Recharge No modo Recharge está a reduzir a sua pegada ecológica.

Obrigado por guardar energia para o que mais importa.

Uma iniciativa
x

Recharge

Estamos a guardar energia para o que mais importa.

Apresentação

Caixa manual, V12 atmosférico e 850 cv. A fórmula mágica do Pagani Huayra R

Existem poucos automóveis no mercado capazes de superar a configuração do Pagani Huayra R , um "monstro" só para circuitos que custa 2,6 milhões de euros.

Pagani e motores V12. É impossível falar de um sem falar do outro. E agora, 10 anos depois da apresentação do Pagani Huayra no Salão Automóvel de Genebra de 2011, Horacio Pagani — o génio por detrás de todo este projeto — acaba de nos brindar com a derradeira versão do seu hiperdesportivo. Eis o Pagani Huayra R, um “monstro” para as pistas que equipa um motor V12 atmosférico de 6.0 litros totalmente novo.

Falar de motores de combustão interna sem qualquer tipo de eletrificação começa a ser um exercício praticamente impossível em 2021, mas a Pagani não se rende.

Para este Huayra R, a fabricante com sede em Modena juntou-se à HWA — a empresa que fabrica os carros de DTM e de Fórmula E para a Mercedes-Benz — para desenhar de raiz um bloco V12 naturalmente aspirado, em detrimento do V12 biturbo de 6.0 litros feito pela Mercedes-AMG que equipa o Huayra convencional.

VEJA TAMBÉM: McLaren 720S GT3X. Sem regras para criar a derradeira máquina para circuitos
Pagani Huayra R
Apesar de ser uma versão radical só para circuitos, a imagem exterior não engana: este continua a ser um Huayra.

Por se tratar de um carro tão especial, pensado para quem gosta de conduzir, a Pagani perguntou aos seus clientes se preferiam um motor sobrealimentado ou atmosférico para a versão “R” do Huayra e as respostas terão sido claras.

O novo motor tinha que ter o encanto, o romance, o som e a simplicidade dos motores de Fórmula 1 da década de 1980, ao mesmo tempo que incorporava a tecnologia mais avançada disponível na atualidade.

Horacio Pagani, fundador e diretor executivo da Pagani Automobili
Pagani Huayra R
Só serão produzidos 30 exemplares do Huayra R.

850 cv de potência

O resultado é um dos hiperdesportivos mais modernos que o dinheiro pode comprar, mas com o encanto de outros tempos. Prova disso é o facto de contar apenas com uma caixa manual de seis velocidades não sincronizadas, mesmo produzindo uns impressionantes 850 cv de potência (corta às 9000 rpm) e 750 Nm de binário máximo (entre as 5500 e as 8300 rpm).

Este motor pesa apenas 198 kg e está aparafusado diretamente ao chassis monocoque em fibra de carbono do Huayra R. Quanto à banda sonora produzida, promete ser impressionante, ainda que a Pagani diga que seja possível montar silenciadores que limitam o ruído a um máximo de 110 decibéis “exigidos” pela FIA.

Pagani Huayra R
Aerodinâmica impressionante: aos 320 km/h é capaz de gerar 1000 kg de força descendente.

Pesa apenas 1050 kg

A Pagani declarou guerra ao peso e o resultado é um Huayra R que pesa apenas 1050 kg. A marca italiana não revela a velocidade máxima nem os tempos de aceleração dos 0 aos 100 km/h deste modelo, apenas diz que criou um carro capaz de gerar 1000 kg de força descendente aos 320 km/h, graças ao extenso e complexo pacote aerodinâmico, que tem na asa traseira um dos principais destaques.

Mas apesar da aerodinâmica mais agressiva, a identidade deste modelo não foi alterada, pelo que continuamos a ver um Huayra. A asa traseira é maior que a do Huayra BC, por exemplo, o difusor traseiro é mais proeminente e existe agora uma espécie de “barbatana” dorsal por cima do tejadilho. Mas as linhas gerais foram preservadas.

Pagani Huayra R
Conta com pneus P Zero da Pirelli montados em jantes de 19”.

Série especial de 30 unidades

A Pagani já fez saber que só vai produzir 30 exemplares do Huayra R, numa série muito especial. E o mais provável é que os clientes habituais da marca italiana já os tenham reservado todos mesmo antes da apresentação ao público, ainda que cada unidade custe 2,6 milhões de euros, antes de impostos.

Sabe responder a esta?
Qual a potência do motor V12 que equipa o Pagani Zonda Aether?
Não acertou..

Mas pode descobrir a resposta aqui::

V12, 760 cv, caixa manual, tração traseira. Pagani Zonda Aether vai a leilão

Mais artigos em Notícias