Recharge No modo Recharge está a reduzir a sua pegada ecológica.

Obrigado por guardar energia para o que mais importa.

Uma iniciativa
x

Recharge

Estamos a guardar energia para o que mais importa.

Restomod

Spectre Type 10. Parece um MINI original, mas tem tração traseira e o K20 da Honda

Com revelação marcada para o Monterey Car Week, este Spectre Type 10 não podia estar mais longe do conceito original idealizado por Alec Issigonis.

O mundo dos restomod continua ao rubro e a caminho do Monterey Car Week vai um dos exemplos mais intrigantes desta “tendência”. Chama-se Spectre Type 10 e no fundo deixa-nos ver como poderia ser um MINI original se a maioria das ideias do seu criador tivessem sido postas de parte.

É que enquanto o MINI original “rompeu” com a ideia de que os carros pequenos tinham de ter motor e tração traseiros, surgindo com tração dianteira e o motor em posição dianteira transversal, a mais recente criação dos canadianos da Spectre Vehicle Design “inverteu” quase tudo o que Alec Issigonis concebeu em 1959.

Assim, o motor passou da dianteira para uma posição central traseira e as rodas encarregues de locomover o modelo britânico passaram a ser as posteriores.

A NÃO PERDER: As jantes do MINI Cooper SE mudaram de nome por causa do… coronavírus
Spectre Type 10

K20

E o motor, em vez do tradicional motor A-Series da BMC (presente, por exemplo, no Mini Remastered Oselli Edition), foi trocado por outro vindo diretamente do Japão.

Trata-se do K20 da Honda, o propulsor que foi usado pelo Honda Civic Type R EP3 (sim, o mesmo da Civic Atomic Cup, na variante K20A2). Segundo a Spectre Vehicle Design, no Spectre Type 10 o motor nipónico debita 230 cv, um valor que nos leva a crer que se poderá se tratar do motor usado pelo Civic Type R, com uns “pozinhos” adicionais.

230 cv num Mini clássico é um valor “arrepiante”, bem mais elevado que os pouco mais de 70 cv dos Cooper S do passado. O K20 surge associado a uma caixa manual de seis relações e, como já referimos, o eixo traseiro é o motriz, onde reside um diferencial autoblocante. Incrivelmente, as rodas mantém as 10″ de diâmetro do modelo original e os pneus parecem… estreitos para os 230 cv que têm de lidar.

Feito à medida

Apesar de, à primeira vista, poder parecer muito semelhante ao MINI original que lhe serve de base, um olhar mais atento depressa deteta os pormenores que tornam este restomod num modelo único.

Para começar, a refrigeração do motor em posição central traseira obrigou a criar mecanismos para o arrefecer. Assim, além de duas entradas de ar na lateral da carroçaria, o Spectre Type 10 recebeu uma nova porta da bagageira ventilada que ajuda a extrair o ar quente do motor e sistema de escape, e passou a integrar duas saídas de escape.

Spectre Type 10
No interior são evidentes as melhorias face ao original.

Além disto, o Type 10 conta com jantes feitas à medida que, apesar de inspiradas nas icónicas Minilite, adotam um desenho em forma de hélice que visa ajudar a arrefecer os (novos) travões de disco com quatro pistões que têm como tarefa parar os parcos 771 kg deste Spectre Type 10.

LEIAM TAMBÉM: Como seria um Alfa Romeo Giulia GTA a eletrões? O Totem Automobili GT Electric é a resposta

Ainda no campo do design, os bancos que o equipam inspiraram-se numa imagem da… atriz italiana Monica Bellucci e o tabliê passou a ser uma peça única em madeira que visa replicar os tradicionais hall de entrada das casas japonesas.

Spectre Type 10
O banco inspirou-se numa imagem de Monica Belluci de fato de banho.

Limitado a somente 10 exemplares, o Spectre Type 10 custa uns elevados 180 mil dólares (cerca de 154 mil euros), um valor que mais depressa associamos a superdesportivos.

Sabe responder a esta?
Em que ano é que o Opel Calibra V6 4x4 conquistou o Campeonato Internacional de Carros de Turismo (ITC)?
Não acertou..

Mas pode descobrir a resposta aqui::

Há 25 anos o Opel Calibra entrava na história do desporto automóvel

Mais artigos em Notícias