Renault diz adeus ao Talisman nas próximas semanas

Estamos a guardar energia para o que mais importa.

Produção

Renault diz adeus ao Talisman nas próximas semanas

O Renault Talisman vai deixar de ser produzido nas próximas semanas, depois de uma carreira de seis anos e meio.

O Renault Talisman já não aparece no catálogo da marca francesa na Europa e deve deixar de ser produzido nas próximas semanas, consolidando assim um adeus que já se vinha a «desenhar» desde 2020.

Nessa altura, Ali Kassai, que na época era o diretor de produto e programas do Grupo Renault, tinha traçado o destino a vários modelos da marca, entre ele o Talisman.

Agora, depois de seis anos e meio no mercado, quer a berlina quer a carroçaria mais familiar (Sport Tourer) vão dizer adeus em definitivo, abrindo espaço para novas propostas dentro da gama da marca gaulesa.

A NÃO PERDER: Renault Austral. Já sabemos quando vai ser revelado
Renault Talisman

E não é apenas na gama que este Talisman vai abrir espaço. Importa recordar que este modelo era produzido na unidade de Douai, em França, onde agora será construído o novo Mégane E-Tech Electric.

No verão, o Renault Espace, que também é produzido nesta fábrica, também deixa de ser produzido, tal como o Grand Scénic, que diz adeus no final do ano.

Renault Talisman

Aposta de Ghosn

Pensado para fazer frente às berlinas alemãs, o Talisman foi uma aposta dos tempos de Carlos Ghosn e contava com um novo design, com muito espaço e com vasta tecnologia para suceder ao Laguna.

LEIAM TAMBÉM: Renault quer ser 100% elétrica em 2030, mas…

Lançado em 2015, esteve sempre disponível com dois tipos de carroçaria, uma berlina de quatro portas e uma carrinha (Sport Tourer), e tinha por base a plataforma CMF-CD (desenvolvida a meias entre a Renault e a Nissan), que a Renault tinha estreado na Renault Espace.

Renault Talisman
Para o interior, a Renault apostou na tecnologia e no vasto equipamento.

Foi perdendo espaço e presença ao longo dos anos e em 2021, por exemplo, não foi além das seis mil unidades vendidas na Europa, um número que ajuda a explicar esta «despedida», sem deixar um sucessor direto.

Sabe responder a esta?
Em que ano nasceu a Renault Sport?
Não acertou..

Mas pode descobrir a resposta aqui::

No adeus aos Renault Sport, recordamos 5 dos mais especiais

Mais artigos em Notícias