Mercedes-AMG C 43. Adeus V6, olá quatro cilindros com turbo elétrico

Estamos a guardar energia para o que mais importa.

Apresentação

Mercedes-AMG C 43. Adeus V6, olá quatro cilindros com turbo elétrico

Apesar de abdicar do V6 em detrimento do quatro cilindros usado pelo SL 43, o novo Mercedes-AMG C 43 é mais potente que o antecessor.

O Mercedes-AMG C 43 4MATIC acaba de ser revelado e, tal como já se adivinhava, abdicou do V6 do antecessor e apresenta-se com um quatro cilindros.

Contudo, este não é um «quatro cilindros qualquer». Nesta nova geração o C 43 4MATIC recorre ao M 139 estreado no A 45 — aqui chamado de M 139L, devido ao posicionamento longitudinal no Classe C —, e que evoluiu no SL 43 ao ser associado a um sistema mild-hybrid e a um turbo elétrico.

Este «casamento» oferece ao Mercedes-AMG C 43 4MATIC uma potência máxima de 408 cv às 6750 rpm e um binário máximo de 500 Nm às 5000 rpm. Valores superiores aos 381 cv e 480 Nm debitados pelo mesmo motor no SL 43 e superior em potência ao anterior V6 do C 43 4MATIC, que anunciava 390 cv e 520 Nm.

A NÃO PERDER: É o primeiro turbo elétrico do mundo. Como funciona a tecnologia da Mercedes-AMG
Mercedes-AMG C 43 4MATIC (1)
O C 43 4MATIC está disponível no formato carrinha e berlina.

Mild-hybrid e turbo elétrico

Como no SL 43, o turbocompressor é «alimentado» por um sistema elétrico auxiliar de 48 V. O motor-gerador ligado por correia (BSG ou Belt driven Starter Generator) oferece um boost momentâneo de 14 cv.

Ainda acerca do turbocompressor, que se baseia na tecnologia usada na Fórmula 1, este integra um motor elétrico — posicionado entre o rotor da turbina e o rotor do compressor — que lhe permite girar até às 175 000 rpm. Recorde-se que no SL 43 o «limite» estava nas 170 000 rpm.

Mercedes-AMG C 43 4MATIC (1)
Não parece, mas é mesmo um quatro cilindros.

Por fim, a transmissão está a cargo da caixa automática de nove relações AMG SPEEDSHIFT que envia o binário às quatro rodas.

Tudo isto permite ao modelo alemão cumprir os 0 aos 100 km/h em 4,6s e 4,7s, respetivamente, berlina e carrinha, e alcançar os 250 km/h de velocidade máxima (limitada) valor que com o opcional “AMG Driver’s Package” sobe para os 265 km/h.

«Agarrado à estrada»

Além do sistema de tração integral, o Mercedes-AMG C 43 4MATIC tem mais alguns «ingredientes» para assegurar que o seu desempenho dinâmico está à altura das prestações.

Assim, além de contar com o sistema de suspensão adaptativa AMG RIDE CONTROL o modelo germânico conta, pela primeira vez, com um sistema de direção às quatro rodas que roda o eixo traseiro até 2,5º.

Mercedes-AMG C 43 4MATIC (5)

Já a pensar naqueles que vão sentir saudades do som do anterior V6, a Mercedes-AMG equipou o C 43 4MATIC com um sistema de escape adaptativo que altera a sua sonoridade consoante o regime do motor e o modo de condução selecionado.

Se isto não chegar, há ainda o opcional AMG Real Performance Sound que recorre ao sistema de som para projetar no habitáculo a sonoridade do motor.

Visual à altura

Visualmente, não faltam fatores diferenciadores ao novo Mercedes-AMG C 43 4MATIC. Na dianteira destacam-se a grelha “Panamericana” e o novo para-choques.

Na traseira encontramos um difusor e ainda quatro saídas de escape. De série as jantes são de 18”, mas podem ser de 19” ou 20” em opção.

Já no interior os bancos são específicos da AMG, há pespontos em vermelho, um volante de base plana que integra o comando dos modos de condução e ainda uma série de modos específicos no sistema de infoentretenimento MBUX.

Quando chega?

Entre os principais rivais do novo Mercedes-AMG C 43 4MATIC encontram-se os seus compatriotas BMW M340i xDrive e Audi S4. O modelo bávaro apresenta-se com um seis cilindros em linha de 3.0 l que debita 374 cv e 500 Nm sem qualquer tipo de eletrificação.

O Audi S4 também conta com seis cilindros, mas estes dispõem-se em V e o motor é alimentado (na Europa) a… gasóleo. No total este 3.0 V6 debita 341 cv e 700 Nm de binário.

Por enquanto ainda não sabemos quanto vai custar o novo Mercedes-AMG C 43 4MATIC, nem quando vai chegar ao mercado nacional.

Sabe responder a esta?
Qual era a potência do Mercedes-Benz E 50 AMG (W210)?
Não acertou..

Mas pode descobrir a resposta aqui::

Lembras-te deste? Mercedes-Benz E 50 AMG (W210)

Mais artigos em Notícias