Recharge No modo Recharge está a reduzir a sua pegada ecológica.

Obrigado por guardar energia para o que mais importa.

Uma iniciativa
x

Recharge

Estamos a guardar energia para o que mais importa.

Protótipo

Um segredo bem guardado. Também houve um Audi RS2 berlina

A receita RS2 também foi aplicada ao formato berlina pela Audi, mas apesar de terem sido feitas quatro unidades, nunca chegou ao mercado.

Audi RS2 Avant, uma carrinha verdadeiramente desportiva que deu início a um precioso legado. Equipava um motor 2.2 turbo com 315 cv, e o «dedinho» da Porsche não se via apenas nos espelhos retrovisores laterais do Porsche 911 (993) ou nas jantes.

Mas e se vos dissermos que a receita RS2 também deu origem a uma “super berlina”?

Sim, isso mesmo. Nunca chegou ao circuito comercial, mas a variante sedã da Audi RS2 foi considerada, desenvolvida e até chegaram a fazer quatro unidades. E tudo começou com uma espécie de reunião clandestina na sede da Audi, nos anos 90, onde ficaram decididas as bases daquilo que viria a ser um protótipo.

A NÃO PERDER: As carrinhas desportivas mais radicais de sempre: Audi RS2
Audi RS2 berlina

Sob o olhar atento de Ferdinand Piëch, o “pai” do Audi Quattro, os responsáveis da Audi Sport já tinham em mãos os dois principais ingredientes para este menu radical sob a forma de um Audi RS2 berlina: o Audi S2 e a carrinha RS2 Avant.

E são precisamente esses dois modelos que de certa forma explicam este projeto tão especial e exclusivo, que estava destinado a dar origem a uma das berlinas mais rápidas da altura. Para isso, à base do Audi S2 foram adicionados os “pós mágicos” que já conhecíamos da Audi RS2 Avant. E o resultado fala por si.

Tal como a RS2 carrinha, na base da RS2 berlina estava o mesmo bloco de cinco cilindros sobrealimentado com 2.2 litros que já conhecíamos da carrinha. Produzia 315 cv e 410 Nm e estava associado a uma caixa manual de seis velocidades, a mesma do Porsche 968 Clubsport, modelo que também fornecia os discos de travões, as jantes, os pneus e a suspensão.

Graças a todas estas modificações, esta berlina era capaz de acelerar dos 0 aos 100 km/h em apenas 5,4s e atingir os 262 km/h de velocidade máxima, um limite eletrónico definido pela marca de Ingolstadt. A “cereja no topo do bolo” era, naturalmente, o sistema de tração total quattro, cujos feitos alcançados nos ralis ainda estavam frescos na memória.

Audi RS2 berlina

Mas numa altura em que tudo estava encaminhado para que o RS2 berlina recebesse luz verde para a produção e fosse vendido a par da icónica carrinha RS2 Avant, a Audi resolveu cancelar o projeto.

LEIAM TAMBÉM: Única Audi RS6 Allroad do mundo procura novo dono

Não são conhecidos os motivos que estiveram na base desta decisão, mas aquilo que se sabe é que quando esta posição foi tomada internamente já tinham sido construídos quatro exemplares do RS2.

Um deles está no museu da Audi em Ingolstadt (Alemenha) e terá chegado a ser o carro de serviço de Ferdinand Piëch. Outro foi destruído depois de um acidente. Já os restantes dois exemplares estão “escondidos” numa coleção privada nos Emirados Árabes Unidos.

Audi RS2 berlina

Seja como for, o Audi RS2 berlina tinha tudo para ter sido tão especial quanto a sua “irmã”, a RS2 Avant, e personifica na perfeição o lado mais radical, apaixonado e mesmo louco das fabricantes automóveis. E quando tudo isso se alinhava, dava origem a coisas tão espetaculares quanto este “super Audi”.

Sabe responder a esta?
Em que ano o Audi TT venceu o galardão Carro do Ano em Portugal?
Não acertou..

Mas pode descobrir a resposta aqui::

Audi TT. Vencedor do troféu Carro do Ano 1999 em Portugal

Mais artigos em Clássicos