BMW i3 vai deixar de ser produzido sem deixar sucessor

Recharge No modo Recharge está a reduzir a sua pegada ecológica.

Obrigado por guardar energia para o que mais importa.

Uma iniciativa
x

Recharge

Estamos a guardar energia para o que mais importa.

Fim da linha

BMW i3 vai deixar de ser produzido sem deixar sucessor

O i3, o primeiro elétrico da BMW, vai ser substituído indiretamente pelo inédito BMW iX1 e pelo MINI Electric.

A BMW prepara-se para encerrar a produção do i3 dentro de seis meses, depois de uma carreira de nove anos e de aproximadamente 250 000 unidades vendidas.

A informação é avançada pelos britânicos da Autocar, citando um porta-voz da BMW que confirma a saída do último exemplar do i3 da linha de produção da BMW em Leipzig, na Alemanha, em julho, antes de uma “reorganização das instalações em preparação para o início da produção do próximo MINI Countryman“.

A expansão da gama de elétricos da BMW também foi um dos motivos na base desta decisão: “Até ao final deste ano, o grupo BMW terá seis modelos elétricos no mercado, com esse número a crescer para 13 em 2023”, afirmou o referido porta-voz da marca de Munique.

A NÃO PERDER: Revelado! Este é o outro BMW i3, o anti-Tesla Model 3 para a China
BMW i3s
O visual distinto do BMW i3 nunca deixou ninguém indiferente. © Raul Mártires / Razão Automóvel

Apresentado em 2013, depois de o termos visto pela primeira vez em 2011 ainda sob a forma de um protótipo, o i3 foi o primeiro membro da família “i” da BMW. Agora chega ao fim da linha e não terá um sucessor direto.

Em alternativa ao i3, o porta-voz da empresa alemã indicou dois outros elétricos no Grupo BMW: “Os condutores de hoje que queiram um carro elétrico totalmente adaptado para a condução urbana ou um veículo compacto mais espaçoso para um estilo de vida ativo terão à sua disposição o MINI Electric e o próximo BMW iX1“.

Recorde-se que quando apareceu, em 2013, o i3 contava apenas com 190 km (NEDC) de autonomia, ainda que também estivesse disponível uma segunda versão que usava um pequeno motor a gasolina de dois cilindros como um extensor de autonomia.

A NÃO PERDER: BMW iX xDrive40 testado. Tem menos potência e autonomia que o xDrive50, mas fará mais sentido?

A primeira atualização do modelo surgiu em 2016, com a bateria a aumentar de capacidade, o que se refletiu na autonomia, que passou a fixar-se nos 312 km (NEDC).

Em 2017, a BMW lançou o i3s, com um motor mais potente (mais 10 kW ou 13,6 cv), uma autonomia de 280 km (WLTP) e uma afinação mais desportiva.

BMW i3 e BMW i3s

Só no final de 2018 a BMW começou a vender a versão com bateria de 42,2 kWh e uma autonomia máxima de 310 km (WLTP), acabando em definitivo com a versão com extensor de autonomia na Europa.

Fonte: Autocar

Sabe responder a esta?
Qual era a potência do BMW M5 (E39)?
Não acertou..

Mas pode descobrir a resposta aqui::

Lembras-te deste? O E39 é para alguns o melhor BMW M5 alguma vez produzido

Mais artigos em Notícias