Indústria

Nem 308 GTI, nem 308 PSE. Fim dos “hot hatch” na Peugeot? Parece que sim

Nem com motor de combustão nem eletrificado. Segundo Jerome Micheron, o diretor de produto da Peugeot, o mercado para hot hatch como o 308 GTI ou o 308 PSE colapsou.

Depois do aparente abandono da sigla GTi, a Peugeot parece estar a preparar-se para abandonar também os hot hatch. Pelo menos é aquilo que se depreende das declarações de Jerome Micheron, diretor de produto da marca francesa, após ter sido questionado pela Top Gear sobre um novo 308 GTI: “se olharmos para o mercado das versões desportivas e para os limites de CO2 vemos que este entrou em colapso”.

Até aqui tudo bem. Afinal de contas, a sigla GTI como que já tinha sido reformada, com o seu lugar a ser tomado pela nova sigla PSE (Peugeot Sport Engineered).

Contudo, o executivo francês foi mais longe, e parece ter fechado logo a porta a um eventual 308 PSE com uma fórmula idêntica à do 508 PSE (híbrido plug-in).

A NÃO PERDER: Peugeot 3008 GT HYBRID4 testado. O mais potente de sempre
Peugeot 508 PSE
Ao que parece, a “fórmula” usada no 508 PSE não deverá ser aplicada ao 308.

Uma questão de mercado e… de peso

Ou seja, parece que não há planos, de todo, para uma versão desportiva do familiar compacto gaulês. Acerca de uma possível versão PSE do novo Peugeot 308, com um grupo motriz híbrido, Jerome Micheron afirmou: “Ainda não vemos um mercado. Além disso, essa solução adiciona peso extra”.

Ora, este aparente abandono de um possível 308 PSE acaba por ir contra os rumores que até há bem pouco tempo davam conta de que, nesta nova geração, o 308 teria uma versão desportiva com motorização híbrida plug-in.

Neste caso esperava-se que o 308 PSE recorresse a uma solução idêntica que já vimos não só no 3008 Hybrid4, como no 508 PSE. Ou seja, o recurso ao 1.6 PureTech com 200 cv e a dois motores elétricos (um no eixo traseiro assegurando tração integral) que lhe permitiria ter, no mínimo, 300 cv.

Agora, tendo em conta as declarações do diretor de produto da Peugeot, parece que (de momento) a variante de maior performance do novo Peugeot 308 fique-se pela versão híbrida plug-in de 225 cv.

Sabe responder a esta?
Em que ano foi lançado o Peugeot 405?
Não acertou..

Mas pode descobrir a resposta aqui::

E dura, dura, dura… o Peugeot 405 continua a ser produzido

Mais artigos em Notícias