Banco de potência

Novo BMW M4 (G82) no banco de potência. Será que tem cavalos escondidos?

Seria expetável que acontecesse mais cedo que tarde. O novo BMW M4 foi colocado num banco de potência e os números revelados são maiores do que os anunciados.

O novo BMW M4 G82 tem revelado ser uma máquina superior em tudo em relação ao antecessor — algo que comprovámos no nosso teste ao M4 Competition —, destacando-se a sua forte performance. Até parece ter mais cavalos do que aqueles que anuncia… Será mesmo assim?

Nos EUA, a IND Distribution não perdeu tempo e levou um novo M4  — a versão regular de 480 cv e 550 Nm — ao banco de potência, para ver o quão “saudáveis” eram os equídeos do seu seis cilindros em linha (S58) e… voilà, não desapontou.

De acordo com os dados recolhidos pela IND Distribution, mediram no seu não modificado, sem rodagem e novo BMW M4 cerca de 471 cv (464,92 hp) e 553 Nm… às rodas! Ao contar com as perdas de transmissão — a IND Distribution considerou uma potência dissipada de 15% — traduz-se em 554 cv (547 hp) e 650 Nm à cambota, 74 cv e 100 Nm mais que os valores oficiais.

VEJA TAMBÉM: Tinha de acontecer. Toyota GR Yaris no banco de potência

Algumas ressalvas

Como é habitual nestas ocasiões convém olhar para estes resultados com alguma prudência, pois os testes em banco de potência não costumam ser uma ciência exata. Todos os equipamentos de medição têm uma margem de erro e são muitas as variáveis que podem influenciar os resultados (desde as climatéricas às geográficas até à calibração do equipamento).

Os 15% de perda de transmissão também são debatíveis, pois em automóveis mais recentes tem-se verificado perdas de transmissão inferiores, na casa dos 10%. Mesmo assim, considerando esses 10%, este BMW M4 teria de ter 518 cv de potência à cambota, um valor superior aos 510 cv do BMW M4 Competition.

Não é a primeira vez que reportamos modelos da BMW M com um valor de cavalos bastante superior ao anunciado — como o exemplar do BMW M5 F90 que acusou mais 100 cv. E não só é na BMW M; ainda recentemente reportámos dois testes de potência ao McLaren 765LT que também mostrou debitar bem mais do que os 765 cv oficiais.

BMW M4 Competition
BMW M4 Competition © Diogo Teixeira / Razão Automóvel

Os valores de potência oficiais anunciados costumam ser, efetivamente, conservadores (para mais nestes motores turbo de alta performance). É a forma de cobrir todas as discrepâncias que possam surgir — nunca há dois motores verdadeiramente iguais, apesar das tolerâncias apertadas dos nossos dias — e garantir que, no mínimo, os números oficiais sejam atingidos.

Porém, essas discrepâncias não têm por hábito serem tão elevadas como as que vimos neste exemplar do novo BMW M4. Há que esperar por mais testes para averiguar, com mais alguma certeza, se os resultados obtidos pela IND Distribution confirmam-se ou não.

Mais artigos em Notícias