Nível de óleo do motor. Como verificá-lo e porque é importante fazê-lo

Estamos a guardar energia para o que mais importa.

Dicas

Nível de óleo do motor. Como verificá-lo e porque é importante fazê-lo

Verificar o nível de óleo do motor é uma tarefa fácil e pode ajudar a prolongar o tempo de vida útil do motor. Neste artigo explicamos como.

Para a maioria dos petrolhead verificar o nível de óleo do motor é uma tarefa tão fácil que podemos ser levados a deduzir que todos os condutores a sabem levar a cabo.

Contudo, não nos podemos esquecer que há quem não trata o seu automóvel por «tu» e para quem estas pequenas tarefas rotineiras não são assim tão fáceis.

É precisamente para essas pessoas que elaborámos este artigo, tal como o fizemos há uns tempos sobre como verificar e ajustar a pressão dos pneus.

A NÃO PERDER: Bateria descarregada! E agora, o que fazer?
Nível de óleo
Estão a ver aquela luz que parece uma lamparina do lado direito? Se ficar ligada depois de colocarem o carro a trabalhar é provável que o nível de óleo não seja o correto.

A importância do óleo

Pode parecer uma analogia exagerada, mas a verdade é que o óleo é uma espécie de «sangue do automóvel». A sua função é muito simples, mas crucial ao bom funcionamento de qualquer motor de combustão.

O óleo encarrega-se de lubrificar as peças metálicas que compõem o motor, evitando que haja um nível excessivo de fricção entre elas.

A insuficiência de lubrificação ou mesmo a sua ausência pode levar ao desgaste prematuro dessas peças ou até, em casos extremos, à destruição do motor devido ao aumento da temperatura causado pela fricção.

Mas existem outras funções desempenhadas pelo óleo. A primeira é a de arrefecimento do próprio motor. Apesar de grande parte do calor gerado pela combustão ser expulso pelos gases de escape e dissipado pelo circuito de refrigeração, entre 5% e 10% desse calor é também transferido para o lubrificante.

Além disto, o óleo é também responsável por impedir a passagem dos gases para o cárter no momento da combustão/expansão. Fá-lo graças à película lubrificante que se forma entre os segmentos, as paredes do cilindro e o êmbolo.

Por fim, o óleo também tem uma função de agente de limpeza do próprio motor, removendo os resíduos da combustão e, claro está, protegendo contra a corrosão — a alta temperatura, os produtos resultantes da combustão podem ser corrosivos.

Porquê rever o nível de óleo do motor?

Tendo em conta todos estes «papéis» que o óleo do motor desempenha, não é difícil perceber a importância de verificar o seu nível de forma periódica, de modo a mantê-lo sempre nos níveis corretos.

Não o podemos fazer somente na revisão periódica do nosso veículo? Não o recomendamos. Isto porque apesar de o sistema de lubrificação ser um sistema fechado, costuma haver sempre algum consumo de óleo por parte do motor, mesmo que seja em quantidades muito pequenas.

Mudança de óleo

Contudo, em motores com muitos quilómetros esse consumo pode ser mais elevado ou, pior ainda, pode haver lugar a perdas de óleo que, por norma, deixam a sua «marca» no chão quando estacionamos.

Já sempre que se verifique um consumo de óleo superior a um litro de óleo por cada 1000 km, o melhor mesmo é levar o carro a uma oficina para perceber o que se passa de errado com o motor.

Como verificar o nível de óleo do motor

Verificar o nível de óleo do motor é uma tarefa particularmente simples e pode ser resumido em poucos passos.

1 — Estacionar num lugar plano. Assim o óleo não se acumula numa zona específica do cárter, o que poderia originar leituras incorretas.

2 — Motor frio ou quente? Varia de modelo para modelo e podem sabê-lo consultando o manual do carro.

Há construtores que aconselham a fazê-lo com o motor frio, antes de ligar o carro (pois o óleo terá escorrido todo para o cárter), enquanto outros aconselham fazê-lo alguns minutos após desligar o motor (à temperatura normal de funcionamento).

BMW M850i xDrive vareta do óleo
Aqui está a vareta do óleo.

3 — Encontre a vareta medidora do nível do óleo e retire-a. Depois de encontrada (localização varia de motor para motor), retire a vareta e limpe-a com um pano (o papel de cozinha também é uma boa opção) e volte a inseri-la totalmente.

4 — Retire novamente a vareta. Depois de o fazer, podemos ver que apenas a extremidade da vareta tem óleo, e que esta apresenta uns indicadores ou marcas que indicam o nível mínimo e máximo de óleo.

Preste especial atenção a elas: o ideal é que o nível de óleo se encontre entre esses dois indicadores ou marcas.

Se estiver próximo do indicador mínimo ou abaixo deste, deve-se repor o nível de óleo de motor — com óleo de referência igual ao usado pelo carro, é claro. Se estiver acima do nível máximo, também merece a nossa atenção e convém levar o nosso veículo a uma oficina para retirar o excesso.

Porquê? Primeiro porque este pode causar uma sobrecarga do sistema de lubrificação. Além disto, o excesso de óleo pode também causar danos no catalisador e no sistema de escape, influenciando ainda as emissões de gases poluentes.

Sabe responder a esta?
Qual foi o primeiro modelo a recorrer a um motor Diesel de injeção direta?
Não acertou..

Mas pode descobrir a resposta aqui::

Fiat. A marca que «inventou» os motores Diesel modernos

Mais artigos em Autopédia