões de metros quadrados.

O que já sabemos?

De momento pouco foi avançado sobre o novo Fisker PEAR, mas Henrik Fisker, o responsável máximo da marca norte-americana, promete um veículo inovador:

"O PEAR será um veículo elétrico revolucionário que não encaixará em nenhum segmento existente. O design exterior integrará nova tecnologia de iluminação e um para-brisas envolvente inspirado pela canópia de vidro de um planador, melhorando a visibilidade frontal."

Henrik Fisker, presidente e diretor executivo da Fisker

Henrik Fisker recorreu às redes sociais para nos elucidar mais um pouco sobre o novo modelo.

Será uma espécie de crossover elétrico, de aspeto e condução com tónica desportiva, com quatro portas e cinco lugares, e, como já foi referido, um pára-brisas envolvente.

Fisker… Pêra!?
Apesar de PEAR significar pêra em inglês, é na realidade um acrónimo para Personal Electric Automotive Revolution, o mesmo que Revolução Automóvel Elétrica Pessoal. 

As rodas serão «empurradas» para os cantos da carroçaria — terá à volta de 4,5 m de comprimento — e promete inovar no acesso à bagageira, que não será feito através de um portão convencional.

Assentará sobre uma nova arquitetura própria e que, além do PEAR, dará origem a mais dois modelos que chegarão mais tarde. Por agora não foram avançadas mais características técnicas, como motorizações, baterias ou autonomia.

Para conseguir que o PEAR tenha um preço base de 29 900 dólares, apesar das promessas de integrar soluções e materiais sustentáveis e muita tecnologia, a Fisker evidencia o foco na produção do veículo, redefinindo-a para reduzir esses custos.

O PEAR promete, assim, reduzir o número de partes do veículo e a sua simplificação, compensando com a “adição de tecnologia e características únicas para substituir a tradição”, como se pode ler numa das publicações da empresa nas redes sociais.

Reservas abertas

O Fisker PEAR tem chegada prometida em 2024, mas fica por confirmar a data de chegada à Europa e Portugal assim como o seu preço final — o preço anunciado de 29 900 dólares aponta para o mercado norte-americano.

Antes de vermos o modelo de produção, o PEAR será antecipado, provavelmente ainda este ano, por um protótipo muito aproximado do final.

A marca norte-americana, no entanto, já abriu as reservas para o seu novo modelo, que podem ser efetuadas no seu website. A primeira reserva é de 250 dólares (233 euros) e a segunda de 100 dólares (93 euros).

Mais artigos em Notícias